Ocean Heaven: o amor de um pai em fase terminal por seu filho autista

11
9450

 

Recebemos uma sugestão de filme de uma leitora, Elza Sayaka: “é uma produção chinesa e tem no youtube legendado. O filme é uma produção de 2010 com o ator Jet Li. Chama-se Ocean Heaven, conta o amor de um pai (que descobre que tem câncer de fígado e está em fase avançada) e tem um filho autista. É muito emocionante e é difícil conter as lágrimas…”

Pesquisamos a sinopse do filme e encontramos  o seguinte: “A história do amor incansável de um pai pelo seu filho autista. Uma pessoa em cada mil nasce com autismo. Como consequência, a China tem 1 milhão de pacientes autistas. Dafu é um deles: parece distraído, repete o que as pessoas lhe dizem, não é primoroso não fazendo nada com maestria, mantém tudo em casa em lugares determinados e talvez não esteja totalmente ciente da morte de sua mãe, ocorrida há alguns anos. Trabalhando em um aquário, Sam Wong mostra extremo cuidado e carinho com seu filho de 22 anos. Com a generosa ajuda de seus vizinhos, os dois vivem prosperamente. Porém, Wong compreende muito bem que um dia deixará o mundo e seu filho ficará sozinho. O que ele ainda não descobriu é que esse dia pode estar mais perto do que imagina.”

Agradecemos a Elza a sugestão e esperamos que vocês gostem. Essa dica de Elza junto com outras estão em uma lista nossa sobre filmes que tratam do tema Autismo, ó: 32 Filmes Sobre Autismo  =)

Se você também tem uma dica de filme sobre Autismo ou qualquer outra condição que queira indicar, por favor deixa nos comentários! =)

Se você quer ver nossas outras dicas de filmes clica aqui e vai na nossa categoria sobre o assunto =)

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Mais e quase tudo sobre minha história: Ana Leite, formada em Terapia Ocupacional na Universidade Federal de Pernambuco (Brasil). Minha experiência clínica como terapeuta é com a pessoa adulta e idosa com disfunção cognitiva que apresenta dificuldades na realização de suas atividades cotidianas. O processo de tratamento dos meus pacientes sempre envolveu intervenções que visavam a maior participação possível em atividades cotidianas significativas. As ferramentas utilizadas nesse processo incluíam orientações sobre adaptação do ambiente e da tarefa a ser realizada, organização de rotina e estimulação/reabilitação cognitiva. Tenho especialização em Tecnologia Assistiva, onde me instrumentalizei sobre o uso equipamentos e dispositivos que podem aumentar/permitir a funcionalidade. Fiz mestrado em Design, na linha de pesquisa de Ergonomia. Participei do desenvolvimento e validação de uma metodologia de avaliação do ambiente construído (MEAC). Na minha pesquisa estudei as variáveis arquitetônicas do ambiente moradia das pessoas idosas que residiam em ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos). Nesse processo pude acrescentar ao conhecimentos da Terapia Ocupacional esse olhar mais aprofundado sobre o ambiente de moradia. Assim, compreendendo melhor qual o impacto que o ambiente físico/construído possui no funcionamento diário das pessoas idosas. Sou criadora da primeira marca digital, em língua portuguesa, dedicada a produção/divulgação de conteúdo especializado no contexto de reabilitação, reab.me. Produzo conteúdos textuais e audiovisuais através da curadoria de revistas científicas e outras referências técnicas; edito conteúdos de colaboradores, profissionais de reabilitação, de diversas áreas, que escrevem para o reab. Além de assuntos técnicos, escrevo sobre questões relacionadas à saúde mental dos terapeutas, tendo em vista a crescente necessidade de falar de autocuidado e bem estar para os profissionais de saúde. Tema que tem surgido de forma crescente e preocupante nos bastidores de prática clínica e até em pesquisas. O reab.me edita, produz e distribui em loja digital própria (que vocês encontram aqui no site!), produtos para serem usados por profissionais, cuidadores formais e familiares no processo do cuidar. Os produtos desenvolvidos contam com outros profissionais que opinando, através dos seus conhecimentos específicos, e testando contribuem na co-criação desses produtos. Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

11 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia!!!

    Acompanho esta página, e gosto muito das matérias propostas. Gostei da dica do filme, viu ver, com certeza. Só retificando uma informação dada acima: o último senso americano sobre o número de autistas publicado ano passado é de 1 para cada 68 nascidos. Dado alarmante e perturbador! Precisamos de mais e mais estudos e profissionais capacitados e comprometidos nesta causa!!

  2. Chorei muito, é vê meu neto,q está hoje com 10 anos,coloca o óculos de natação,gosta de tomar banho de chuva e pula o muro para ir na piscina do vizinho.

  3. “My name is khan” é excelente conta a história de um home autista que se casou e parte em uma intensa busca para conhecer o presidente.

  4. Gostaria muito de ensinar meu filho ser mais independente. Ele tem oito anos mas parece um bebe grande. E não consigo fazer com que se interesse por esportes. Quero muito descobrir algo que ele goste.

    • Complementando as informações que a Tania Lasmar escreveu sobre a série coreana “Good Doctor” (20 episódios-2013) . Como “os norte americanos não aceitam que alguém faça filmes/séries melhores do que eles”, está sendo exibida nos EUA a série “The Good Doctor” que é uma versão norte americana baseada na série original coreana . O 1º episódio da série norte americana é quase uma cópia/homenagem ao 1º episódio da série coreana (que é maravilhosa) .

      Wikipédia: The Good Doctor é uma série de televisão americana de drama médico desenvolvida por David Shore e Daniel Dae Kim baseada em um drama sul-coreano. A série é produzida pela Sony Pictures Television e ABC Studios, com Shore sendo o showrunner. (https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Good_Doctor)

      Mix de Séries: aqui são colocadas as diferenças entre as 2 séries: http://mixdeseries.com.br/the-good-doctor-saiba-as-semelhancas-e-diferencas-com-a-versao-coreana/

      Ainda não tenho a informação de quando e em que canal será exibida a série norte americana .

      Abraço a todos .

  5. JÁ VÍ ESSE FÍLME OCEAN HEAVEN AUTÍSMO NA VERDADE ESSE FÍLME É MUITO TRISTE QUANDO O FÍLHO FÍCA SOZÍNHO NESSE MUNDO SERÁ QUE PODE SER PESSOALMENTE NA VIDA-REAL PQ TENHO TRANSTORNO ESPECTRO DE ASPEGER BASTANTE LEVE QUE DEUS VÔS ABENÇÕE TODOS GRANDEMENTE.
    PORFAVOR RESPONDE ESSA MÍNHA DÚVIDA DO MEU TEXTO QUE ESTAVA ESCREVENDO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.