Faça você mesmo! (quebra-cabeça para estimular)

7
3904

Ando usando um livro com imagens para trabalhar com uma cliente (Dicionário da Moda de Marcos Sabino). A partir dele, fiz uma série de quebra-cabeças para trabalhar na terapia.

#Tomara que sirva de inspiração para vocês!!

Passo 1:

Fiz cópia das imagens que já tinha pré-selecionado a partir do uso do livro:

P.S 1: Usei um papel com gramatura maior para fazer cópia das imagens (para não ficar mole! – e atrapalhar o uso!!!)

P.S 2: Marlon Brando lindo e arrasando!! Esse foi fator decisivo, segundo a cliente, para a foto ser tão “única” e valer o uso. #Adorei kkkk

Passo 2:

Cortei em diagonal, uma direção diferente da comum, quadrados.

P.S 1: Vou usar esta foto depois de usar uma com menos peças e com corte comum (quadrado).

Algumas das outras que fiz de quebra-cabeça:

Carmem Miranda e João Goulart (Segundo a cliente, ele era um charme! kkk).

Notaram as direções diferentes de corte para fazer as peças? Isso é útil para graduar a atividade.

Outra forma de uso é mostrar um pedaço da foto para reconhecimento de quem é (também, se possível, pode tentar estimular que o cliente lembre outros elementos que têm na foto ou que deveriam existir, por exemplo: o outro olho do rosto…. Óbvio que para requerer detalhes da imagem, a partir de só um dos pedaços, tem que haver conhecimento prévio da imagem).

E, uma última dica é: embaralhe as peças (vulgo “pedaços”) para categorizar as fotos e depois montá-las!

P.S: Seja responsável ao aplicar uma atividade dessas, oks? Isso exige uma avaliação do terapeuta ou um conhecimento anterior sobre o perfil cognitivo do cliente!

#BomUso!!!!!

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

7 COMENTÁRIOS

  1. Parabens Ana , se o paciente for bem historiado pelo profissional e constatado a experiencia dele com as figuras expostas , é uma terapia espetacular.vou experimentar com um grupo que trabalho depois te digo o resultado.Tu és de Pernambuco não, somos de São Luis -ma e o nosso grupo multidisciplinar trabalha muito com cognição e envelhecimento saudável .Sou a geriatra do grupo

  2. Ana, faço também quebra-cabeça utilizando cartões postais. Recorto em partes: quantidade e a forma que desejo. Ex:. Quebra-cabeça com 5; 10; 15 partes( …). Posso começar com os mais fáceis e vou dificultando. O paciente pode ter na mão um cartão postal igual ao que ele vai montar, para que possa guia-lo.

Deixe uma resposta para Leila Azevedo Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.