Como lidar com as alterações de comportamento da Demência de Alzheimer?

142

Cuidar de um idoso com demência é saber que em algum momento podem surgir desafios em relação ao comportamento.

Saber identificar e lidar com as alterações comportamentais pode ser uma tarefa desafiadora. O livro “Alzheimer: o dia de 36 horas” trás uma lista com os 6 R’s que podem ajudar a lidar com os desafios de forma mais positiva e gentil.

(Leia mais sobre  livro: Melhor Livro sobre Demência: Alzheimer – O dia de 36 Horas)

(Clique aqui para comprar o seu livro!)

Os 6 R’s do controle comportamental:

Recanalizar: Sempre que possível tente criar estratégias para redirecionar o comportamento. Um ótimo exemplo presente no livro é a história de um mecânico que sempre estava a desmontar os objetos e eletrodomésticos da casa, mas não os conseguia remontar. A estratégia que a cuidadora usou foi adquirir algumas peças de automóveis para que ele limpasse e desmontasse quantas vezes quisesse. Isso foi uma estratégia de redirecionar o comportamento

Reavaliar: O que pode estar sendo gatilho para a alteração comportamental? Ele está com dificuldades em entender algo? Será que ele está querendo comunicar algum desconforto? Tente perceber e evitar que o gatilho esteja presente na rotina.

Reconsiderar: Tente perceber como aquilo está sendo visto pela pessoa com demência. A dificuldade em compreender o que está acontecendo pode levar a uma alteração comportamental. Explique e demonstre como você pode ajudar.

Reconfortar: Tentar tranquilizar uma pessoa com demência frente a uma alteração comportamental não é uma tarefa fácil. Tente mostra que você está ali e que está tudo bem.

Restringir: Tentar controlar alguma alteração comportamental pode fazer com que o idoso fique ainda mais contrariado e irritado. O comportamento só deve ser restrito quando o idoso demonstra possibilidade causar algum mal para si ou para o outro.

Revisar: Revise como você lidou com a situação, se a estratégia funcionou ou o que pode ser modificado para a próxima vez que você precisar lidar com o comportamento.

Procure um terapeuta ocupacional para te ajudar com estratégias que podem identificar, prevenir e lidar com alterações comportamentais.

Se você é terapeuta ocupacional, aproveite para conhecer o Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR), exclusivo para terapeutas ocupacionais e ministrado pela Prfª Dra. Marcia Novelli. Clique aqui e saiba mais!

Leia mais:

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.