Jardins sensoriais, benefícios para pessoa idosa com DA

88

Está cientificamente comprovado que a jardinagem é benéfica para a saúde mental e o bem-estar. Estudos descobriram que os benefícios para a saúde mental da jardinagem são extensos, reduzindo problemas como ansiedade e depressão. Também pode reduzir o estresse, ajudar a combater a pressão alta e ajudar a melhorar a aptidão física geral.

Uma infinidade de estudos mostraram que apenas alguns minutos gastos em um ambiente verde podem reduzir os níveis de cortisol, reduzir as taxas cardíacas e respiratórias e promover maior foco.

No mundo da arquitetura e do design, essa tendência é conhecida como design biofílico (Kellert, 2015). Seu objetivo – forjar uma conexão mais forte entre os seres humanos e a natureza – está crescendo em prevalência. Se você trabalha em um ambiente de saúde ou cuidados e está pensando em incorporar um jardim que atenda aos sentidos, segue algumas orientações.

Estimulando a visão:

Ao decidir jardinar um espaço de vida ao ar livre para pessoas idosas em ILPI, um projeto comunitário ou dentro de um ambiente doméstico, a essência do design biofílico é uma consideração importante. Supondo que o espaço permita, os recursos a serem incorporados podem incluir:

  • Plantas, árvores e flores de várias espécies, cores, texturas e alturas
  • Estruturas construídas a partir de materiais naturais sustentáveis
  • Áreas que inspiram curiosidade e exploração, como recursos aquáticos
  • Elementos que uma paisagem selvagem conteria, como lugares separados de outras áreas por uma ‘parede viva’, por exemplo
  • Pontos de visualização/descanso em diferentes níveis

Adicionando Elementos Perfumados ao Seu Jardim Sensorial

Estudos mostraram que fragrâncias específicas, incluindo lavanda, camomila e bergamota, podem melhorar o humor, promover o relaxamento e reduzir o estresse e a ansiedade. Se houver bancos ou áreas de estar para relaxar, pode ser terapêutico cultivar plantas perfumadas nas proximidades – como lavanda, rosas e ervas aromáticas (pense em manjericão, alecrim e tomilho). Estes podem transportar para um estado mental mais pacífico e contente. Eles também podem ajudar a combater doenças ou preocupações e ansiedade relacionadas à saúde.

Aproveitando os Efeitos do Som

Incorporar sons da natureza em um jardim sensorial pode criar um ambiente sereno que promove a atenção plena, tornando-se um lugar favorito para os moradores se reunirem durante o tempo de lazer. A pesquisa mostrou que o som da água podem induzir uma enxurrada de neuroquímicos, que aumentam o fluxo sanguíneo para o coração e o cérebro e aumentam o bem-estar. Um estudo de 2023 mostrou que, mesmo em ambientes de realidade virtual, o som da água traz benefícios restauradores para aqueles que mergulham em tais ambientes. Tais sons podem ser adicionados a um jardim por meio de fontes de água.

Ao cultivar um jardim amigo da vida selvagem, pássaros e outros animais selvagens produtores de som também podem ser atraídos pelo espaço. Comece escolhendo plantas nativas. Forneça elementos para banhos de pássaros e comedouros.

Desfrutando de uma experiência de sabores

Um dos maiores prazeres da vida é, sem dúvida, comer um pedaço de fruta madura de uma árvore ou colher seus próprios vegetais. Se o jardim que você está criando ou reformando tiver espaço, forneça um espaço dedicado para cultivar vegetais; abobrinha, tomate, rabanete e alface são relativamente fáceis para os jardineiros novatos. Se houver espaço para árvores, tente cultivar algumas frutíferas, como pés de acerola, laranjeiras e pitanga. Novamente, escolha plantas nativas, se possível; isso reduzirá a necessidade de rega frequente, pois elas serão bem adaptadas ao clima local. 

Use algumas bandejas, composto, feijão ou brotos específicos (por exemplo, feijão ou brotos de rabanete) e tenha um regador sempre por perto.

Escolhendo Texturas Variadas

Para oferecer uma experiência mais variada e tátil aos moradores do jardim, tente preencher o espaço com itens com diferentes texturas. Estes podem incluir plantas com folhas macias ou ásperas e uma variedade de gramas, como grama da floresta japonesa ou grama de pampas. Forneça também elementos de contraste visual e tátil (pedra, madeira e/ou concreto). Varie ainda mais a textura, incluindo diferentes caminhos e acabamentos. Por exemplo, por que não usar um padrão de espinha de peixe para um caminho de tijolos, ou pedra grosseiramente para um visual rústico?

Este é um texto adaptado da “The Occupational Therapy HUB”, deixaremos os links aqui nas referências para que você possa conferir as matérias na íntegra.

Você Já conhece a Comunidade Reab?

A Comunidade Reab é uma plataforma para terapeutas ocupacionais que querem aperfeiçoar sua prática por meio de informações e recursos de atualização semanal.

Inclusive, neste mês de março, desenvolvemos um material exclusivo sobre “Como estimular a pessoa idosa com Demência em casa”, legal né? É um material exclusivo para os membros, clique aqui e saiba como fazer parte da nossa “Comum-unidade”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.