Quando a pessoa idosa deve parar de dirigir?

70

Como alguém que cuida há muito tempo, você pode ficar preocupado com a capacidade dessa pessoa idosa continuar dirigindo com segurança. Algumas pessoas podem dirigir com competência até os 80 anos e até mais, enquanto outras podem ter dificuldades aos 60 anos ou até mais jovens. Não é sobre a idade em si, é sobre a capacidade.

Quando você é responsável pela segurança de um idoso, pode se perguntar quando é apropriado começar a falar sobre o quão seguro está o desempenho dele ao volante.

Seu primeiro passo neste processo é observá-lo enquanto dirige.

As seguintes situações podem indicar possíveis problemas de condução:

  • Perder-se, mesmo dirigindo por rotas curtas e familiares
  • Não obedecer aos sinais ou sinais de trânsito
  • Cortar outros motoristas, atravessar pistas ou fazer curvas largas (fora do adequado)
  • Reagir lentamente a emergências
  • Adormecer ao volante ou parecer desatento
  • Ficar facilmente irritado ou agitado
  • Ter um mau julgamento, como não ceder o direito de passagem
  • Esquecer de usar espelhos ou piscas ou verificar pontos cegos
  • Ter problemas para julgar distâncias

É importante não comentar ou criticar o comportamento do motorista mais velho durante a viagem. Em vez disso, conversem quando estiverem fora do carro e revejam quaisquer problemas observados. Certifique-se de não parecer crítico ou irritado. Apenas declare calmamente quaisquer ações inseguras que você testemunhou. Seja específico.
Se você observar que o motorista teve problemas como os mencionados acima, considere seguir estas etapas:

Agende um check-up. Um profissional de saúde pode informar se o idoso é fisicamente capaz de dirigir com segurança. O médico também pode aconselhá-lo sobre se o idoso está tomando algum medicamento que possa afetar sua capacidade de dirigir com segurança.

Faça um teste de visão. Um oftalmologista deve testar a visão do motorista mais velho para garantir que ele está visualmente capaz de dirigir com segurança.

Peça a um profissional que avalie as habilidades de condução do idoso. Fora do Brasil existem profissionais especializados em avaliar se os idosos podem dirigir com segurança. Um especialista em reabilitação de condução (DRS) é um profissional que possui as habilidades para avaliar a capacidade geral de um indivíduo de operar um veículo com segurança. Com base no desempenho do indivíduo, o DRS desenvolverá um plano, fará recomendações sobre estratégias, equipamentos e fornecerá treinamento para melhorar a segurança ao dirigir de uma pessoa e sua saúde e bem-estar geral. Se você não tiver acesso a um DRS em sua área, um terapeuta ocupacional também poderá avaliar muitas limitações relacionadas à direção. A American Occupational Therapy Association (AOTA) e ADED: The Association for Driver Rehabilitation Specialists são organizações que podem ajudá-lo a encontrar um profissional.

Saiba quando ter a conversa. Pergunte a si mesmo: você se sente à vontade para deixar o idoso levá-lo a algum lugar? A resposta pode ser um sinal de que é hora de iniciar a conversa.

Conte com o suporte. Converse com outras pessoas no círculo do motorista mais velho. Pergunte se eles compartilham suas preocupações sobre a capacidade do idoso de dirigir com segurança. Ensaie a discussão com eles para que você possa ficar calmo e atencioso. Dependendo das circunstâncias, você pode até querer que um ou mais deles participem da conversa de direção com o idoso.

Torne a conversa compassiva. Você não quer fazer o adulto mais velho sentir que “todo mundo está se juntando contra ele”, então certifique-se de enquadrar a conversa de uma maneira solidária e preocupada. Não deixe que sua ansiedade ou medo de abordar as habilidades de direção o levem a parecer irritado.

Discuta detalhes, mas evite culpar. Explique ao idoso por que você está preocupado com a condução dele. Cite exemplos: “Pai, você passou direto por um sinal de pare na última vez que dirigimos juntos. E você esqueceu de usar os piscas. Ou: “Mãe, você se perdeu no caminho para o supermercado”.

Esteja preparado para resistência e até raiva. Dirigir representa independência para muitos idosos. Quando eles pensam que você pode estar tirando sua capacidade de se locomover, eles podem se tornar defensivos, até mesmo irados.

Agende um horário para outra conversa. Se o idoso resistir ao que você está dizendo ou ficar agitado, encerre a conversa gentilmente. Deixe-os absorver o que você disse e, em seguida, revisite o tópico um ou dois dias depois.

Peça a opinião do idoso. Certifique-se de ter tempo para ouvir o que a pessoa mais velha pensa sobre sua capacidade de dirigir e sensação honesta de segurança ao volante. É muito possível que, se você notou problemas, ele ou ela também tenha e se sinta vulnerável.

Apele para o senso de responsabilidade do motorista mais velho. Se os profissionais médicos e o especialista em condução que você consultou concordarem que é hora de o idoso parar de dirigir, recorra ao seu senso de responsabilidade. Lembre o motorista mais velho que dirigir representa um risco não apenas para si mesmo, mas também para os outros, que podem se machucar – ou pior – em caso de acidente. Os motoristas mais velhos podem querer pensar em como se sentiriam se causassem uma lesão.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.