Hormônio sintetizado no estômago pode retardar a progressão da Doença de Parkinson

1
3099

A grelina, um hormônio produzido no estômago que regula o apetite e a forma dos depósitos de gordura corporal, pode ser utilizada para reforçar a resistência ou retardar a progressão da doença de Parkinson.

Neste estudo, publicado no The Journal of Neuroscience, os autores têm descoberto que o hormônio protege os neurônios que produzem dopamina.

Neste trabalho foi administrado grelina extra a um grupo de ratos, enquanto outro grupo estava geneticamente modificado para carecer do hormônio e de seu receptor. Realizada uma comparação com um grupo de ratos controle, verificou-se que os ratos que tinham deteriorada a ação da grelina no cérebro mostraram maior perda de dopamina.

Os ratos que receberam grelina extra perderam menos célular dopaminérgicas na substância negra e no núcleo estriado, enquanto os ratos que estavam geneticamente modificados haviam perdido mais células dopaminérgicas na supstância negra e no núcleo estriado.

Achou interessante? Comente!!!

Ana Paula Mendes

Fonte: clica aqui

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para cris peixoto Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.