Marcapasso cerebral é mais um tratamento para o Alzheimer

1
3017

Kathy Sanford, 57 anos, está no estágio inicial de Alzheimer e gradualmente piorando.

Ela se ofereceu para um ensaio clínico na Ohio State University para implantar um marca-passo para enviar choques constantes, minúsculos para uma parte do seu cérebro afetada pela doença de Alzheimer.

“Eu disse: ‘Sim. Eu vou fazer isso”, disse Sanford, ansiosa para fazer alguma coisa para tentar combater a sua condição.
Cirurgiões implantaram em Outubro o dispositivo, que é muito semelhante aos usados ​​para tratar problemas cardíacos, e uma equipe de pesquisadores vem monitorando desde então.

“Acredita-se que, por causa das placas que estão causando o Alzheimer, as redes cerebrais ou conexões estão comprometidas”, disse o Dr. Ali Rezai, diretor de programas de neurociências no estado de Ohio, em Columbus, Ohio. “Nossa esperança é que possamos aumentar a atividade do cérebro e ignorar este bloco no cérebro afetado.” Rezai teoriza que ao estimular áreas do cérebro e aumentar a atividade do cérebro em geral, os pacientes podem experimentar melhora da atenção, memória e cognição.

O tratamento pode retardar a progressão da doença.

Sanford foi a primeira de 10 pacientes de ter aprovado o implante do presente estudo. Os pacientes serão acompanhados por dois anos.

Rezai diz que esse procedimento marca uma nova frente na batalha contra o mal de Alzheimer. Anos de pesquisa e desenvolvimento de medicamentos até agora se revelaram decepcionantes.

Os medicamentos de hoje só podem ajudar temporariamente os sintomas, e os pesquisadores estão procurando por novas opções.

O “marcapasso cerebral” não é novo para o mundo médico. A abordagem global é chamada de estimulação cerebral profunda, ou DBS. DBS com um marca-passo é o tratamento padrão par os tremores da doença de Parkinson e outros distúrbios de movimento.

Rezai diz que tem sido testados para ajudar a obesidade, a depressão e outros distúrbios que têm um componente neurológico.

Ohio é uma poucas instituições americanas que está começando ensaios clínicos para testar DBS em Alzheimer.

Periodicamente Kathy Sanford vai para um laboratório fazer exames e testes.

Pesquisadores requereram que ela fizesse testes de resolução de problemas e de memória, enquanto eles ajustavam  a freqüência e a intensidade dos choques elétricos.

Os resultados preliminares têm sido animadores para Kathy e os cientistas.

“Kathy coloca um sorriso no rosto de toda a equipe quando vemos sua velocidade e precisão ao resolver problemas melhorar”, disse Rezai.

O médico diz que ele está cautelosamente otimista neste momento. A pesquisa ainda está em sua infância, ou seja é muito cedo para atestar sua eficácia. No entanto, Rezai diz que a DBS pode ser um tratamento viável para o Alzheimer.

“Eu só estou tentando fazer do mundo um lugar melhor”, disse Kathy, que refere sentir, ocasionalmente, um formigamento dos eletrodos.

Para quem quer assistir um vídeo sobre essa matéria, clica abaixo:

Captura de Tela 2013-01-30 às 13.44.44

 

Fonte: koaa.com

 

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.