Como a perda auditiva aumenta a solidão e o isolamento social

78

Ao experimentar a perda auditiva, as situações sociais podem mudar rapidamente de agradáveis para assustadoras, pois pesquisas coletadas pela The Hearing Care Partnership (THCP) mostram que as pessoas que têm perda auditiva geralmente se sentem solitárias e tendem a evitar ocasiões sociais, pois não sentem mais que podem participar de conversas.

A perda auditiva pode se transformar em solidão, pois aqueles com perda auditiva começam a ficar em casa, em vez de arriscar uma situação social em que inevitavelmente perderão trechos de conversa ou até ouvirão mal e temerão dizer a coisa errada. As pessoas que têm perda auditiva podem achar que ambientes lotados com ruído de fundo são os lugares mais difíceis de ouvir a fala e aqueles que eram bastante extrovertidos podem rapidamente se tornar mais isolados.

Depressão

Para alguém que sofre de perda auditiva moderada, é três vezes mais provável que sofra de depressão e cinco vezes mais provável se você tiver uma perda auditiva severa. Ficar mais isolado, ver menos amigos e não fazer as coisas que amamos pode levar a problemas de saúde mental como a depressão. Existe um comparativo de pesquisa afirmando que a perda auditiva tem um impacto mensurável na saúde geral, equivalente a fumar 15 cigarros por dia.

Demência

Pessoas com perda auditiva também correm maior risco de declínio cognitivo e demência. A audição foi identificada como o fator de risco modificável mais significativo para demência, à frente da hipertensão e da obesidade. Pesquisa da Action on Hearing Loss mostra que aqueles que eram obesos tinham um risco 66% maior de sofrer perda auditiva para sons de frequência média do que adultos com peso saudável.

Equilíbrio e prevenção de quedas

Nossos olhos e ouvidos trabalham juntos para nos ajudar a permanecer equilibrados e firmes em nossos pés. No entanto, se um desses sentidos for prejudicado, nossas chances de cair aumentam.

Pesquisas sugerem que quanto menos você ouve, menos você se move. Conhecida como carga cognitiva, é quando tanta atenção e energia cerebral são gastas tentando ouvir, deixando o cérebro com menos energia no geral.

Com melhores resultados auditivos, as pessoas são mais propensas a fazer mais, se sentirem mais confiantes, permanecerem fisicamente ativas e menos propensas a desenvolver condições crônicas de saúde, como diabetes, derrame e declínio cognitivo.

No entanto, nunca é tarde demais para alguém fazer mudanças no estilo de vida. Combinando a realização de testes auditivos regulares todos os anos.

Aqui estão três dicas para ajudar as pessoas com perda auditiva a evitar o isolamento social:

  • Mantenha-se ativo: apenas 30 minutos de atividade por dia podem ajudar a promover a mobilidade e a saúde na vida adulta.
  • Coma de forma saudável: Indivíduos com perda auditiva devem optar por uma dieta  saudável, repleta de frutas e vegetais frescos da estação, carboidratos complexos, baixo teor de sal e açúcar e não muita carne.
  • Mantenha-se conectado: as pessoas com perda auditiva devem fazer coisas que lhes dêem alegria e significado, seja jogar tênis, tirar fotos ou visitar lugares que amam.

Todas essas coisas ajudam as pessoas a se sentirem mais positivas. Ao cuidar de nossos olhos e ouvidos, podemos estar prontos para o que quer que surja em nosso caminho – ver as coisas com mais clareza. Ouvir e ser ouvido. E desfrutar mais das pessoas e coisas que amamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.