2 filmes que retrataram o cotidiano de mulheres reais

0
1

Este ano tivemos que viver mais um dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, em meio à pandemia. Com certeza muitas histórias inspiradoras que estão acontecendo nesse período se refletirão no cinema do futuro.

O cinema não é alheio aos momentos históricos, bem como às fases da nossa vida e também situações do cotidiano, como o envelhecimento e o processo de mudanças que vivenciamos à medida que envelhecemos. E, quando falamos sobre as histórias de vida das mulheres, sempre há muito a contar sobre suas lutas por tempos melhores.

Os filmes que recomendamos hoje não pretendem ser modelos. Mas são baseados em mulheres com experiências reais, muito diferentes por sinal, mas fazem parte da história de cada pequena conquista do gênero até o envelhecimento. Porque a nossa luta como mulheres não é só hoje, mas todos os dias nesta aventura que chamamos de vida.

Vamos aos filmes?

Philomena (2013) é o filme que conta a história de Philomena Lee que em 1952, aos 18 anos e depois de engravidar sem se casar, foi enviada para um internato católico na Irlanda. Uma das milhares de jovens irlandesas presas pela vergonha de ter um filho extraconjugal em um país profundamente católico. Ela deu à luz um menino e foi forçada a abandoná-lo. O menino foi enviado aos Estados Unidos para adoção quando tinha três anos de idade.

Cinquenta anos depois, ele decide contar para sua filha e entra em contato com um jornalista da BBC para ajudá-lo a contar sua história e encontrar seu filho.

Junto com sua filha e a Adoption Rights Alliance, Lee está pressionando o governo irlandês para abrir os arquivos de cerca de 60.000 mulheres cujos filhos foram dados a pais adotivos naqueles anos, a fim de facilitar o reencontro de mães e filhos.

Aqui está o trailer:

Julie & Julia É a outra recomendação, algo mais leve. É um filme com Meryl Streep em que se contam duas histórias paralelas que têm um elemento em comum, um livro de receitas.

Por um lado temos Julie Powell, uma jovem insatisfeita com o seu trabalho (como muitas pessoas hoje) que se apresenta como um desafio para preparar as 524 receitas do livro “Mastering the art of French cooking”, um clássico da gastronomia publicado em 1961 por Julia Child (Meryl Streep). Durante aquele ano, ele escreve suas experiências em um blog todos os dias.

Por outro lado, conta a história de Julia Child, e como ela conseguiu se destacar no mundo machista dos grandes Chefs, escrevendo o grande livro e se tornando uma chef brilhante com um programa de culinária de sucesso na TV americana.

Se tem outra indicação, deixa aqui! =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.