Parkinson e Terapia Tai Chi

1
2744

Tratamentos alternativos cada vez mais ganham força e unem-se aos métodos convencionais. Encontrei um artigo interessante que fala dos benefícios do Tai Chi para clientes com Parkinson, legal não?

Em um programa especial na CNN a Clínica Mayo divulgou que pessoas com Parkinson provavelmente terão mais qualidade de vida se usarem o máximo possível dos movimentos do seu corpo. Os estudiosos referiram que os movimentos de Tai Chi fazem o corpo se mover em cerca de 95% das suas possibilidades. Isto é muito além do que oferecem outros exercícios, o mais próximo seria a natação, que trabalha o corpo em cerca de 65%  das suas possibilidades de movimento.

Nesse sentido, os estudiosos no assunto defenderam que o equilíbrio delicado do movimento de Tai Chi pode ajudar contribuindo para reduzir a perda gradual do equilíbrio, diminuir o tremor, e a dependência em dispositivos de auxílio à marcha, além de trabalhar a coordenação.

Bill Douglas, expert em Tai Chi Expert referiu que pessoas de Parkinson têm muito o que ganhar com o Tai Chi.  Bill relatou a dificuldade que teve até começar a trabalhar com parkinsonianos: ” Há alguns anos atrás eu dava aulas em vários centros médicos e era constantemente frustrado porque, embora eu já tivesse ouvido relatos que o Tai Chi era benéfico para as pessoas com Doença de Parkinson, a artrite e hipertensão arterial crônica, essas pessoas não chegavam a minha aula de Tai Chi. Porém um médico neurologista visionário começou a encaminhar os pacientes com distúrbios do equilíbrio para minhas aulas e o resultado foi muito benéfico. Daí em diante, outro médico prescreveu minhas aulas de Tai Chi para tratar a hipertensão arterial crônica de seus pacientes e começou a ver uma queda significativa na pressão arterial dos seus paciente.  Uma psicóloga clínica trouxe-me para ensinar Qigong (Chi Kung) Meditação e Tai Chi ao seu grupo de pacientes para melhorar a sua sensação de bem-estar e proporcionar formação em gestão eficaz do stress.

Incrível, não é?

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.