MINI-COG: avaliação de rastreio de Déficit Cognitivo

10
10474

Lendo sobre uma lista de avaliações que podem ser usadas no processo de avaliação de clientes com suspeita de déficit cognitivo, encontrei o Mini-Cog. Na hora que li sobre ele até pensei que já tivéssemos apresentado à vocês, mas procurei e não achei. Sendo assim, vamos lá…

Segundo o site Alzheimer’s Reading Room, o Mini-Cog é um  teste simples de diagnóstico. Ele pode ser usado se você estiver preocupado com comprometimento cognitivo leve, demência ou Alzheimer. Caso algum cliente deseje realizá-lo sem o acompanhamento de um profissional, isso é “permitido”. No entanto, se os resultados gerarem mais suspeitas, o teste deve ser replicado por um médico ou um especialista da área de Reabilitação.

Há três partes para aplicação do teste:

Primeiro, diz-se o nome de três objetos e, em seguida, a pessoa que está sendo testada deve repeti-las de volta para o examinador (por exemplo: cadeira, casa e maçã). Se a pessoa não pode repetir os três objetos depois de algumas tentativas, não é possível aprendê-los.

Segundo, peça ao examinado para desenhar um relógio de ponteiro. O relógio deve incluir a forma e os números. O desenho deve ser similar a um relógio simples de parede.

Terceiro, peça a pessoa para repetir as palavras/objetos da primeira parte do teste.

Se a pessoa é incapaz de repetir qualquer uma das palavras, elas podem ser classificadas com prejuízo cognitivo leve ou com provável demência. Se a pessoa puder repetir as três palavras, provavelmente não está em um processo de disfunção cognitiva.

A pessoa que está sendo testada pode estar sofrendo de outras condições que têm repercussão no desempenho cogitivo, como depressão ou hipotireoidismo. Por isso, é necessário uma avaliação completa e detalhada de um profissional médico antes de qualquer “diagnóstico”.

Fonte: Alzheimer’s Reading Room

Ana K.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

10 COMENTÁRIOS

  1. Olá…
    Só para retratar, o profissional capacitado para fazer a avaliação cognitiva mais detalhada é o Neuropsicólogo. O médico fará alguns testes, solicitará exames quando necessário e caso ache conveniente e esclarecedor uma avaliação mais aprofundada solicitará uma Avaliação Neuropsicológica que constará todo o desempenho cognitivo do indivíduo e emocional do indivíduo.
    Um diagnóstico deve ser realizado com muita cautela e apenas quem o realiza é o médico. Todo o resto é mera especulação.

  2. Boa Tarde,
    gostei muito de tudo o que vi no site. As dicas são valiosas. Estão de parabéns.
    Sugestão: disponiblizar o conteúdo do site somente para pessoas que são da área da T.O. (exigindo identificação antes de ter acesso) ou para pessoas que estão necessitando de orientações (também pedindo identificação). Acredito que dessa forma, o conteúdo se restringe apenas aqueles interessados e ligados a nossa área, valorizando nossa profissão.

    Obrigada.

    • Oi Regina! Que bom que tem gostado do conteúdo do site, ficamos felizes. Quanto a sugestão, infelizmente não temos como ter esse controle. O que esperamos é que os profissionais utilizem as informações de forma ética. Cada um sabe a formação que tem e para quê está apto. Obg pela dica. Percebe-se de longe o seu profissionalismo. Abraço e sucesso.

    • Cara Larissa, ninguém falou em avaliação neuropsicológica, e testes cognitivos, tem muitos profissionais capacitados para aplicar, agora se você me mostrar um documento escrito que só psicóloco aplica testes cognitivos…ficarei quieta. Até hoje não conheço esse documento. Portanto, procure se informar antes de desmerecer outra categoria, isso é falta de informação e falta de ética, além de ser feio.

  3. Olá Larissa , parabéns pelo blog, sou Valeria Tiusso,Psicopedagoga e mantenedora do site http://www.psicopedagogavaleria.com.br, onde ministro oficinas de atualização profissional na área da psicopedagogia e comercializo materiais de apoio psicopedagógico e venho lhe propor uma parceria , você faz uma visitinha e se gostar do site disponibiliza em seu blog o logotipo do site que posso lhe enviar, coloca em lugar de destaque o link em cima e escreve embaixo as palavras Oficinas e Materiais, e em contra partida eu disponibilizo o seu link em meu site na página só de blogs das minhas parcerias, e você concorrerá a um sorteio, todo mês, de uma vaga totalmente grátis até o final do ano, para realizar uma oficina 0n-line com direito a certificado, e ainda terá descontos nas aquisições no site. Caso aceite a idéia, assim que disponibilizar o link me avise para colocar o e-mail no sorteio e disponibilizar seu logo em meu site. E mais te enviar uma senha da oficina de brinquedoteca, totalmente de cortesia.

    Abraços

    Valeria

  4. Oi Ana, primeiramente queria elogiar pelo site, muito bom – e amei seu livro, parabéns!
    Pensei hoje: vou entrar rapidinho e já estou há quase 3 horas sem conseguir parar rss, entrando nos links, perfeito!!
    Estava sem postar até o momento – pois como disse estou “sugando” ao máximo e adorando.
    Confesso que o comentário feito pela colega Larissa entristece pela falta de informação e “especulação” por parte de quem desconhece a nossa profissão. Larissa, tenha mais cuidado ao postar algo que talvez não tenhas total apropriação do assunto/ categoria profissional. Até compreendo o sentido da “especialização”, mas se referir a “mera especulação” soou um tanto quanto grosseiro…Atenciosamente.

  5. Gostaria de elogiar o site. Sou médica geriatra e gostei muito de varios esclarecimentos e da linguagem do site. Vc esta de parabéns.
    Moro em brasília, gostaria de saber se vcs tem alguma indicação de terapeuta ocupacional aqui.
    Grata.
    Lissandra

  6. Ana, já tenho os seus dois livros e amo tudo que você publica! Sou bacharel e mestra em Gerontologia e sem dúvida todas as informações, dicas e conteúdos que você posta no seu site são de grande valia para minha atuação profissional. Parabéns pelo sue trabalho que alcança várias categorias profissionais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.