Exame de sangue para detecção precoce do Alzheimer está a um passo de ser criado

0
2681

Cientistas australianos dizem que estão a um passo da criação de um exame de sangue que pode detectar a doença de Alzheimer anos antes dos sintomas aparecerem.

Uma pesquisa recente está identificando marcadores no sangue que podem sinalizar que a doença começou a desenvolver no cérebro.

Os pesquisadores testaram 273 pessoas e obtiveram mais de 80% de precisão quando compararam as alterações de determinados marcadores no sangue e no exame de imagem cerebral.

Embora ainda não exista cura, sabemos que a detecção precoce da doença de Alzheimer é muito importante. Pode-se retardar a doença e assim aplicar medidas capazes de dar mais qualidade de vida para os pacientes e seus familiares.

Dr. Noel Faux do Florey Institute for Neuroscience and Mental Health diz que o progressivo acúmulo da proteína beta amilóide tóxica é uma das primeiras mudanças associadas com o desenvolvimento da doença de Alzheimer. “Os níveis de beta amilóide se tornam anormais cerca de 17 anos antes de aparecer os sintomas de demência“, disse ele. “Isso nos dá muito mais tempo de intervir para tentar retardar a progressão da doença, se formos capazes de detectar os casos mais cedo.”

Dr Samantha Burnham diz que um exame de sangue é uma forma acessível de triagem para a doença. “Nós estamos esperando que em poucos anos, talvez de 5 a 10, poderemos ser capazes de usar o exame de sangue como parte do protocolo de triagem para a doença de Alzheimer, dando àqueles em risco uma chance de receber o tratamento mais cedo“.

Em 2050, prevê-se que um milhão de pessoas terão a doença.

Abaixo vocês podem conferir a reportagem com o Dr. Faux falando um pouco sobre o exame de sangue para detecção precoce do Alzheimer.

Fonte: ABC News
Imagem: Ales banane
Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.