Tempo na internet pode evitar depressão em idosos aposentados!

1
2778

8041061787_c46bd81cbd_z

Passar algum tempo online tem o potencial de evitar a depressão entre os aposentados, especialmente entre aqueles que vivem sozinhos, é isto que diz pesquisa publicada online no The Journals of Gerontology no artigo: “Internet Use and Depression Among Retired Older Adults in the United States: A Longitudinal Analysis”, os autores relatam que o uso da Internet reduziu a probabilidade de um estado de depressão em 33% entre sua amostra do estudo.

A chamada “depressão de fim de vida” afeta entre 5 e 10 milhões de americanos com 50 anos ou mais. Este novo estudo mostra que a Internet oferece aos americanos mais velhos a oportunidade de ultrapassar as fronteiras sociais e espaciais que estão relacionadas a depressão.

Os dados foram obtidos a partir de mais de 22.000 americanos mais velhos avaliados a cada dois anos.  A medição do uso da Internet foi baseada em uma questão que pedia aos participantes  a resposta para: “Você usa regularmente  a internet, para enviar e receber e- mail ou para qualquer outra finalidade ?”.  A depressão foi medida usando uma escala para este fim.

Os autores comentam que esse estudo fornece algumas evidências de que o uso da internet para depressão pode ser uma ferramenta de remediação para isolamento social e a solidão. Incentivar os idosos a usar a Internet pode ajudar a diminuir o isolamento, a solidão e o risco depressão, segundo o estudo.

Fonte: Science Daily Imagem: Håkan Dahlström

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.