VIDA EM FOCO: aplicativo ajuda pessoas com TDAH

0
515

Quem tem Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) sabe o quanto é difícil administrar a rotina em qualquer fase da vida. Os desafios para organização de trabalho/estudo, pagamento de contas, lembrança de consultas médicas, prazos a serem cumpridos podem tornar a vida de uma pessoa com TDAH uma verdadeira bagunça.

O laboratório Novartis lançou o aplicativo Life Coach (Vida em Foco – nome em português), desenvolvido na Suécia por psiquiatras especializados em TDAH que pode ser baixado gratuitamente na Apple Store (IOS) e Google Play (Android). O app objetiva diminuir os transtornos do dia a dia dos pacientes de TDAH.

Por curiosidade (e por também ter TDAH!!) fui logo na AppleStore baixar o aplicativo. Na primeira tela ele informa que foi desenvolvido para auxiliar pacientes com TDAH sob supervisão de um profissional de saúde, ou seja, “não é o indicado” se você quiser usar sozinho! Ele pede para que você trabalhe com o app Life Coach com a ajuda de um médico.

E como vai ser esse trabalho? O profissional irá solicitar que você complete as questões do diário que está disponível no app para que os dados sejam computados e ambos entendam primeiramente como funciona a sua rotina, o que vai ajudar a identificar quais as suas maiores dificuldades de organização. Depois pede para que preencha “temas sobre os quais você e seu médico conversam” (que mais me parecem as suas tarefas cotidianas),  como por exemplo,  exercício físico, trabalho e estudo, estabelecendo metas a serem atingidas.

A partir dos dados computados na primeira semana o profissional de saúde irá estabelecer junto com o paciente uma rotina – independentemente de sua idade e da fase da vida em que está – evitando que os sintomas de hiperatividade ou falta de atenção prejudiquem o andamento de suas tarefas.

As metas (alcançadas ou não) são registradas pelo paciente no diário, no próprio aplicativo Life Coach, e enviadas ao médico para que sejam analisadas na próxima consulta ou sempre que necessário. Com base nos objetivos alcançados, novos temas ou novas atividades podem ser gradativamente propostas, de acordo com a evolução individual do paciente com TDAH.

O aplicativo mostra-se inovador pela interação entre o médico e o paciente na esfera fora do consultório onde os profissionais de saúde geralmente não tem um registro maior do que o relato do paciente ou do familiar que nem sempre são tão fiéis à realidade.

 

Já assistiu aos nossos vídeos no Youtube? Inscreva-se no nosso canal e não esquece de ativar o “sininho” para receber as novidades!. Te vemos lá! 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

dezessete + 5 =