Tem um restaurante perto da minha casa e eu costumo ir lá.

2
2807

Hoje lembrei de uma história!!! No dia do meu casamento, eu e minha amiga Lú, fomos almoçar num restaurante perto do hotel que eu ia me arrumar. Um amigo, que ia filmar o evento, sugeriu que alguém filmasse o nosso dia (meu e de João) para que ele pudesse fazer uma montagem bacana do nosso dia e da festa. Lú foi escolhida para me acompanhar e cumprir o acordado. Por que eu estou contando isso? Bem, quando entramos no restaurante, eu na frente morta de vergonha e ela com sua câmera, um senhor se aproximou dela e perguntou se eu era uma artista e ela explicou para ele o que estava de fato acontecendo. Lembro que ele era muito simpático, devia ter seus 85 anos. Curiosa, perguntei ao garçom se ele ia sempre lá e eu descobri que ele e sua esposa almoçavam lá com frequência e depois que ela morreu ele continuava indo sozinho.

Pensando nisso hoje, lembrei de outros clientes que foram atendidos por mim e que também costumavam ir a restaurantes próximos as suas residências.

A dica é: Usar o cardápio para estimular.

Você pode levar seu cliente a um restaurante? Ótimo. Vamos trabalhar lá. Você não pode? Não tem problema. Por que você não cria seu próprio cardápio?

Vamos as dicas:

1. Na primeira página o cardápio deve conter o nome do restaurante. Que tal pensar em algo familiar?

2. Na segunda página podemos colocar a história do estabelecimento. Tente pensar em algo que se misture a história do cliente.

3. Vamos aos pratos: Entradas, Carnes, Aves, Massas, Crustáceos, Sobremesas. Os pratos podem ter o nome de pessoas da família (Ex: Camarão do Eduardo) e a descrição dos pratos deve estar abaixo de cada um deles (Ex: Frango cortado em cubos com curry, cebola e manjericão).

4. Preços: Devem estar ao lado de cada prato. Você pode utilizar números inteiros para facilitar cálculos.

O cardápio está pronto?

Ótimo! Como podemos usá-lo?

1. Discuta a história do restaurante estimulando o cliente a fazer pontes com sua vida.

2. Peça para ele encontrar pratos, ingredientes, preços específicos – Atenção!!!!

3. Estimule-o a lembrar quem são as pessoas cujos nomes fazem parte dos pratos.

4. Monte refeições para que ele calcule a conta.

5. Apresente fotografias de pratos para que ele os identifique de acordo com a descrição contida no cardápio.

6. Que tal levar alguns ingredientes para estimular o olfato e o paladar?

Espero que seja útil!!!!

Ana P.

Foto: guilherme@lbuquerque

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.