Inclusão Digital dos Idosos: Entenda as Tecnologias de Informação e Comunicação

98

As tecnologias digitais tornaram-se parte integrante das sociedades modernas e dos ambientes dos indivíduos mais velhos. Uma tendência importante tem sido a disseminação das tecnologias de informação e comunicação. Mas o que são as famosas “TIC”? Para responder esta e outras questões que acredito como substanciais ao atendimento e uso clínico das tecnologias na prática da Terapia Ocupacional, aqui estão trechos do artigo – de acesso aberto – Use of Information and Communication Technology (ICT) Devices Among the Oldest-Old: Loneliness, Anomie, and Autonomy (2021).

As TIC – Tecnologias de Informação e Comunicação –  incluem dispositivos e aplicativos que fornecem acesso a informações e permitem comunicações eletrônicas, como enviar mensagens de texto ou participar de bate-papos por vídeo. Telefones celulares, smartphones, computadores e laptops são dispositivos típicos de TIC.

A Internet (por exemplo, a web) é outra TIC e desempenha um papel especial porque não é um dispositivo autônomo, mas uma rede de inúmeros sistemas e dispositivos. Os dispositivos de TIC conectados à Web (por exemplo, smartphones, tablets) são definidos pelo acesso à Internet (conexão à Web), enquanto as TIC não conectadas à Web (por exemplo, telefones celulares antigos) não acessam a Internet.

(Conheça o Ebook Envelhecimento e Felicidade)

O uso das TIC em geral pode permitir que os idosos vivam de forma independente por mais tempo e pode ter efeitos positivos na saúde e no isolamento social. As TIC conectadas à Web fornecem novos recursos de comunicação. Seu uso facilita níveis mais altos de interação e acesso mais amplo a informações e serviços digitais do que as TIC não conectadas à web.

A pesquisa mostrou que as TIC conectadas à web mudaram substancialmente a vida cotidiana, permitindo novas formas de participação e interação social e aprimorando o acesso à informação. Nesse contexto, a distinção entre os dois tipos de TIC (ou seja, conectada à Web e não conectada à Web) é importante ao analisar o papel das TIC na vida cotidiana dos idosos.

A difusão das TIC na sociedade é um processo contínuo. Ainda assim, muitos idosos ficam atrasados ​​na propriedade de TIC conectadas à Web e no uso da Internet em comparação com a população em geral. Existem outras diferenças entre os jovens-velhos e os mais velhos. Usando dados europeus, König, Seifert e Doh (2018) mostraram que menos de 10% das pessoas com 80 anos ou mais acessavam a Internet, enquanto 48% dos europeus com 65 a 69 anos o faziam.

Dessa forma, a digitalização contínua da vida cotidiana e as diferenças na adoção de tecnologia podem levar a novas desigualdades na sociedade. Os idosos mais velhos que não utilizam dispositivos de TIC conectados à web correm o risco de serem socialmente excluídos de uma sociedade caracterizada pela difusão de inovações digitais.

A pesquisa demonstrou associações positivas entre o uso das TIC conectadas à web e o bem-estar dos idosos (por exemplo, Cotten et al., 2014, Szabo, Allen, Stephens e Alpass, 2019; Quintana, Cervantes, Sáez e Isasi, 2018).

____

Fonte: Anna Schlomann, PhD, Alexander Seifert, PhD, Susanne Zank, PhD, Christiane Woopen, PhD, Christian Rietz, PhD, Use of Information and Communication Technology (ICT) Devices Among the Oldest-Old: Loneliness, Anomie, and Autonomy, Innovation in Aging, Volume 4, Issue 2, 2020, igz050, https://doi.org/10.1093/geroni/igz050

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.