Setembro: Mês Mundial da Doença de Alzheimer

0
174

A Doença de Alzheimer (DA) é uma condição que ainda não se conhece a cura, mas existem muita pesquisas e tratamentos que podem ajudar o idoso e a família. Ela é conhecida por ser uma “doença de idosos”, mas isto porque quase todas as pessoas que a desenvolvem estão nessa fase da vida. Apesar de ser mais comum nos idosos é importante demais saber que DA não é uma consequência do envelhecimento, de forma que precisamos estar alertas aos sinais e sintomas para dar o tratamento adequado aos idosos e as famílias.

Duas em três pessoas no mundo acreditam que existe pouco conhecimento sobre demência em seu país. E, embora exista essa percepção espera-se que 152 milhões de pessoas estarão vivendo com demência em 2050. Isso nos mostra a necessidade de falar e agir no que for necessário e possível para ajudar aos idosos e familiares com Alzheimer.

(Atividades terapêuticas para os idosos: como usar os objetos que tenho em casa?)

Aqui no reab.me recebemos emails de famílias que buscam apoio, tratamento e informação sobre a DA. Direcionamos uma parte do reab para ajudar com a informação (clique aqui), mas recomendamos que todos sempre entrem em contato com os recursos físicos, humanos e de informação disponibilizados pela Associação Brasileira de Alzheimer (conheça clicando aqui). Encontrar informação e apoio é muito importante para a saúde do idoso e também do familiar.

Neste mês queremos abordar aqui mais informações que ajudem:

  • A entender a doença: a informação é algo essencial ao cuidado. E, como podemos ver no texto acima (que está de acordo com pesquisas importantes, como o esta aqui) ainda tem muito a se falar e conscientizar as pessoas sobre a DA.
  • A orientar os cuidadores sobre como lidar com os sintomas, como devem ser os cuidados cotidianos com a pessoa com DA e também com o cuidador. Sem esquecer que existem direitos que precisam ser sabidos pelos familiares.

Que Setembro seja mais uma vez no mundo um mês para entendermos mais e melhor como ajudar as pessoas com Alzheimer e suas famílias.

Leia mais:

Conheça os cadernos de estimulação cognitiva reab.me!

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.