Organizando nosso material de atendimento: Dicas úteis

3
2480

Minha pergunta é: Como vocês fazem para organizar o material que vocês usam no atendimento?

Essa é uma questão básica, mas muito importante na nossa vida profissional. Muitas vezes nos preocupamos muito com o tipo de material que vamos usar e esquecemos como é importante arquivar o resultado.

Hoje, vou dar a vocês algumas sugestões do que costumo e do que almejo usar na minha prática. Espero ajudar vocês.

1. Compre uma pasta, um fichário e um caderno para cada um dos seus pacientes;

2. Coloque a data em todos os exercícios realizados por ele;

3. O caderno deve ser deixado na casa do cliente e sempre que possível os exercícios a serem realizados fora dos atendimentos devem estar nele. Isso evita que o paciente ou cuidador tenha que lidar com inúmeras folhas de papel soltas;

4. Os exercícios feitos nos atendimentos devem ser armazenados no fichário. Esse material datado pode ser uma ótima fonte de comparações futuras;

5. Abra uma pasta no seu computador para cada um dos seus clientes. Crie uma tabela onde você possa evoluir semanalmente os atendimentos realizados. Esse material pode ser importante para a família e para o médico que o acompanha. É a sua segurança do que está sendo feito;

6. Abra também uma pasta para as grandes idéias. Escreva toda atividade que você realizou e deu certo ou poderia ter dado. Faça um arquivo;

6. Tente separar os exercícios que você costuma usar de acordo com as funções que aquela atividade busca promover. Isso dá trabalho, mas vale a pena para quem conseguir;

7. As avaliações periódicas são relíquias e devem estar sempre bem guardadas (Eu já recebi algumas vezes telefonemas de médicos solicitando, por exemplo, o resultado do MEEM que eu apliquei a três meses atrás);

8. Sempre que o cliente contar uma história que você não conhecia, lembrar de um fato que nunca havia sido mencionado, anote. Lembrem-se as memórias dos clientes são os melhores materiais da terapia.

Organização faz a diferença.

Ana P.

Foto: acastrillejo

3 COMENTÁRIOS

  1. olá! faço isso com meus casos, e facilita bastante cada um ter uma pasta, principalmente quando preparo atividades específicas para cada caso!
    agora adorei a pasta das grandes idéias!

  2. olá colegas sou psicóloga com formação em neuropsicologia e vivo em portugal.
    Adoro o vosso site e aproveito para vos dar os parabéns!
    Trabalho numa equipa num hospital de gerontopsiquiatria e queria começar a fazer grupos de estimulação cognitiva para fases iniciais de demência ou declinios cognitivos ligeiros. Gostaria de saber como planeiam estas sessões de grupo.
    obrigada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.