Se uma pessoa cega quiser ler um livro, precisa ter uma versão em braille ou converter em áudio o conteúdo. Não seria bom apenas pegar um livro e um aparelho e começar a converter o texto do livro para braille?

Uma equipe de universitárias de engelharia do MIT criou um protótipo de um dispositivo que faz exatamente isso!! Nomeado “Tactile” este dispositivo exibe seis caracteres em Braille de cada vez. É assim que funciona: um usuário cego coloca Tactile em uma página com texto em inglês, uma câmera embutida tira foto das palavras, e usando a API ComputerVision da Microsoft identifica os caracteres na página. Logo depois, o software do Tactile converte os caracteres em braille iniciando o sistema mecânico na caixa que empurra os pinos para cima e para baixo para exibir o conteúdo em braille.

Este dispositivo pode ser útil não apenas para ler livros, mas também em vários outros cenários. Muitos textos disponíveis para nós no meio ambiente não estão disponíveis em formato eletrônico ou braille. Pense em menus de restaurantes, panfletos, folhetos, cartões de visita e vários documentos que nos são entregues em qualquer lugar.

Atualmente, a equipe está descobrindo uma maneira melhor de aumentar e diminuir os pinos. A equipe espera que eles possam encontrar um método mais barato para reduzir o custo do produto final. Eles eventualmente esperam vender uma versão muito compacta por não mais de US $ 200, e esperam que ele atinja o mercado nos próximos dois anos.

FONTEteamtactile.com
Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.