Os TOP 3 dos brinquedos para crianças que podem ser usados na Reabilitação.

4
6331

Brinquedos são muito mais do que podem parecer quando o assunto é criança, desenvolvimento e Reabilitação. Na terapia é fundamental usar essa “ferramenta de trabalho” que fará a criança se envolver no processo terapêutico e desenvolver habilidades, sejam elas motoras, cognitivas, sensoriais ou físicas.

Pesquisando sobre brinquedos, encontramos uma lista feita por uma mãe (sem nenhum objetivo terapêutico) que nos deu uma pista que tipo de brinquedo pais investem e crianças gostam. A partir desta lista, separamos 3 tipos que podemos usar na terapia, fazendo com que o “inofensivo” brinquedo se torne uma ferramenta colorida para atingir objetivos terapêuticos.

1. Popper Bola – Playschool – “Brinquedo Ação-Reação”

Captura de Tela 2013-05-28 às 09.57.58 Captura de Tela 2013-05-28 às 09.57.34

 

O “Popper” funciona da seguinte forma: a criança precisa apertar seguidas vezes o simpático cidadão laranja (que vocês veem nas figuras acima),  e à medida que o faz, vai bombeando o êmbolo e soltando as bolas para o caminho em espiral. Ao serem bombeadas com força suficiente, elas percorrem o caminhos e… tcharánnnn saem “voando” (olhem na segunda imagem acima).

Esse brinquedo ilustra todos aqueles outros que uma ação causa uma reação. Neste caso, apertar um lugar faz com que uma bola apareça. Muitos (quase todos!!) os brinquedos tem características que objetivam que a criança interaja e que a partir daquela interação haja um feedback positivo: um som, um movimento, uma luz… enfim, uma reação à interação.

Os terapeutas ocupacionais de plantão e fisioterapeutas podem listar com essa explicação do funcionamento desse tipo de brinquedo várias habilidades (físicas e cognitivas)  requeridas para manipulação e interação com o brinquedo. Sendo assim, este tipo de brinquedo merece o primeiro lugar na lista de brinquedos que se pode ter em casa e na terapia.

2. Quebra-cabeças 

Captura de Tela 2013-05-28 às 10.23.34 Captura de Tela 2013-05-28 às 10.25.06

Captura de Tela 2013-05-28 às 10.25.13Captura de Tela 2013-05-28 às 10.30.38

A segunda posição nesta lista de brinquedos ficou para os quebra-cabeças (esses ilustrados da marca Melissa & Doug). Escolhemos essa marca pela variedade de quebra-cabeças, que ilustra que esse tipo de jogo é muito mais que peças de formas diferentes que se encaixam. Eles têm desde aqueles quebra-cabeça com pinos, que vocês veem nas figuras acima com tema de animais, até os 3D, onde cada peça é um cubo, e cada face do cubo tem uma imagem que faz parte de um quebra-cabeça diferente (olhe o da vaca acima que na realidade tem 5 outras imagens diferentes: galinha, ovelha, pato, cavalo e porco). Outro exemplo também de quebra-cabeça (que não deixam de ser 3D) são aqueles cujas peças são figuras geométricas que formam um objeto (no caso dos brinquedos ilustrados, um trem – também da marca Melissa & Doug). Alguns dos quebra-cabeça da marca até emitem som quando são corretamente encaixados, esses são os chamados “Sound Puzzle” e trazem figuras de animais e de instrumentos musicais.

Abaixo tem um vídeo com um quebra-cabeça (tb da mesma marca) que é uma Pizza.

Todas as complexas habilidades cognitivas e motoras que incluem a correta montagem de quebra-cabeça faz com que este material seja largamente usado por profissionais de reabilitação cognitiva e física. Quando é possível ter um material, como esse quebra-cabeça de pizza, os profissionais fazem um link até com as atividades cotidianas da criança (atividades de vida diária), enriquecendo ainda mais as sessões.

3. Bata o Martelo

Captura de Tela 2013-05-28 às 10.51.22

Existem brinquedos do tipo “Bata o Martelo” de diferentes marcas. Eles são sucesso na mãos de crianças que gastam energia enquanto precisam acertar as estacas, ou seja, em outras palavras brinquedos que estimulam velocidade. Em algumas marcas (como essa da imagem, da Melissa & Doug), as peças sobem enquanto outras são acertadas pelas crianças, outros materiais desse tipo, mais simples e baratos, simplesmente descem e é necessário que alguém as posicione de novo para que possam ser novamente acertadas.

Naqueles tipos que as peças sobem porque outras descem, é necessário velocidade e bastante atenção para onde direcionar o movimento. Se a criança já tiver o domínio das habilidades motoras, esse é um brinquedo que exige rapidez tanto no movimento quanto no desvio da atenção.

Eles poderiam também se encaixar na nossa primeira categoria de brinquedos “ação e reação”, bem como ser considerado um brinquedo de encaixe (naqueles que as peças saem e precisam ser colocadas), mas o que queríamos chamar atenção aqui é para brinquedos que exigem velocidade de processamento e de movimento. Eles também devem estar na lista de brinquedos para ter em casa e na terapia.

Habilidades motoras, como coordenação e força podem ser bastante exploradas usando esse brinquedo. E, além dessas, também são requeridas habilidades cognitivas e sensoriais, como atenção, concentração, resolução de problemas e quantidade de força empregada para conseguir baixar as estacas.

 

 

 

 

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.