“Depois do AVC”: blog de uma paciente compartilha o cotidiano e experiências após um AVC

3
6297

A internet como ferramenta de troca de experiência e vivências das mais diversas já é uma realidade. Claro que sempre é necessário o máximo cuidado com os sites que utilizamos e também o peso que damos às informações que encontramos por aí. Isto é válido, em especial, quando o assunto é saúde – nenhum site substitui a avaliação, prescrição e acompanhamento de um profissional, certo? 

Temos que ter sim cuidado com as fontes, mas também temos que usar sim sites e blogs que trazem informações e se transformam em incentivos para tantas pessoas que pessoas que passam por situações semelhantes. Este é o caso do site indicado aqui, o Home After a Stroke.

Em tradução livre, o “Em Casa Depois do AVC”, é escrito por Rebecca Dutton, uma terapeuta ocupacional (TO) americana (de Nova Jersey) que se especializou Reabilitação Neurológica, e que, como ela mesma diz, continuou a se especializar porque teve um acidente vascular cerebral (AVC) em 2004 que paralisou seu lado dominante (o direito). Os conhecimentos em Reabilitação Neurológica, em que se enquadra a Reabilitação em casos de AVC, a ajudou a lidar com os desafios e a compreender e participar de intervenções para sua recuperação funcional.

Rebecca é solteira e não tem filhos. Ah, ela também não tem outra companhia e mora só, os pais já faleceram e os irmãos moram longe. Então, no blog ela mostra não somente os desafios terapêuticos, mas os cotidianos que ela precisou adaptar para sobreviver às tarefas da rotina.

O blog funciona como um diário, e embora as atualizações não sejam diárias, mas são frequentes e bem interessantes, tanto para pacientes, familiares quanto para profissionais. Com certeza vale conferir e acompanhar!

Rebecca tem ainda um livro,  participa de grupos de apoio e desenvolve ações voltadas para todos interessados no assunto, inclusive profissionais.

Ela ainda deixa o email para troca de experiências: homeafterastroke3@verizon.net

Muito legal, não é?

 

Você já conhece nossos cadernos de exercícios para estimação cognitiva?? Clica aqui!!

cadernos

 

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

3 COMENTÁRIOS

  1. Em setembro de 2014 tive um AVCHemorragico. Estava com 53 anos. É como sempre muito feliz porque i fazer um vigem com meu marido primos para o exterior. Estava muito eufórica para fazer essas viagem. Porém tivemos que mudar os nossos planos porque eu fiquei internada inicialmente 8 diás na UTI do Hospitl Samaritano e mais 7 internada no quarto onde já comecei fazer fisioterapia e fono. Á

  2. ola, Tive um avc aos 19 anos, tenho 21, e estou em reabilitação, fui atleta paralímpica e fui campeã paulista 2 vezes. Nesse processo de recuperação e fui percebendo que eu gostava de ajudar as pessoas e por isso decidi entrar uma faculdade de psicologia. Hoje continuo em reabilitação na apae bauru já faz 1 ano e meio. Quero fazer trabalhos voluntários e sociais, e em busca de ver o quanto eu progredir criei um instagram que possibilitou que eu visse o quanto eu progredi o que me motivou a ajudar as pessoas também pessoas que passam e que passam por situações parecidas. Lá eu dou algumas dicas de adaptação e estratégias de como conviver com as sequelas do AVC e outras deficiências, além de mostrar minha rotina. Este é meu instagram: https://www.instagram.com/marianac.amaro/ me sigam no instagram e não desistam, porque cada ganho já é uma vitória

    • Que história incrível e inspiradora, Mariana.
      É bom ver pessoas como você visitando nosso site, buscando informações e principalmente… TRANSMITINDO informações.
      Obrigada por acreditar no Reab, <3

Deixe uma resposta para Joyce Pereira Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.