Sensações experimentadas na velhice e na Demência: "Virtual Dementia Tour"

0
2721

Para nós que não sentimos é muito fácil falar“.  Essa frase nunca fez tanto sentido para mim como depois que li “Para Sempre Alice“. A descrição feita no livro dos sintomas da doença de Alzheimer me fez enxergar muita coisa de uma forma diferente.

Depois dessa “experiência literária” resolvi buscar mais materiais que propiciem esse conhecimento diferenciado, ou seja, quais são as sensações experimentadas? O vídeo que estou apresentando a vocês hoje é uma excelente iniciativa que permitiu a profissionais e familiares de pessoas com doença de Alzheimer experimentarem as limitações decorrentes da idade e da doença.

Confiram o vídeo e, se possível, procurem a partir dele montar dinâmicas (fica a dica!!) que ajudem na compreensão do envelhecimento e da doença de Alzheimer.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.