Brincadeiras para simbolização. Materiais inusitados. Por que não? “Mãos ao alto!”

0
4072

Há momentos na vida da gente que vibramos lá dentro, e bem fora também… um brinde às escolhas!
Escolha em ser terapeuta, na confiança do vínculo, na abertura da criança ao novo… e nas incertezas do acaso do encontro… na brincadeira.
Um bom motivo para ser terapeuta ocupacional!!!

Havia ali um esqueleto e pela fresta da porta aquele menino falou: “caveira” em uma forma que de início não dava para entender. Mas insistentemente como quem queria um doce de festa ele não desistiu. Eu que nem imaginava que na idade dele seria interessante entrei na brincadeira… e a “caveira” entrou na nossa brincadeira.

O início – inspeção por todos os buracos e partes. Coisas que nem sempre podemos fazer em um ser vivo.

esqueleto2

O recheio – de que somos feitos? Minuciosamente interessante…ossinhos, ossos grandes.

esqueleto3

esqueleto4

 

Simbolizando…”tchi, tchi”. Esta foi a maior surpresa! Quem estava ainda em fase de aquisição para simbolizar pegou uma caneta que virou uma arma, gritou mãos ao alto e a “caveira ”  se rendeu ao imaginário

esqueleto5

E ainda tem mais…pela motivação da criança e empolgação da terapeuta teve até representação.

esqueleto6 esqueleto7

Poderia escrever aqui inúmeras coisas sobre sinais e sintomas, diagnósticos, mas isso não é o principal dessa história. Creio que o menino aprendeu e a terapeuta também. Ambos estavam envolvidos e atentos em um mesmo lugar.
Lugar de brincar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.