Voltei. Conteúdo pessoal, o profissional você tem nos demais posts ;)

4
2371

Bem, voltei. Voltou? – dizem vocês. É, voltei. Estive fisicamente e emocionalmente distante do site porque precisei estar fisicamente em outros lugares e emocionalmente me recuperando de quem perdi e ajudando (me ajudando também!) a entender o velho e certo clichê: “a vida continua”.

Nossa, como tenho aprendido. A Ana que vos escreve hoje é uma Ana diferente. Melhor, pior? – perguntam vocês. Uma Ana mais forte e mais ciente do desafio que é viver, do diferencial do que é ser forte e até, acreditem, do peso que as questões financeiras têm na nossa vida. Ah, tenho também sentido na pele o quanto “burro” e burocrático é esse nosso país e também, atentem bem para isso, o quanto a simpatia de um funcionário ou um sorriso fazem a diferença na hora do “vamos ver”, na hora em que o que a gente quer é uma informação ou precisa que algo seja resolvido.

Não quero entrar em detalhes, não precisamos dos detalhes nessa “conversa”, o que quero é mandar uma mensagem a cada um que nos acompanha (ou quem sabe até que está aqui pela primeira vez – seja bem-vindo!!):

1. Procurem sempre ver as coisas boas das pessoas e se prendam a elas. A não ser que os defeitos sejam insuportáveis, se afaste, mas, simplesmente, se afaste. Não julgue, nem queira que as pessoas sejam diferentes;

2. Se cuidem, nossa saúde e a de quem queremos bem é nosso maior bem. Lembrem-se dos exercícios, da alimentação saudável e das idas (chatas ??) períodicas aos médicos; Outro clichê, mas a pura verdade.

3. No mais, tentem fazer as escolhas certas para você mesmo e para sua família. Cada escolha da gente reflete na nossa vida e também na dos que nos acompanha. Não sejamos tão sonhadores nas nossas escolhas, nem tão conformados ou medrosos com o medo de desejar mais.

4. Cerquem-se sempre dos amigos. Os meus amigos têm sido perfeitos, presentes na medida certa e respeitadores demais. Com a família (e a educação que tive) e meus amigos o que mais quero da vida????? (Acho que essa dá para responder: uma das coisas é que esse site dê certo e que possa me retribuir à altura da satisfação que tenho de participar dele).

Abraço forte da colunista, administradora e até amiga, colega, conhecida de muitos que estão lendo isso agora.

Foto: Major Clanger

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

4 COMENTÁRIOS

  1. Força amiga!
    Apesar de não nos vermos com frequência você é muito querida e saiba que estou aqui para o que você precisar… nem que seja jogar conversa fora.
    Grande abraço!
    Tati

    Ps. Esse site já deu certo!

  2. Natália Cardoso

    Bem vinda!!
    Também estou tentando entender este cliche….”a vida continua”. É certo que ela continua, porém me falta algo. Algo que ficou para traz, na lembrança e na eterna saudade.
    Fique bem!!
    Bjinhos

    Natália

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.