Estimulação Cognitiva envolvendo Músicas dos Beatles #Atividade #DicadeLeitor

7
4167

O “Janeiro de Exercícios” está no ar e a partir de hoje fica a promessa que teremos um Janeiro com dicas de atividades, materiais e sugestões que vão ajudar os profissionais, familiares e cuidadores na sua rotina de trabalho durante todo o ano.

Como esse site é um lugar de troca, resolvemos “inaugurar” 2012 e, consequentemente o “Janeiro de Exercícios”, com a contribuição de um leitor, Walter Luís de Belo Horizonte.

Preparados????  Confiram logo abaixo o primeiro post de Walter (vão ter outros, aguardem!). Um bom “Janeiro de Exercícios” para nós!!!

Meu nome é Walter Luis, sou estudante do 8º período de Terapia Ocupacional na UFMG, e atualmente, faço estágio extracurricular no Centro de atividades-Integrarte em Belo Horizonte. Neste local realizo atendimentos em grupos e individuais de idosos com diferentes quadros clínicos com o foco na estimulação cognitiva e promoção de saúde

Comecei a atender individualmente um idoso que sabe falar inglês e francês, formado em Psicologia e línguas e trabalhou durante anos como professor universitário. O cliente gosta muito dos Beatles e de estudar outros idiomas. Desta forma passei a atendê-lo em inglês para estimular o uso da língua, pelo qual ele tem muita satisfação, durante a terapia. Devido ao seu gosto pelo Beatles e conhecimento de línguas estrangeiras, passei a levar algumas músicas para traduzirmos juntos nas sessões, o que em seguida, resultou na confecção de cadernos com letras e fotos dos Beatles.

A atividade permite estimular diversas funções cognitivas, a atenção sustentada ao acompanhar a letra da música, a manutenção da língua estrangeira pelo uso durante a terapia, memória de curto prazo ao relembrar o nome das músicas, ordem de reprodução e significados de palavras novas ou esquecidas, memória semântica pelo significado das palavras e explicação de regras gramaticais em inglês, e memória de longo prazo, pois de uma sessão para a outra pergunto fatos do atendimento anterior.

Devido a relação das músicas com a história de vida do idoso, ouvi-las proporciona o surgimento de reminiscências, resgatando lembranças de sua vida.

Walter Luis – Terapia Ocupacional
Belo Horizonte, MG
contato: walterufmg@hotmail.com 
para mais informações sobre currículo clique aqui.
 

Agradecemos a Walter a valiosa contribuição que nos fez começar o ano no site com Beatles (nada mal, hein??). Obrigada!

Para quem quiser mandar atividades nosso email é: contato@reab.me (não esqueça de enviar seus dados para contato!).

Imagens:
Destaque: Gambarrotti
Fotos do post: acervo do autor

7 COMENTÁRIOS

  1. PARABÉNS Walter ! Eu precisava de um profissional interessado como você para companhar meu marido aqui em Santos, ele teve um tipo raro de AVC e ao retornar a falar a língua estrangeira de conhecimento básico/inglês é a que el demonstra tere este prazer em falar que vc relata. É curioso ! Enfim…já é difícil arranjar um terapeuta desta área que se dispomnha a trabalhar na reabilitação cognitiva, ainda mais para estimular o uso da língua estrangeira, mesmo que de maneira básica. PARABÉNS pelo seu desempenho é pouco, mas o futuro sem dúvida lhe será promissor.

  2. Ola Eliana,
    Obrigado pelo comentário. Acho que isso é o mais importante na reabilitação cognitiva, estimular para manter memorias que realmente sejam interessantes para o cliente. Neste caso eu trabalho com musicas, tradução e regras gramaticais. Mas há idosos em que a intervenção é por jnotícias de jornais, literatura, artesanato, jogos, exercícios de escrita enfim essa prática me fascina pela riqueza de recursos que podemos utilizar. E para acessa-los temos apenas que ouvir a história o gosto de cada cliente. Tenho certeza que há vários terapeutas que possam ajudar seu marido. Obrigado pelo reconhecimento. WALTER LUIS

  3. Prezado Walter, muito legal o seu trabalho ; parabéns ! Sou de São Paulo ; você saberia indicar alguma clínica onde posso levar minha mãe para ter sessões de reabilitação cognitiva ? Ela teve trauma craniano, mas se recupera muito bem. Só está com déficit de memória recente, mas ela anda, fala, escreve etc. Ah, saberia me dizer como posso adquirir o livro de 50 exercícios , divulgado aqui no site ? Obrigada ! abraços, Laís , de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.