Acompanhamento terapêutico auxilia parkinsonianos nas atividades diárias

0
2836
O dia nacional parkinsoniano (4 de abril) lembrou a sociedade as dificuldades enfrentadas pelos cerca de 200 mil portadores dos sintomas da enfermidade no Brasil.

A doença, de caráter neurológico, afeta os movimentos da pessoa, seja por meio de tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular ou desequilíbrio, além de alterações na fala e na escrita, gerando dificuldades no desempenho das atividades da vida diária.

Progressiva, a mesma é incurável e causa transtornos cada vez maiores ao indivíduo. O acompanhamento terapêutico, no entanto, consegue, dependendo do caso e na medida do possível, reduzir a velocidade da degeneração, preservando por mais tempo a qualidade de vida do paciente e até mesmo contornando dificuldades surgidas. “O terapeuta ocupacional pode aconselhar na adaptação do espaço doméstico, tornando-o mais seguro e funcional. Também atua na preparação dos familiares na assistência diária ao doente”, Afirma a terapeuta ocupacional Érika Medeiros, da Reabilito.

O Parkinson não é hereditário e nem mesmo contagioso. Sua causa é desconhecida, mas se relaciona com a morte das células do cérebro responsáveis pela produção da dopamina, substância que conduz as correntes nervosas ao corpo. A enfermidade é mais comum em pessoas com mais de 65 anos.

Henrique Soares – Jornalista

Imagem: heatherbuckley

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.