Praticando o uso da tesoura com penas coloridas de papel

0
6371

Uma material para os pequenos que estão aprendendo a manusear a tesoura: penas! Não penas de verdade, mas penas que você faz em casa com papel colorido e que os “mini tesoureiros” terão que fazer cortes retos para “separar as penugens”. A ideia publicada no site a little pinche of perfect.com é que:

penas3

  1. O adulto desenhe penas (como as da foto) em papéis coloridos e depois ponha um risco no meio para caracterizar melhor o objeto.
  2. Peça a criança para recortar as penas desenhadas no papel e depois que faça os detalhes em cortes retos para separar as penugens. Aqui é válido lembrar que para recortar a pena do papel colorido pode ser necessária uma destreza que a criança pode ainda não ter. Se for esse o caso, primeiro ofereça a pena já cortada e proponha o corte reto. Em outro momento, se for o caso, a criança cortará as penas do papel em que foram desenhadas.

Feather Craft and Scissor Practice for Kids 1 copy

É válido lembrar que as penas de papel não vão vir com divisões ou marcações que orientem visualmente onde cortar as penugens (que serão os cortes retos das penas), a ideia inicial aqui é o corte livre desses detalhes! Massssss, obviamente, as adaptações são possíveis, sendo assim pode-se riscar as penugens orientando onde cortar, como foi com as penas quando estavam no papel colorido. Cabe a quem vai usar o material decidir baseada nos objetivos educativos ou terapêuticos da atividade.

Você sabia que… o uso da tesoura tem relação com a lateralidade (destro ou canhoto)? Além disso, estimula as habilidades finas dos dedos envolvidos (polegar, indicador e médio), a força e a coordenação (destreza). Não apenas habilidades motoras são necessárias para o uso da tesoura, mas também componentes, que chamamos tecnicamente, visuoespaciais. 😉

FONTEa little pinche of perfect.com
Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.