Com que roupa eu vou….. atender???

3
2853

Quantas de nós (terapeutas) já ficamos diante do guarda-roupa escolhendo uma roupa séria, respeitável, discreta (o mais discreta possível) e que ainda expressasse nosso estilo?

Roupa diz TUDO.

Não é à toa que o tal do jaleco existe… tenho o sério palpite que ele é “a” roupa objeto de poder e de sinônimo de conhecimento (estou errada??).  Se você usa jaleco é porque estudou muito e merece o título de “Doutora” (hãnnnn???!!!).

Aprendi desde a Universidade (belos tempos…) que temos que saber nos apresentar e isso incluiu alguns comentários valiosos, como: 1. Use as roupas na medida certa. Nada de barriga de fora ou decotão. 2. Cores e estampas. “Cuidado para sua roupa não chamar mais a atenção que você!!!”, em especial, se você está apresentando um trabalho e está lá em pé e com todo mundo te olhando. Isso também serve para algumas cores de esmalte e anéis quando estamos ali sentadinhas na frente do cliente (com o resto do look escondidinho). Lembre-se que existem clientes que por nada já perdem o foco… 3. Você é o que você parece. Principalmente, se você é muito novinha (ou tem cara) e estudante. Quantas vezes eu não ouvi: “tenho que parecer mais velha para atender…”.

Sinceramente, eu acredito que você deve se vestir melhor para atender, infelizmente vivemos em um mundo onde imagem significa muita coisa. No entanto, você não pode deixar de ser você!!!

Ah, e tem outro detalhe importantíssimo: se você mora em um lugar quente como eu, tem que começar a procurar opções que não incluam calça jeans. Atualmente, sou a moça das bermudas (como vocês podem ver aí nas fotos…). Se você acha uma bermuda no comprimento certo e folgadinha, você tem um curinga. Uso com tênis, sapatilha, salto alto… uso e abuso!!! (e sempre consigo ficar arrumada sem chamar atenção).

No mais, amo “blusonas” (folgadinhas) e sapatilhas. Quer coisa melhor que sapatinha para atender com conforto e elegância?

Bem, você pode e deve se arrumar. Isso vale para todas nós, até as que trabalham com jaleco (ô coisinha que não gosto…). O importante é que sua roupa não venha a competir com o objetivo do seu atendimento.

Fica aí a DICA DO LOOK (#amo #amo #amo a Sacada!!) e as informações valiosas na hora de montar o visual para atender.

Ana K.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

3 COMENTÁRIOS

  1. Bom Dia!!!

    Concordo com você Ana, pois eu também fico olhando para o armário várias vezes, para escolher uma roupa adequada e discreta, tem o costume de usar blazerzinho, tipo jaqueta, pois aqui onde moro está fazendo frio no momento, coloco uma cacharrel por baixo discreta, cores nada chamativa, marrom, creme, bege, cores neutras, no pé coloco sapatilha ou sapato fechado, e vou numa boa atender, dá super certo também.

    Valeu por relembrar as dicas, isso é sempre bom!

    Ah… estou super ansiosa para o sorteiooooooooooo…hehehehehe

    Beijos

  2. Me identifico muito com o post…quando fazia estágio em hospital e usava jaleco, me vestir era simples demais…era só fechá-lo e pronto!!! ficava uma pessoa “séria”
    Hj em dia tenho que pensar e repensar nas roupas, principalmente no RJ e no verão…nada de alcinhas, nada de decotes, nada de vestido curto…difícil demaisssssss…
    Fora a cara de novinha…problema de 90% dos recém-formados..
    bjs
    Juliana

Deixe uma resposta para Fernanda Psico Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.