Solvente é associado a Parkinson

0
2920

Nova York- Um novo estudo envolvendo irmãos gêmeos descobriu que o tricloroetileno (TCE), solvente amplamente utilizado em fluídos refrigerantes e como agente desengordurante de metais, está associado a um aumento do risco de contrair mal de Parkinson.

A análise, publicada segunda-feira na revista The Annals of Neurology, usou dados do registro de gêmeos das forças armadas americanas para examinar 99 pares de gêmeos em que apenas um dos irmãos possuía a doença. Um questionário foi usado para definir o histórico de empregos e hobbys dos gêmeos que os teria exposto ao TCE.

Os pesquisadores descobriram que o gêmeo que havia trabalhado com o TCE estava seis vezes mais propenso a ter mal de Parkinson do que o que não havia trabalhado com a substância. Para os gêmeos expostos a dois outros solventes, o percloroetileno e o tetracloreto de carbono, substâncias usadas na limpeza a seco e outros áreas, o risco de contrair a doença também era um pouco maior.

Os autores reconhecem a dificuldade de coletar informações retrospectivas acuradas sobre a exposição à substância, e admitem tratar-se de um estudo de pequenas proporções, restrito à exposição profissional. Entretanto, o Dr. Samuel M. Goldman, do Instituto de Parkinson, principal autor do estudo, afirmou que quase todas as pessoas estão expostas a essas substâncias. “Existem contaminantes comuns”, afirmou. “Eles são detectados no sangue, leite materno, na água e na comida”, afirmou.

De acordo com Goldman e seus colegas, todos os anos são lançadas ao meio ambiente mais de 22 mil toneladas de TCE nos Estados Unidos.

Fonte: info.abril.com.br

Foto: padsbrother

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.