Reabilitação ajuda a prevenir atraso no desenvolvimento durante internação hospitalar

1
2932

Estudo publicado nos Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional avaliou o impacto da intervenção cognitivo-motora no desenvolvimento motor e cognitivo de bebês de 1 a 18 meses, hospitalizados por doenças respiratórias. Os resultados sugerem que a intervenção no ambiente hospitalar, durante o tempo de internação de bebês, contribui de forma positiva para o desenvolvimento motor e cognitivo.

A intervenção cognitivo-motora é benéfica para o desenvolvimento tanto motor como cognitivo do bebê. Essas intervenções, no hospital, têm sido amplamente estudadas dentro de unidades de terapia intensiva neonatal (UTIs), porém poucos estudos investigam a intervenção avaliando o desenvolvimento infantil dentro de unidades de internação pediátrica.

Participaram do estudo em questão 22 bebês internados na unidade pediátrica por doença respiratória, divididos em dois grupos (10 no grupo controle e 12 no grupo intervenção), sem diferenças significativas nos dados biológicos e socioeconômicos. Utilizou-se como instrumento um questionário para caracterização da amostra, a Alberta Infant Motor Scale (AIMS) e a Bayley Scales of Infant Development (BSID-III).

Para mais detalhes do estudo, clique na referência abaixo:

 

1 COMENTÁRIO

  1. Ola Ana
    Adoro tua pagina. Obrigada por divulgar nossas pesquisas, não digo isso pela propaganda em si, mas são paginas como a tua que muitas vezes conseguem levar para a comunidade resultados de pesquisa que podem repercutir na prática de profissionais com benefícios direto para a comunidade.
    Parabéns

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.