UbiDuo: comunicação entre surdos e ouvintes

0
3115

Na REATECH conheci o UbiDuo, um aparelho que possibilita surdos, pessoas com baixa audição e pessoas com audição normal a suportarem a “comunifobia” e se comunicarem face-a-face.

A ideia é que o UbiDuo fique disponível em locais onde as pessoas precisam se comunicar, como escolas, locais de trabalho e serviços públicos. Além do mais, ele é totalmente portátil,  assim as pessoas com baixa audição e surdos podem carregá-lo e facilitar a comunicação com os ouvintes.

Quem adquirir o UbiDuo vai ter dois aparelhos,  um que será usado pela pessoa com surdez e o outro por quem ele quer se comunicar. Segundo o Júlio Gorziza, que nos atendeu na feira, os aparelhos podem ser usados em qualquer lugar. A comunicação é sem fio, suportando a distância de até 150m e permite que duas a quatro pessoas conversem simultaneamente.

Tecnologias como essa eliminam a barreira da comunicação e podem tornar os ambientes de fato acessíveis a todos, inclusive às pessoas com surdez e baixa audição que muitas vezes que tem sua participação social limitada.

ubiDuo

Para quem quiser mais detalhes, pode entrar em contato com o email do Júlio (comercial@ubiduo.com.br). O site deles ainda está em construção, mas vou deixar o endereço aqui porque vocês podem ir tentando acessá-lo: www.ubiduo.com.br.

Outros contatos para dúvidas e aquisição:

Julio Gorziza

UbiDuo Brasil
comercial@ubiduo.com.br
Tel/Fax: 55 (51) 3013-1182
Celular: 55 (51) 8227-2245
www.ubiduo.com.br
www.bengalabranca.com.br

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.