Qual seria o sapato ideal para um idoso com Alzheimer?

1
5848

A importância do calçado adequado para idosos é um tema sempre útil e esclarecedor. Encontramos alguns tópicos apontados por Gloria Teresa Zapata Osorio, fisioterapeuta do Centro de Referência Estatal de Atenção a pessoas com Enfermidade de Alzheimer e outras demências, em Salamanca (Espanha). O interessante é que as observações são direcionadas para idosos com Alzheimer, algumas delas são:

  • Primeiramente é importante que o calçado seja adequado para o estilo de vida, estrutura física e especificidades de quem irá usá-lo.
  •  Deve ser leve e flexível para evitar fadiga
  • Fabricado com materiais suaves que facilitem a transpiração e mantenham a temperatura dos pés adequadas, com costuras interiores mínimas, para evitar lesões nos pés por atrito.
  • Deve ser fechado, firme e bem ajustado ao calcanhar, para evitar lesões de tornozelo e quedas
  • A ponta dos sapatos deve sem ampla, para dar mais espaço aos dedos.
  • Ser bem fechado no peito do pé, para gerar uma maior aderência para região inferior.
  • O fecho ideal é o composto por velcro, localizado no peito do pé, de forma ajustável e que a pessoa possa colocar sem nenhuma ajuda (ou mínima possível).
  • De preferência com palmilha removível feita de um material leve com reforço para o arco longitudinal interno e com pequenas aberturas para o pé possa transpirar e não acumular suor.
  • Sola antiderrapante, de borracha grossa e macia (alcochoada) para que tenha a capacidade de absorver a força do impacto do pé no chão e para não ser perfurada por objetos pontiagudos ou pedras durante a caminhada.
  • A sola deve ter uma parte mais alta em sua traseira (de 2 a 3 cm)

Para garantir que o sapato está confortável deve-se lembrar que:

  • O calçado que deve ser adequado à forma do pé desde a compra. Nunca deve-se esperar que o calçado do idoso se adeque ao seu pé com o uso do mesmo.
  • Ao ato da compra, prove-o com o tipo de palmilha ou meia que o idoso costuma usar, de preferencia realize a prova no período da tarde.
  • O cuidado com o tamanho do calçado é fundamental, deve-se verificar se o calcanhar está bem apoiado e se o dedão não está por cima dos outros, assim como se os dedos possuem espaço para movimento.
  • Peça para o idoso caminhar com o sapato na loja, dessa forma pode-se verificar se o calçado está grande (tendendo a sair do pé na parte de trás) ou pequeno (formando protuberâncias na parte da frente, formanda pelas marcas dos dedos que estão comprimidos).
  • Se achar grande ou pequeno, troque a numeração, pois as formas variam de acordo com as marcas, podendo alterar o número padrão do indivíduo.
  • Crie o hábito de oferecer a pessoa com demência meias sem costura, para evitar lesões e escoriações por atrito.
  • Verifique o interior do sapato antes de oferece-lo ou colocar no idoso, evitando que haja qualquer coisa dentro dele que possa provocar uma lesão.
  • Lembre-se que o calçado deve ser seguro para o idoso em casa e ao livre e deve protege-lo das temperaturas no verão ou no inverno.

Abaixo vemos dois modelos  de sapatos, um não indicado (esquerda) e outro indicado (direita)

ZAPATOS-ALZHEIMER-300x225

 

Fonte do texto e imagem.

 

Veja também: 

Conheça a primeira vila dedicada a portadores de Alzheimer

Problemas financeiros e a doença de Alzheimer

“O que está acontecendo com o vovô?” : documentário da HBO conta histórias de crianças que convivem com os avós com Alzheimer

 

Conheça os cadernos de exercícios para estimulação cognitiva Reab.me!

cadernos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.