A Associação Americana de Deficiência Intelectual e do Desenvolvimento, descreve a Deficiência Intelectual (DI) como limitações significativas no funcionamento intelectual e no comportamento adaptativo (respostas adequadas aos desafios do ambiente), envolvendo o comprometimento de habilidades mentais, motoras, sociais da linguagemExistem outras características que podem se relacionar ao quadro clínico, como a dificuldade em aprender, apresentar respostas mais lentas a estímulos externos e ter dificuldade na percepção de detalhes, como cores e tamanhos.

As pessoas com DI geralmente apresentam atrasos no desenvolvimento da linguagem com dificuldades tanto na compreensão como na expressão, influenciando diretamente no  desempenho escolar (pela dificuldades no aprendizado), necessitando mais tempo que o habitual para armazenamento de informações básicas.

Os comprometimentos citados acima podem variar de indivíduo para indivíduo, tudo dependerá da gravidade do quadro clínico e estimulações que lhe são ofertadas, ou seja, nem todas as crianças com DI irão apresentar todas as características citadas, podendo variar entre um ou mais sintomas.

Quais as “causas da DI”?

Ocorrências pré-natais, perinatais e/ou pós-natal podem levar a DI:

Pré-natal: Durante a gestação condições como Distúrbios genéticos (exemplo Síndrome de Down), Orgânicos (exposição à radiação) e Sociais (má nutrição materna ou pobreza) podem ser responsáveis pelo aparecimento da DI.

Perinatais: Condições que ocorrem pouco antes ou pouco depois do parto como distúbios orgânicos (complicações na gravidez e parto…) ou sociais (abandono ou falta de acesso aos cuidados…) são apontados também como possíveis causas.

Pós-natal: Após o nascimento causas orgânicas (lesão cerebral, má nutrição…) e sociais (falta de estimulação adequada, abuso ou negligência com a criança).

As condições que levam à DI são variadas, o quadro também pode ser diferente de criança para criança. O importante sempre é entender quais as potencialidades, quais os desafios e como o conjunto dessas características pode ser conduzida de uma forma funcional; para que criança e o futuro adulto com DI possa responder da forma mais satisfatória, adequada e funcional nos seus ambientes. =)

Quer ler mais sobre assuntos relacionados? Olha esse post:

Como adaptar atividades escolares?

Imagem Freepik

DEIXE UMA RESPOSTA