Dica do final de semana: twitter, para que serve e como pode me ajudar?

2
3213

Olá, reabilitadores! (como é fim de semana posso e mereço ser mais informal, né?). Neste sábado vim conversar com vocês sobre esta ferramenta curiosa que tem chamado a atenção de muitos internautas: Twitter.

Pois é, desde o dia que escrevi meu primeiro post aqui no reabilitacaocognitiva.org me comprometi em repassar o que acho legal para vocês, nisto se enquadra o que pode vir a ser uma ferramenta útil para o nosso crescimento intelectual e, quem sabe, profissional.

Primeiro de tudo: antes de falar mal de qualquer “coisa” ou de fazer cara feia, seja esta “coisa” uma avaliação cognitiva, uma adaptação ou um microblog, procure primeiro saber do que se trata. Isso é clichê, mas nem sempre colocamos em prática!

O Twitter é um microblog (ou seja, é um blog- como este que vos fala- só que nele os “posts” -como este que você está lendo- só podem ter 140 caracteres, ou seja, a notícia ou mensagem tem que ser curta e clara).

Quando você se cadastra no Twitter, você vai procurar quem seguir, isto é, quem são as pessoas ou instituições que provavelmente vão ser do seu interesse; este grupo será o dos following (quem você está seguindo). Com o tempo, as pessoas/instituições também irão te seguir, ou seja, se formará o outro grupo: followers.

Na sua home (página principal) terá um campo com a pergunta: o que está acontecendo? Pronto, você responde e todos os seus seguidores irão receber a mensagem em tempo real.

Vamos imaginar uma situação: Eu (no twitter “me chamo” @anakleite – todos tem esse “@” na frente) soube de uma avaliação e envio para os meus seguidores: Conheci hoje uma avaliação chamada FULD, onde posso encontrá-la, é boa? Após meus seguidores (followers) receberem, alguém me responde “@anakleite eu conheço, já apliquei e você pode ler sobre ela no www.reabilitacaocognitiva.org.” Pronto!! A informação que eu queria =)

Além de permitir o contato entre os profissionais (sem contar amigos e parentes), ainda permite que você acompanhe as últimas notícias de pessoas, sites, instituições, etc. Ou seja, na sua página vão ter todos os twits que você precisa para se manter informado.

O Twitter ainda permite que você repasse uma informação que não é sua, por exemplo: digamos que eu “siga” a @marifulfaro (Mariana Fulfaro, terapeuta ocupacional)  e ela twita: Intervenção junto à familiares e cuidadores de pessoas com disfunção cognitiva www.marianaterapeutaocupacional.com.br , eu li, achei o link útil e posso repassar, ou seja retuitar essa informação. Para isto, clico em Retweet e pronto: todos os que me seguem receberão!

Como acho que todos sabem, eu sou uma pessoa aberta a coisas novas e aprendi a usar da melhor forma esta ferramenta. Hoje, ela é MUITO útil e tornou-se uma das fontes para os posts que escremos aqui. Por meio do Twitter, acompanhamos instituições e pesquisadores de todo o mundo e, graças a essa ferramenta, podemos ter todas essas informações em um lugar só: no twitter do reabilitacaocognitiva.org (@reabcognitiva).

Ainda existem outros recursos no Twitter, e a cada dia surgem coisas novas, mas não estou aqui para ensinar a usar a ferramenta, só queria desmistificar o que era e para que servia.

O motivo deste post, na realidade, é suscitar em vocês, nossos leitores, a curiosidade em usar uma ferramenta que não é simplesmente uma rede social ou um local para se expor, é um veículo poderoso de informação, principalmente nos tempos atuais, onde o mundo se comunica e a velocidade das informações é tão grande que exige de nós usarmos ferramentas como esta, que otimize nosso tempo e nos atualize.

Para terminar, gostaria de deixar algumas dicas de Following:

@reabcognitiva   @Alzheimersread @ParkinsonsInfo  @Brainfitworld  @temaspsicologia  @pronormas  @saudepublica  @psicologado   @psicociencia   @TerapeutasOcup    @ReabGeronto   @marifulfaro   @arielagodlstein   @anakleite

E tantos e tantos outros… quer saber mais? Entra no Twitter e descobre!!! Lá tem um campo, o Find People, onde você pode ir buscando quem ou que procura para seguir.

Ou se quiser só dar uma “espiadinha”, mas ainda sem se cadastrar www.twitter.com/reabcognitiva, olha o nosso Twitter.  Olha uma fotinho dele aí embaixo:

Para quem gostar e quiser dar suas twitadas no consultório ou de um congresso maravilhoso, afinal tem que compartilhar o conhecimento, né? Já existem aplicativos para celulares, como o Iphone. Duas dicas de aplicativos são: O Twitterrific (o que usei até hoje, MUITO bom e ainda por cima: free!) e tem o Hootsuite, que ganhou no Open Web Awards 2009 como mehor aplicativo para Twitter (que vou começar a usar hoje, acabei de baixar!!).

Separamos também um videozinho do Youtube falando sobre o Twitter:

Espero ter ajudado a desmistificar e, quem sabe até, apresentar essa ferramenta. Qualquer dúvida estamos aqui para responder!

Enquanto a mim, vou indo twittar, acabei de baixar o Hootsuite e vou logo começar e ver como funciona.

Abraço e boas twitadas, se for o caso.

Abraço,

Ana Katharina Leite.


Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.