Realidade virtual pode promover benefícios na motricidade grossa de indivíduos com paralisia cerebral

2
4097

Recentemente a realidade virtual vem sendo agregada às possibilidades terapêuticas para pacientes que necessitam de ganhos de funcionalidade, tais como, os indivíduos com paralisia cerebral (PC).

Artigo publicado na Revista Fisioterapia e Movimento avaliou os efeitos da realidade virtual na função motora grossa de indivíduos com PC. O estudo foi realizado em uma escola de educação especial com cinco indivíduos com PC com média de idade de 7,4 anos de ambos os gêneros, avaliados por meio da escala GMFM 88, nas suas dimensões B, D e E, antes e após a aplicação de três jogos do Wii Fit plus(r), hula hoop, slide pinguim e soccer heading.

Todos os jogos foram aplicados no nível iniciante, por doze semanas consecutivas, duas vezes na semana, sendo cada jogo aplicado por quatro minutos. A normalidade da amostra foi avaliada por meio do teste Shapiro Wilke. Os resultados obtidos pré e pós aplicação do vídeo game Wii Fit(r) foram comparados por meio da estatística descritiva.

Todos os indivíduos obtiveram melhora nas dimensões avaliadas após a aplicação da realidade virtual. As dimensões em pé (D) e caminhando, correndo e saltando (E), foram as dimensões que obtiveram maior porcentagem de melhora.

Considerando-se as limitações deste estudo, o estudo concluiu que os resultados obtidos sugerem que a realidade virtual pode promover benefícios na motricidade grossa de indivíduos com paralisia cerebral (PC).

FONTELILACS
Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá, podemos entender então que o Nintendo Wii reconhece cadeiras de rodas correto ? pois tinhamos alguns problemas com Kinnect em relação ao tamanho da pessoa, poderiam avaliar isto?

    Para quem não caminha é interessante o processo mencionado ?

    Grata,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.