Os 25 sintomas da doença de Alzheimer

158
10451

De todas as pessoas que sofrem de demência, estima-se que 50 a 70% dos indivíduos afetados tenham a doença de Alzheimer. Conheça os 25 sintomas que determinam o aparecimento da doença de Alzheimer e faça o melhor diagnóstico possível para aumentar a qualidade de vida de um doente.

1. A perda de memória

A maior parte dos doentes com Alzheimer não consegue lembrar das mais pequenas coisas do dia-a-dia, como por exemplo: o que fizeram no dia anterior, os nomes das pessoas que os rodeiam, o que comeram ao almoço, os animais de estimação que têm, números de telefone e conversas recentes, entre outros. Em todo o caso, a perda de memória pode não ser consistente e o fato de não se lembrar hoje não quer dizer que não o faça amanhã.

É importante lembrar que essa perda de memória é gradual, não ocorre em um intervalo de tempo pequeno. Muitas vezes são necessários meses ou até anos para que essa perda de memória comece a chamar atenção.

2. A agitação e o humor alterado

É comum para alguém que sofre de Alzheimer parecer ansioso ou agitado. A agitação resulta geralmente do medo, confusão, pressão ou fadiga que um doente possa sentir. Por outro lado, as mudanças radicais também contribuem para uma enorme agitação e mudança repentina de humor. Independentemente do motivo ou situação, um doente de Alzheimer pode passar de um estado calmo para um estado de raiva sem qualquer motivo aparente.

Caso você tenha que lidar com esses sintomas, leia nosso post para entender e saber lidar com sintomas como agitação e perambulação).

3. A capacidade de julgamento debilitada

Uma pessoa que tem a doença de Alzheimer tem tendência a tomar as decisões inadequadas perante uma determinada situação. Um exemplo do cotidiano está na forma imperfeita de se vestir ou na incapacidade de avaliar por si próprio aquilo que é mais seguro. Por norma, as primeiras mudanças que ocorrem no julgamento de uma pessoa estão relacionadas com a gestão das suas finanças e é quando o dinheiro começa a ser gasto de forma inusitada e incorreta.

4. Dificuldade em lidar com as finanças

A dificuldade em lidar com o dinheiro é um obstáculo muito difícil de ser ultrapassado para quem sofre de Alzheimer. A incapacidade de pagar contas, de fazer as compras essenciais e administrar um orçamento.

5. Dificuldade em realizar tarefas similares

Uma pessoa que sofre de demência leva mais tempo a concluir as tarefas mais básicas do dia-a-dia que, por hábito, já realizou milhares de vezes. Por exemplo, um cozinheiro experiente pode ter sérias dificuldades em fritar um ovo ou qualquer outro tipo de preparo de fácil realização. Isso também se estende a atividades básicas, como vestir e tomar banho.

6. Dificuldade no planeamento e na resolução de problemas

À medida que a demência progride, podem existir maiores dificuldades de concentraçã e comprometimento de habilidades cognitivas que prejudiquem a capacidade de planejar uma ação e, consequentemente, de executá-la. Também existe uma dificuldade de resolver problemas desde os mais complexos até os mais simples. A partir dessas dificuldades, é difícil para a pessoa com Alzheimer, com essa dificuldade instalada, tomar decisões frente a certas perguntas e situações.

7. Trocar o lugar das coisas

Um dos sintomas mais frequentes da doença de Alzheimer está relacionado com a troca sistemática do lugar das coisas. Por exemplo, é muito frequente encontrar as chaves de casa no congelador ou o controle da televisão na gaveta das meias, entre outras situações insólitas. Existe uma tendência ao esquecimento, mas também de deixar as coisas nos locais mais incomuns. Devido ao déficit de memória, ao comprometimento de atenção e à falta de percepção do seu estado, as pessoas com Alzheimer não só trocarem os lugares das coisas, mas também acusarem outra pessoa de esconder ou roubar os seus pertences.

8. A desorientação no tempo e no espaço

A percepção do tempo e do espaço é um dos problemas mais graves que afeta um doente de Alzheimer. É muito fácil ficar perdido na rua, uma vez que pode não se recordra do local onde vive, ou como voltar para casa; a pessoa pode ficar alheia a um ponto que não tem a noção das datas, estações do ano e/ou passagem do tempo, entre outras situações temporais e espaciais.

9. A dificuldade para se comunicar

A capacidade de uma pessoa com Alzheimer se comunicar vai diminuindo com o passar do tempo. Uma pessoa pode ter imensas dificuldades em encontrar a palavra certa, chamar as coisas pelos nomes certos e, diante destas dificuldades, inventar novas palavras, entre outras situações. A dificuldade de comunicação pode levar ao isolamento, por isso é importante ficar atento.

10. Vagar sem rumo

Infelizmente, cerca de 60% das pessoas com demência têm uma tendência a vagar sem qualquer tipo de destino. Isso deve-se à inquietação, medo, confusão em relação ao tempo e incapacidade em reconhecer pessoas, familiares, lugares e objetos. Em alguns casos, a pessoa pode sair de casa no meio da noite para satisfazer uma necessidade física, seja um banheiro ou comida, ou até pode querer ir para casa quando já está efetivamente em casa.

 Nosso post  sobre agitação e perambulação pode ajudar você, leia-o.

Leia sobre a agitação no final da tarde ou síndrome do pôr do sol.

11. O discurso repetitivo

A repetição frequente de palavras, frases, perguntas ou atividades é uma característica da demência e da doença de Alzheimer. Esse comportamento repetitivo é provocado, por vezes, pela ansiedade, stress ou para alcançar o conforto, segurança ou familiaridade.

12. As dificuldades espaciais

As pessoas que sofrem da doença de Alzheimer tendem a ter dificuldades de leitura, em julgar distâncias ou a determinar a cor e/ou contraste de um determinado tipo de material. Em termos de percepção, é comum que uma pessoa em fase avançada da doençase olhe ao espelho e pense que está na companhia de outra pessoa sem se ter percebido que está diante do seu próprio reflexo.

13. Realizar atividades sem propósito

Realiza todo o tipo de esforços para a realização de uma atividade sem qualquer tipo de objetivo, como por exemplo abrir e fechar uma gaveta várias vezes, poderá significar que essa pessoa sofre de demência e, consequentemente, de Alzheimer. Apesar de não terem uma finalidade última, esse tipo de comportamentos revela a necessidade que uma pessoa tem em se sentir produtivo ou ocupado.

14. A necessidade de se afastar

A doença de Alzheimer pode ser uma doença muito solitária e pode originar uma falta de interesse geral nas mais variadas atividades sociais ou pessoais. É comum que uma pessoa que sofra desta doença deixe de fazer os seus passatempos preferidos, pois não se recorda como os faz, nem sequer sente o mesmo prazer. Nas fases iniciais da doença, pode-se perceber que alguns evitam se envolver em atividades e encontros sociais pelo déficit de memória que os impede de reconhecer as pessoas ou como usar certos objetos.

15. A perda da iniciativa e da motivação

A apatia, perda de interesse e de motivação em atividades sociais ou pessoais podem levar uma pessoa à depressão e, consequentemente, ao isolamento. A depressão dificulta muito a tarefa de um doente pois impede-o de articular corretamente os seus sentimentos e faz com que ele não tenha qualquer vontade ou iniciativa própria.

16. Esquecer de amigos e familiares

De uma forma geral, as pessoas que têm Alzheimer esquecem o que aprenderam e quem conheceram e isso faz com que não reconheçam os seus amigos e familiares mais próximos em fases avançadas da doença. Num estado avançado e final da doença, as pessoas podem apenas recordar-se dos seus pais e de apenas algumas passagens de suas vidas com eles.

17. A perda de habilidades motoras 

A demência afeta as capacidades motoras e interfere com o manuseio de roupas ou todo o tipo de utensílios, como as tesouras ou os garfos. Contudo, a perda das habilidades motoras e do sentido do tato podem estar relacionados com uma doença muito diferente, como a doença de Parkinson. Deve-se observar esses sintomas e comunicá-los imediatamente ao médico para um diagnóstico mais detalhado.

18. Dificuldade em se vestir

A forma como um indivíduo se veste diz muito sobre a condição da pessoa. No caso de um doente de Alzheimer é comum ele utilizar a mesma roupa durante vários dias, pois esquece-se que a mesma já foi usada. Por outro lado, as dificuldades em apertar ou desabotoar os botões de uma camisa ou de um casaco são devido à perda das habilidades motoras.

19. Desleixo com aparência

Os doentes de Alzheimer têm tendência para serem desleixados com a sua aparência e higiene pessoal, e esquecem-se, na maioria das vezes, de escovar os dentes, cortar as unhas, tomar banho e até utilizar de utilizar o banheiro para a realização das suas necessidades.

Nosso post sobre “dicas para dar banho em uma pessoa com Alzheimer” pode ser útil para você.

20. Dificuldade na alimentação

A diminuição do apetite e a perda de interesse e prazer pela alimentação faz com que um doente de Alzheimer se esqueça de realizar as refeições principais ao longo do dia. Existe também a hipótese de um indivíduo perder a capacidade de dizer se um alimento ou bebida está quente ou frio demais para comer ou beber. Por vezes, face ao fato de não se lembrarem de como utilizar os talheres, alguns indivíduos chegam a levar a comida com a mão até a boca.

Quanto à alimentação, ainda é possível um aumento do apetite. Para entender porque isto ocorre clique aqui.

21. Comportamento inadequado

Na fase terminal da doença de Alzheimer, um indivíduo pode revelar um comportamento inadequado e agir de forma atípica em várias situações distintas. Por exemplo, é comum esquecerem-se que são casados e começam a ter comportamentos sexuais inapropriados ou podem tirar a roupa em horários impróprios e em locais inapropriados.

22. Delírio

Os delírios e a paranóia são comuns nos doentes de Alzheimer, e alguns chegam a ter a forte convicção ou ilusão de que alguém o está perseguindo. A perda da memória e a confusão são os responsáveis principais pela má interpretação do que um doente vê e ouve.

23. Agressão física e verbal

A demência vai piorando com o tempo e com ela vão-se alterando os comportamentos. É normal que alguém se torne física ou verbalmente mais agressivo. As explosões verbais, gritos, ameaças e empurrões podem ser uma constante e podem surgir do nada. No entanto, é de realçar que a agressão verbal ou física pode estar relacionada com algum desconforto físico, incapacidade de comunicação ou frustração perante uma determinada situação.

24. Dificuldade de dormir

Alguns sintomas como a agitação, ansiedade, desorientação e confusão tendem a piorar à medida que o dia passa e podem continuar durante a noite, fazendo com que existam muitas dificuldades em dormir. Essa perturbação do sono pode estar relacionada com as alterações do relógio biológico de uma pessoa e é uma razão comum que leva muitas vezes os familiares a colocar os seus entes queridos em um lar de idosos.

25. Imitação ou comportamento infantilizado

Os especialistas afirmam que quem sofre da doença de Alzheimer fica completamente dependente de um determinado indivíduo e imita-o de forma infantil, chegando até a segui-lo como uma espécie de “sombra”. Este comportamento surge, muitas vezes, pelo receio em encarar a forma confusa como o mundo é e pela necessidade de ter por perto uma pessoa em quem se confia totalmente.

Para saber sobre os estágios da doença, clique aqui.

Se você quiser saber mais assistindo filmes sobre o tema, temos uma relação de 10 filmes sobre Alzheimer.

Fonte:  www.cuidamos.com
Imagem: Alles Banane

_______________________________________________________

Gostou do post? Clica no botão do Google Plus (Google +1)  aí embaixo e avisa ao google que esse post é de qualidade!! Assim você estará nos qualificando e garantindo ainda mais qualidade no site.

Vamos ganhar esse clique valioso?? Obg!! =)

Ah, para os fãs de Facebook que querem espalhar o post “por aí” é só clicar e compartilhar! 

 

158 COMENTÁRIOS

  1. oi Ana , minha mae tem 80 anos e esta com varios desses sintomas, as veses nao sei como agir tem dias que pareçe que tenho uma criança em casa, ela se altera grita,nao lenbra dos dias da semana do mes ,fala que foi em lugares sendo que nem sai de casa pk nao deixo,ela esta com dificuldades de caminhar tambem,so dorme, como agir ana, ela vai fazer varios exames.Como conto pra ela isso?ela diz que trato ela como louca eu nao sei mais o que fazer me ajude me de ums dicas por favor..obrigada bjs..

  2. Meu marido que está com 70 anos, além de apresentar alguns desses sintomas como perda de memória, às vezes acha que está em outro lugar ou na casa de outra pessoa. Pergunta se há mais algum naquele lugar, no caso, na nossa casa, muda de humor do nada, a desmotivação, dificuldade em dormir, deixa objetos em lugares inapropriados…
    Estou muito nervosa porque resido com ele sozinha, não temos filhos, apenas ele. Sou mais nova 19 anos de idade e me desespero quando, principalmente ele pergunta onde está. Pior, minha resposta de nada vale. O que devo fazer?

  3. Realmente é bem dificil ter que enxergar um ente querido com varios destes sintomas. Minha mãe esta com 89 anos e caminha a passos largos para os outros. Tudo começou quando assistiamos a Novela
    Caminhos das Indias e quando as cenas saim do Brasil para a India ou vice versa e ela ficava brava e dizia que tinhamos trocado de canal. Minhas irmãs custaram a acreditar em alguma coisa mas com o passar do tempo as coisas foram progredindo e ela ficou agresiva , esquecida de tudo , repetitiva com as coisas etc .
    O melhor remedio é a compreensão , saber que é uma doença e tentar dar o melhor e maior carinho possivel , pois no principio os doentes percebem a mudança e sofrem muito com isto .
    Otimo primeiro sistema de diagnostico.

    Henrique

  4. Sou biólogo e tem meu pai com este problema, agora, analisando, os sintomas, percebo que são praticamente os mesmos que possuem os dependentes quimicos.
    Será que a medicação para o mal de alzeimer não ajudaria os pacientes dependentes químicos , pois possuem o mesmo sintomas ?

  5. Minha desenvolveu a doença com pouco mais de 70 anos. Foi muito difícil ver minha mãe definhar. Ela chegou a um estágio em que perdeu totalmente a coordenação motora, inclusive a capacidade de deglutir os alimentos e às vezes de engolir a própria saliva. Antes de falecer, ficou acamada em posição fetal. Acho que regrediu à memória uterina. Eu fiquei totalmente fragilizada por não poder fazer muita coisa por ela. Daria tudo que tinha, venderia tudo, até minha casa, para buscar sua cura onde fosse preciso, mas infelizmente o médico que a acompanhava disse que não havia cura, ainda. Mas, encontrei força em Deus para cuidar dela e fazer o que me era possível fazer por ela.

  6. Ola
    Meu pai tem 73 anos e foi diagnosticado com Alzheimer.
    Lendo os principais sintomais, ainda me sinto um pouco confuso, já que se parecem muito com os sintomas da Esclerose multipla.
    hoje meu pai cai com frequencia. E esta situação ocorreu nos ultimos 08 meses. Não sei se vocês encontram os mesmo sintomas com vossos familiares, mas se pudessem compartilhar, agradeceria muito.

    Ederson Girotto

  7. Estou com medo e chateada também, meu pai de 80 anos foi diagnosticado com essa doença já bem avançada, sei que teremos que dar muito mais amor e carinho, como também dar muito apoio a minha mãe já que ela é a pessoa mais próxima a ele, só tenho uma dúvida: a medicação é agressiva?

  8. Olá, estou cuidando do meu avô com esta doença…mas não esta sendo fácil. Ele esta trocando os dias pela noite, mutas vezes não consegui encontrar meios de amenizar seu sofrimento sua dor.
    Gostaria de encontrar respostas para proporcionar uma vivencia melhor neste momento. Caso alguém tenha um segredo me avise.
    Estou com dificuldades para alimentá-lo, e ele já encontra com anemia. Procuro alimentá-lo de 3 em 3horas, msmo junto as refeições principais.
    Tem exercicios, atividades, televisão ajuda com filmes, ou extressa mais o paciente. Agradeço deste já a companhia.Adriano

  9. A PSIQUIATRA DISE QUE MEU APRESENTA SINTOMAS DE DEMENCIA, ESQUECIMENTO , DESANIMO , CHORA COM FACILIDADE E ESTÁ BEM MAIS IRRITADO, PORÉM FAZ TEMPO QUE ELE ESTÁ DIAGNOSTICADO COM DEPRESSÃO, E AMAIORIA DAS COIAS QUE FAZ PARECER SINTOMAS , TB SEMPRE FIZERAM PARTE DA PERSONALIDADE DELE, EXISTE ALGUMA POSSIBILIDADE DE NÃO SER ALZIMER E SIM UMA DEMENCIA MAIS LEVE , COM EXAMES NEUROLÓGICOS TEMOS COMO TER CERTEZA?????

  10. Minha avó foi diagnosticada com essa doença e é muito triste vê-la com todos esses sintomas. mas o que está nos preocupando muito é o fato dela está com prisão de ventre, nós a levamos ao médico ele passou laxantes e nada e isso está acontecendo há vinte dias. não sabemos mais o que fazer .Nos dê uma luz por favor.

  11. meu pai tem 77 anos e +ou- 6 foi diagnosticado a doença é muito dificil lidar com a doença pois ela só regride o paciente ,saõ todos os sintomas citados mesmo,deve ter alguem com muita ,mas muita calma e perseverança por perto deles porque viraõ crianças e naõ tem noçaõ de nada por tanto voce pode ajuda-lo de alguma forma ,como,amando-o todos os dias como se fosse o ultimo pois isso é o minimo a fazer por nossos pais que tanto nos amam,diga pro seu pai que o amá, saia com ele seja amigo dele não se irrite se pondere,quando não conseguir saia,de uma volta mas volte ele precisa de ti.caro amigo cuide bem do seu pai ,ama-o.DEUS te abençoe,confia nele e o mais ele fará.faça a sua.abraço.

  12. Foi muito bom ter lido todas esses depoimentos ,assim vemos que temos que passar por esses desafios,
    Minha mãe que antes fora uma mulher dinámica ,forte e determinada , hoje está com todos esses sintomas e a única coisa que posso imaginar para ajudar e realmente ter muito amôr e pasciênica.
    Tolerar , ouvir , buscar formas de dar maior segurança possível e pensar que isso vai passar no momento que Deus achar que já aprendemos o suficiente , nos preparando para quando chegar a nossa vêz!!
    Amôr,tolerancia e pasciência amigos!! E vamos em frente!!

  13. minha irma tem alzhaimer precose com 53 anos.eu e minha mae que cuidamos dela.é muito triste pois ela esta se acabando e nao quer se alimentar.com muito custo consigo fazer com que ela coma ta muito magrinha nao conseguimos entender o que ela fala. o que fazer?

    • Carmem, vc precisa pedir indicações de um profissional de Reabilitação na sua cidade. Converse com seu médico e veja também. Desejamos sorte. Abraço e qualquer coisa, pode nos escrever.

  14. Muitos dos sintomas citados acima se encaixam com minha avó. Ela tem 62 anos e estou começando a pensar que ela possa ter alzheimer. Mais pode ser apenas bipolaridade… Ou apenas alguma coisa que esteja lhe incomodando… Mais sei que alguma está lhe acontecendo. Preciso de ajuda !!

  15. MINHA MÃE ERA UMA GUERREIRA, MUITO DINÂMICA..E AI…COMEÇOU A ESQUECER, FALAR COISAS DESCONEXAS.AGORA ESTÁ PULANDO MURO, AGRESSIVA, DIFICULDADE DE FALAR, ESTÁ SENDO MUITO DIFICIL, TEMOS UM HISTÓRICO FAMILIAR DA DOENÇA, MEU AVÔ E OS IRMÃOS DELES, MORRERAM EM DECORRÊNCIA DESSE MAL…MAS QUERIA SABER UMA COISA, ONDE ESTÁ O ESPIRITO, A ALMA DELES, PARA ONDE FOI ??????

  16. MEU PAI VEM APRESENTANDO SÉRIAS DIFICULDADES, MUITAS SE ENCAIXAM NOS DEPOIMENTOS ACIMA COMO: ESQUECIMENTO, CAI COM FACILIDADE, DIFICULDADE DE FALAR, NÃO EXECUTA NENHUMA TAREFA SOZINHO, E AGORA A DUAS SEMANAS ESTÁ BEM PIOR, NÃO CONSEGUE IR SOZINHO AO BANHEIRO, SE NÃO LEVAR ELE FAZ EM QUALQUER LUGAR, SÓ SE ALIMENTA SE FOR DADO POR ALGUÉM, PRATICAMENTE FICA DEITADO O DIA TODO E AGORA A DIAS NÃO ESTÁ CONSEGUINDO EVACUAR, A PSIQUIATRA DIAGNOSTICOU COMO DEMÊNCIA, MAS DEPOIS DE TER LIDO AQUI, TENHO QUASE CERTEZA DE SER ALZHEIMER, IREMOS LEVÁ-LO A OUTRO MÉDICO E PASSAR AS INFORMAÇÕES, É MUITO BOM VER ESSES DEPOIMENTOS, POIS P/ A FAMÍLIA É UM SOFRIMENTO MUITO GRANDE E AO PACIENTE NEM SE FALA.

  17. PESSOAL É TAO IMPOTNATE ESSES OMENTÁRIOS POIS COMPARTILHAM UNS COM OUTROS E TRAZ CONFORTO,POIS SABEMOS QUE NOSSOS VEHINHOS OLHARAM TANTO POR NÓS.SEJAM SEMPRE CARIDOSOS,AMOROSOS,PACIETES, NÓS SOMOS AQUELES QUE ELES CONFIARAM QDO AINDA ESTAVAM SÃOS. DEUS TUDO VÊ E CONSOLA. UM DIA ISSO É QASER CERTO QUE NOS ATINGIRÁ E AÍ TEREMOS QUEM NOS OLHARÁ, PRINCIPALMENTE DEUS.

  18. Ok. Obrigdo a tds vcs que expressaram seus comentarios e experiencias ja vividas com pacientes acometidos deste terrivel mal, desejo a tds vcs que lidam com seus entes queridos, que o Senhor Deus, de muita força, paciencia, compreensão e muito mas muito amor, pense cotidianamente no amor que vcs receberam destes entes tão queridos. tenho 51 anos e alguns sintomas de esquecimento, é muito mas muito ruim estes sintomas, más o Senhor Deus através de Jesus Cristo, nos dará o conforto pelo Espirito Santo. Que Deus abençoe a tds.

  19. Meu pai foi diagnosticado, no começo não sabiamos bem como lidar com o mal de Alzhaimer. Achar um bom médico e acertar em medicamentos…foi uma luta. Procuramos ler e nos informar sobre esta doença, e conversar com pessoas que tiveram algum parente. Hoje ele tem dias insuportaveis, que não quer tomar nenhum medicamento, fica agressivo, quer voltar a dirigir ou fazer coisas que fazia antes. É um turbilhão de coisas em nossas vidas. Nos sentimos muitas vezes inuteis e vendo ele perdendo sua dignidade. É uma doença que nos mede, em que etapa do amor estamos nivelados. Pois isto exige muito de nós, toda nossa compreenção, cuidados e principalmente o Amor. A oração tem nos ajudado muito, e a união dos irmãos com nossa mãe travamos esta batalha pra tornar a vida dele um pouco melhor.

  20. Boa tarde,

    Fui informada que existe dentro do Hospital do Fundão no Rio de Janeiro um setor responsável por inscrição de pessoas tem esse problema e tem a dificuldade de comprar o remedio. O que é necessário pra conseguir informação a respeito de como fazer essa inscrição para receber o remedio pelo governo. Hoje o nome do remedio é ALOIS OU HEIMER.

    No aguardo

  21. Tenho uma amiga muito querida que está apresentando alguns destes sintomas. Por isso pergunto em São Paulo tem alguma associação para quem tem familiar com este problema. Se tem por favor indicar o endereço. E pelo SUS onde se acha ajuda mais facil.

  22. A minha mae ja esta na fase moderada do alzheimer e è muito triste ver uma pessoa se acabando assim.Sou tecnica em enfermagem e trabalho na area de home care e nao e so a pessoa que fica doente a familia tambem,

  23. Minha mãe está apresentando alguns sinais de esquecimento, agitação, fala muito do passado, confunde os nomes das filhas, repete várias vezes algumas conversas, porém não apresenta falta de habilidades cognitivas, ou dificuldade de leitura ou escrita, apresentou alguns desmaios, cai frequentemente e não sabemos com e para onde correr diante destes fatos que vem apresentando com o passar dos anos, ela está hoje com 68 anos, e trabalhou a vida toda, quando se aposentou ficou muito triste, mas a 3 anos, frequenta um grupo de apoio a idosos que a ajuda bastante não deixando que fique muito tempo ociosa. Mas estamos preocupadas com estes sintomas que ela vem apresentando, o que podemos fazer? Gostaria de saber se existe algum lugar para levá-la para exames que possamos detectar esta doença. Grata.

  24. minha mãe esta com esta doença e feri muito vela assim.
    más tento me conformar, pensar que Deus tem um propósito para tudo nesta vida. a sua doença pelo menos encinou meu irmão a ter mais responsabilidade e uniu mais a mim, minha esposa e meu filho. sei que minha mãe esta sofrendo muito e todos nós também, por isto tento lembrar dos momentos bons que existiram entre nós, e pensar que pelo menos Deus deu 60 anos de uma bela vida pra ela au contrario de muitos que morrem tão cedo. o que posso fazer e cuidar o melhor possível da minha eterna mãezinha, e me cuidar exercitando o célebro e rezando muito.
    A vontade de Deus nunca irá leva-lo onde as bênçãos de Deus não irão proteje-lo!

  25. Meu amado marido está com este mal. Tenho chorado bastante vendo sua vida ficando nula. Os medicamentos ( bem caros por sinal) não estão ajudando muito, não sei mais o que fazer. Tem dias que ele conversa normalmente, outros dias apresenta-se deprimido, às vezes fica agressivo, me acusa de coisas que eu sei que em sã consciência ele jamais faria pois sempre foi um homem bom e educado. Estou aqui pra agradecer o espaço e dizer à todos, que estão nessa luta,que não estão sozinhos. É uma jornada difícil mas temos que segui-la. Para todos vcs, muita força, muita luz e o mais importante, não podemos perder a fé.

  26. valdirene martins a minha me tem 60 anos a uns 8 anos atraz ela vem sentido dores e chora muito e so vive do passado fez todos exame e nao deu nada mais ainda nao passou no no medico exeme pecifico de cabeça sera que ela estar com essa doença abraço

  27. Ola, minha irma de 62 anos esta com alguns sintomas citados nos depoimentos, e se recusa a ir no médico, alegando não estar louca,
    só que minhas sobrinhas, filhas dela, não estão entendendo a mudança de vida dela. Ela trabalhou por 30 anos atuando como enfermeira e ás vezes me pasa pela cabeça o motivo da mesma não querer ir ao medico. O que faço, já que ela mora em outro estado, interior da Bahia e eu em Brasilia? Me ajudem por favor.

  28. Boa tarde!

    Meu pai esta com algum desses sintomas, ele tem apresentado a parte de esquecimento frequentemente, ele não quer ir de modo algum ao medico afirmando que esta bem de saude, ele tem 63 anos, esta querendo se separar da minha mae se baseando em fatos inesistentes estou muito preocupado com ele, qual seria o especialista dessa area? minha mae tem pressão alta e tbm ja não esta mais aguentando as crises tenho medo pelos 2, o que devo fazer?
    desde ja agradeço a voce por nos ajudar com esse artigo
    Diego

  29. LILIAN , MINHA MAE, ESTA COM ESSA TERRIVEL DOENÇA. ME SOLIDARIZO COM TODOS. E PEÇO A DEUS QUE OS CONFORTE. SE ALGUEM QUIZER ENTAR EM CONTATO SERIA OTIMO, POIS QUANDO MINHA MAE ESTA EM CASA COMIGO, FICO TOTALMENTE ME SENTINDO A ULTIMA DAS MULHERES, POIS VEM UM BATALHAO DE SENTIMENTOS, E AS VEZES FICO MUITO TRISTE DE VER MINHA MAE NESTA SITUAÇAO. AMIGOS POR FAVOR ENTREM EM CONTATO COMIGO. FIQUEM COM DEUS.

  30. Moro com minha sogra…os médicos dizem que ela tem alzhaimer, ela tem 84 anos tem mais força fisica do que eu sobe e desce as escadas sem se segurar, me bate quase todos os dias, xinga todo mundo de todos os palavões possívem e impossíveis quebra tudo, lembra de tudo, as vezes esquece de alguma coisa, mas se vc perguntar daqui a 5 minutos ela já lembra…quando não era “doente” era a pessoa mais religiosa do mundo só vivia na igreja…hoje tem pavor….só vive chamando nomes de demônios…e olhe não escapa ninguém…leio muitos livros e vejo muito coisa sem sentido sobre alzhaimer…acredito que para falar sobre esta doença só convivendo com um paciente na sua própria casa direito 24 horas.

  31. Já li alguns artigos sobre o Mal de Alzheimer,e nenhum deles aborda de forma tão simples e objetiva sobre esta doença como este, pois além dos sintomas, esclarece o que se passa com os portadores… Há 6 anos, cuido da minha mãe que sofre deste mal, passando por cada etapa destes sintomas… Atualmente, ela se encontra num estágio avançado e já não articula mais as palavras corretamente… Tem dificuldade de engolir os remédios (caros!) cuspindo-os…. Os mesmos já foram substituídos por adesivos, que ela consegue retirar!…
    É triste ver uma pessoa que sempre foi ativa, vaidosa, educada, independente, tornar-se TOTALMENTE dependente de alguém, e as vezes, com comportamentos que chegam a serem humilhantes!… Os portadores deste mal NECESSITAM de muito amor e paciência por parte de quem deles cuidam, o que nem sempre acontece devido ao stress do dia a dia… Gostaria de sugerir um artigo sobre como lidar com quem sofre desta doença e onde encontrar ajuda para suportar o peso desta missão.
    Desde já agradeço.
    Parabéns!

  32. POR FAVOR ME AJUDEM….MINHA MÃE ESTÁ COM ESSA DOENÇA, DIZ QUE ENTRARAM EM CASA SOMENTE PARA ROUBAR 2 CALÇAS E 4 ESMALTES.
    JA TROQUEI A FECHADURA E ELA QUER TROCAR DE NOVO..
    JA FALEI PARA ELA IR AO GERIATRA MAS ELA DIZ A MESMA COISA QUE TODOS, NÃO ESTÁ DOENTE…
    POR QUE ELA NÃO ADMITE QUE ESTÁ DOENTE?
    OQUE EU FAÇO EM RELAÇÃO A PROPRIEDADE, SE ELA PIORAR DA NOITE PARA O DIA??
    MANDEM NO MEU E-MAIL ALGUMA AJUDA POR FAVOR…
    JA NÃO AGUENTO MAIS…

  33. MINHA MÃE ESTA COM ESSA DOENÇA E ESTA COMIGO FAZ 1 MES ONTEM CHOREI MT PQ ESTAVA TD BEM E EU ESTAVA FAXINANDO A CASA QDO DE REPENTE PEDI P ELA OLHAR O ARROZ P MIM E ELA ENVOCOU Q A TAMPA Q ESTAVA NA PANELA ERA DELA MINHA MÃE PEGOU NO MEU PESCOÇO TENTANDO ME ENFORCAR BRIGAMOS CHOREI MT PQ MINHAS IRMÃS NAO ACREDITAM QUE ISSO ACONTEÇA PQ NAO FAZ ISSO COM ELAS E SO VEEM MINHA MÃE FINAIS DE SEMANA PEÇO A DEUS QUE ME DE MT FORÇA …

  34. OI,MINHA SOGRA TEM 72 ANOS E A 1 ANO ELA FOI DIAGNOSTICADA FASE INICIAL DE ALZHAIME ELA JA TOMA O DONEPESILA 5MG SO QUE ELA TAMBEM TEM SINDROME DO PANICO E DEPRESSAO TOMA 4 APRAZOLAN E MAIS DOIS AMETRIPILINA ELA TEM FORTES CRISES DEPANICO SO QUE NUNCA PERCEBI ESQUECIMENTOS NELA E ESTES OUTROS SINTOMAS CITADOS A CIMA É PARECIDO COM OS SINTOMAS DA DEPRESSAO E DO PANICO SERA QUE ELA TEM MESMO ALZHAYME??? FICO NA DUVIDA POIS ELA TEM UMA MEMORIA OTIMA SO E CONFUSA EM ALGUMAS COISAS MAS ACHO QUE E POR CAUSA DO PANICO OU DA DE PRESSAO

  35. MINHA MAE JA ESTA COM A DOENÇA A UNICA DIFICULDADE É A COMPREENSAO DA UNIAO DOS SEIS FILHOS.DENTRE 6 SO TRES SE UNEM PARA CUIDA-LAS.EU ABRAÇO COM AMOR E PACIENCIA.É DIFICIL MUITO COMPLICADO.TOMA EXECELON DE 6MG ASSERT DE 50MG DENTRE OUTROS.NÓS CUIDADORES TEMOS Q NOS PREPARAR PSICOLOGICAMENTE POIS N É NDA FACIL.MUITAA PACIENCIA,CALMA.ATE O MOMENTO TOMA BANHO,VONTADE FISIOLOGICA NORMAL, .FALA DO DINHEIRO DELA,Q DESEJA SAIR PRA FAZER COMPRAS ETC.É REPETITIVA NO Q FALA.CRISES N TEM,SO UM POUCO DE AGITAÇAO,AH SO ELA ENTENDE E SABE TDO.DIZ Q VAI DA QUEIXA DOS FILHOS,SO POR CAUSA DOS CUIDADOS Q TEMOS POR ELA.ETC

  36. MENSAGEM PARA TDOS Q SE ENCONTRA NA MESMA SITUAÇAO C/FAMILIARES;TEMOS Q PEDI FORÇA ,COMPREENSAO E PACIENCIA A DEUS E ACIMA DE TDO PASSAR CARINHO,AMOR PARA A PESSOA Q SE ENCONTRA COM ESSA DOENÇA.POR MAIS Q N ACEITAMOS TEMOS Q TORNARMOS FORTES POR QUE SE N ADQUIRIMOS UMA DEPRESSAO E ENTAO SO TEM A COMPLICAR.TEMOS Q DISFARÇAR AS REAÇOES DELES,QDO ESTIVER AGITADO,TRATA-LO C CARINHO INVENTAR ALGO SADIO,DAI ESQUEÇE E TDO VOLTA AO NORMAL.ENTAO DESEJO PAZ Q DEUS ESTEJA SEMPRE PRESENTE PARA NOS FORTALEÇER E VENCER A LUTA.SABEMOS DE HJ E O NOSSO AMANHA!?BJS A TDOS.

  37. Estou com problemas muito sérios sobre a falencia da minha firma. Penso constantemente no que vai acontecer, e com isso, coloquei o tenis no saco de lixo, que estava perto, e também os óculos em lugares diferentes. Isso é grave,, ou é ansiedade devido ao meus problemas financeiros?

  38. O meu marido começou a aprezentar os sintomas de Alzhaimer,a algum tempo, mas o Neurologista dele resolveu tratar primeiro de depressão, pois disse que ele era muito novo para estar com essa doença, só que os medicamentos não resolveram nada, agora ele vai começar a tomar o DONEPESILA espero que ele tenha alguma melhora, estou muito triste com isso … Esse medicamento pode melhorar os sintomas/?Peço a Deus que me de forças para passar por isso, porque é muito difícil ver uma pessoa que amamos nessa situação…

  39. Sou cuidadora de um idoso de 91 anos,ja cuido dele há 6 anos. Por motivos financeiros as filhas opitaram po vender a casa.onde morava ele e sua esposa ;que faleceu em outubro passado. Aprendi uma coisa,ficar idoso e doente custa caro. Estou muito preocupada,as filhas já levantaram a hipotese de mandar para uma casa de repouso. A filha que o paciente mora agora já está também mostrando sinais de irritacão,esquecimento,será que ela também terá a doenca,Alzhaimier?

  40. oi tenho quase todos os sintomas tenho 30 anos e gostaria de saber c tem uma facha de idade para a doença começar a se manifestar e qual especialista procurar .desde já agradeço.

    • Fernanda, se você está realmente preocupada, pela sua idade eu aconselharia um Neurologista. Se vc for de recife, tenho indicação. Pode não ser nada demais, mas vale a pena investigar, oks? Abraço.

  41. bom dia! meu nome é fernanda araujo e minha avó tem 83 anos e comecou a ter esses sintomas em abril, ( falta de cordenacao motora,dificuldade em andar,senti muito frio tbm,) gostaria de saber como posso ajudar minha avó…aguardo muito obg.

  42. Minha mãe teve alzheimer,ela conseguiu viver 6,5 com a doença.no inicio ela tinha só esquecimento,minha sobrinha morava com ela,então ela andava o tempo todo atrás dela e tnha muito medo tbém, eu sempre perguntava: Mãe ,a senhora tem tanto medo de que? Ela dizia que não sabia,mas sentia muito medo,não ficava sizinha em hipotse alguma. Com o passar do tempo ela foi ficando cada vez mais esquecida. comia muito,tudo que dava ela comia e tinha mania de esconder pão,comida,fazer trouxinha das coisas,tipo roupa,sapato. por fim ela começou a inchar,o corpo dela não retia mais o liquido e vazava pelos poros das pernas e depois dos braços,parou de comer,só queria ficar deitada. Ai então ficou muito fraca e infelizmente não conseguiu mais.
    No começo é muito dificil,a gente pensa que é frescura,que ta querendo chamar a atenção,que faz as coisas de proposito,mas hoje eu sei que não é assim.
    Eu imagino que deve ser horrivel,vc deve sentir medo sabe se lá do que. Eu gostaria de entender o alzheimer,o que a pessoa pensa,o que a leva a ter tanto delirio, cochichar tanta coisa,levar tanto susto,sentir tanto medo, pegar alguma coisa que não existe mas pra ela é como se estivesse na sua frente.
    Eu só sei de uma coisa,a pessoa com alzheimer precisa de muito carinho, atenção e muita,mas muita paciencia mesmo,sem dizer que hoje vc cuida,amanhã é vc quem pode precisar ser cuidado.

  43. Os governos federal, estadual e municipal deveriam investir no tratamento desta doença; já que não há cura ainda (um dia, e Deus há de querer que haja) e seria necessário a contratação de pessoal especializado e que equipassem os hospitais com mais leitos, incluindo uma UTI, porque acomete a população de idosos, que não tem como pagar um plano de saúde, já que os salários destes não lhes dão o direito para tal (que a meu ver é uma vergonha – no fim da vida não ter um tratamento digno. Para quê trabalhar tanto para nada?), e sem falar que é muito difícil para quem tem um doente em casa, manter a pessoa em casa nessa situação, que dependendo do estágio da doença, ora fica agressiva,ora apática, sai de casa sem qualquer motivo. Há muitas mudanças comportamentais e de humor. Mexe com toda a família. Meu pai, antes de ser diagnosticado com essa doença, ficava meses sem falar… Não sei se agravou porcausa da depressão porque a única coisa que o completava era o trabalho, e depois que se aposentou-se a doença evoluiu-se, e foi piorando devido a diversos AVC´s sofridos, sem contar que sofria de pressão alta, que é uma das causas da doença. Sabe, o que é ver a saúde de uma pessoa se deteriorando e você ali vendo sem poder fazer nada? Visto que é uma doença degenerativa e que há uma sobrevida de 6 até 10 anos, às vezes até menos. Ás vezes, mecontrolo para não chorar perto dele, mas que é muito triste é. Um se humano morrendo aos poucos a cada dia.

  44. Gente , infelizmente alzheimer nao tem cura , os cientistas procuramm uma cur apra ess adoeça que nao tem cura , entoa se alguem tiver com esses sintomas pode ser velhice mais tbm pode ser alzheimer e se tiver ainda omo curar ele vai receitar um remedio caso contrario , o alzheimer vai aumentando , ate que a pessoa via esquecer de tudo , onde mora , quem é seu filho , onde ela esta , como come , como anda e a doença via se espalhando ate a morte entao por favor se alguem tem esse sisntomas leve no medico imediatamente !

  45. bom dia, gostei muito da relação ded sintomas que citou, e estou com os mesmos sintomas no meu pai de 80 anos, porem teriam algumas orientações para melhorar a qualidade de vida dele….aguardo…….grato.

    • José, o ideal é vc ter uma orientação de um profissional que conheça e avalie o seu pai porque embora os sintomas sejam os mesmos, a depender da pessoa temos orientações específicas para cada pessoa. Abraço!

  46. meu pai está com alzaimer e tem horas que ele fica violento ,nos não sabemos como lidar com essa situação,eletem76anosele tambem tem depressão. sou filhadele omeu nome eana tenho receio dele me agredir eu e minha mãe ,sou deficiente eela é uma idosa.

    • Vcs precisam procurar um médico para rever a medicacao e também de orientacao quanto os episodios agressivos. Não hesite, procure ajuda! Abraço!

  47. gostaria de saber se o alzhaime tem tambem como sintoma,entre todos esses que li acima,a debilidade dos orgaos.minha mae usa exelon de 10 e houve um pouco de melhora em relaçao as tarefas do dia a dia.porem ela tem dificuldade em controlar o intestino isto tambem tem haver com a doença? o intestino dela estaria debilitado?

  48. Minha mãe está com 86 anos e tem Alzhemeir. Fica o tempo todo com olhos fechados, até para comer. . . e não adianta falar pra abrir, ela abre e fecha de novo. Manda ligar a tv e fecha os olhos ou as vezes conversa com a tv. Isso é da doença?

  49. eu tenho 33 anos e tenho vários sintomas de ALZHEIMER, os sintomas 1, 2, 3, 4 e 5 e também o 7. Faz anos que percebo isso, é possível, desenvolver a doença nessa idade?

  50. minha mãe tem 61 anos teve varias perdas recentes entre elas o meu pai e minha avo´,ela tem alguns dos sintomas q li acma ,levei ela ao neurologista e ele me disse q pode ser estesse pos traumatico é possivel?por favor o q devo fazer, procuro uma segunda opinião?me ajude ,desde ja´obrigada.

  51. Meu pai tem 83 anos, ele teve um Avc oas 78 anos e desde então ficou meio esquecido, eu sempre perguntei aos médicos se isso não poderia ser um inicio de alzheimer e eles diziam que não,nos últimos meses ele começou acorda confuso perguntando porque ele tinha dormido” nessa casa” já que ele morava em outro local, eu fiquei sem ação, mas como ele estava tomando um medicamento que podia causar confusão mental fui ao médico e contei o ocorrido ele cortou o medicamento porém o episodio se repetil,Levei meu pai ao neurologista e ele foi diagnósticado com alzheimer; o que me deixa revoltada é que se ele tivesse sido diagnósticado antes não teria chegado a esse ponto.

  52. Minha mãe sofre de alzheimer desde os 69 anos hoje esta com 75 e cada dia se agarva mais seu estado.Esquece onde esta,volta ao passado mais distante ,fala sozinha e repete as coisas diversas vezes.Tem um apego desesperado por dinheiro que as vezes não entendo.Somos nove filhos mais fiquei como cuidadora pois moro com eles e meus tres filhos .Não tem sido facil ver o descaso dos outros filhos ,visitarem como visita de médico.Além de minha mãe tenho meu pai com 84 anos que tem crises convulsivas e tem problema de circulação.

  53. minha esta com alzhemeir ja nao sei o que fazer para ela dormir tem dias que penso que vou enlouquecer naosei pois ela me grita o tempo todo me chama pelo nome da minhas irmas sendo que ela mora comigo eu peguei ela ninguem consegue passar um remedio para acalmar

  54. Cicero (nome fictício) e eu fomos namorados na juventude, primeiro namorado um do outro. Por questões pessoais nossas familias não aceitavam o namoro. Embora fossemos apaixonadíssimos um pelo outro, não suportamos a pressão e acabamos desistindo do namoro. Dali ha pouco tempo, nos casamos . Fizemos péssimos casamentos, mas em respeito aos filhos, e às famílias, dessas uniões erradas, nunca mais nos aproximamos,
    Foram-se 35 anos, até que eu soube que Cícero estava separado da esposa, doente, desempregado, alcoolatra, e morrendo de depressão.
    Aproximei-me de Cícero e em dois anos estávamos casados, realizando na terceira idade,, nosso sonho de adolescência.
    Logo no início do namoro, começamos a lutar com uma deoença estranha e totalmente fora do meu convivio social. Lá se vão quase seis anos de busca de conhecimento da doença e de estratégias para vencê-la. O diagnóstico veio há dois anos: Alzheimer, precoce em virtude do alcoolismo e de frequentes crises de depressão.
    Dai pra frente tem sido uma maratona: médicos, remedios (no momento exelon de 6.0 mg), preocupação com o futuro, uma melhor qualidade de vida para o nosso casamento e o esforço para entender, aceitar e lidar, com os sintomas da doença, que eu descubro a cada dia.
    Somos só os dois, nessa luta. às vezes eu fico pedindo a Deus, que seja qualquer outro tipo de demência menos algo tão degenerativo e sofrido quanto a alzheimer.
    Pelo que li neste artigo, meu marido está bem ainda, mas já possui muitos sintomas. alguns bem definidos e é muito sofrido ver o homem da vida inteira, morrendo um pouco por dia, sem que eu possa fazer nada. Aliás faço o que posso: fico a seu lado o tempo inteiro, viajamos sempre que podemos, passeamos bastante, principalmente indo ver lugares, coisas e pessoas que ele conheceu no passado, para que possa fazer uma ponte com o presente, estimulo bastante a sua mente, sou muito tolerante, dou-lhe muito carinho e amor, apoio-o, sempre mesmo que isto me custe anulações de mim mesma, . Quando penso em perder a paciência, busco, em Deus, equilibrio e auto controle.
    Apesar de estarmos vivendo uma linda e esperada lua de mel, no alge do alzheimer há dias em que sinto muito medo: Até quando os remédios impedirão que os sintomas se intensifiquem? Será que eu vou segurar a onda num peródo terminal? como vou fazer para cuidar dele sozinha, será que ele vai sofrer muito? Devo procurar outras alternativas de tratamento? outros médicos?…. ?????
    Se alguém tiver alguma idéia, que me ^possa ajudar, sou toda ouvidos

    Margarida

  55. Olá! Meu pai tem 62 anos e está muito difiícil de lidar com ele ultimamente. Ele anda muito irritado, ansioso e fala grosserias do nada. Ele não quer mais trabalhar (ele se aposentou, porém tinha a oportunidade de trabalhar como consultor e não quis), foge de qualquer coisa ligada ao seu ex trabalho, ficou obcecado com um assunto (computadores), não faz mais nada em casa e se estressa se lhe pedimos algo. Ele esquece coisas que acabou de fazer, esquece o que disse para nós e fala várias vezes sobre o mesmo assunto. Estou achando que ele está iniciando um quadro de Alzheimer. Estou correta? Agradeço a ajuda e atenção.

  56. Bom dia,

    Minha mãe está com 83 anos e muito esquecida, faz con-
    fusões acha que algumas pessoas estiveram em casa mas não estiveram. Ela teve um aborrecimento muito grande com meu irmão e minha sobrinha e está com depressão muito grande. Ela tem muita tristeza. Será que a tristeza e depressão podem dar sintomas de alzhaymer? Ela pensa tanto nos fatos
    principalmente porque meu irmão não dá muita atenção a ela, isso a fere muito. Ela fala mesmo: ESTOU MUITO TRISTE!
    Esta tomando HEIMER que a psiquiatra passou, mas nada mudou. Não sei qual o melhor especialista leva-la. Cada
    um diz uma coisa: Já levei ao neuro, geriatra e psiquiatra. Me ajude: qual o médico mais indicado para ela e a minha grande
    dúvida: TRISTEZA E DEPRESSÃO PODEM CAUSAR TUDO ISSO? Eu digo pra ela que ela pensa tanto nos aborrecimentos
    que nosso cérebro não suporta e nosso corpo reage de alguma maneira mas que isso vai passar. Não entendo de medicina
    mas não vejo em minha mãe essa doença embora tenha esquecimentos vejo sim depressão e tristeza.

    Me ajude por favor
    Obrigada,
    SELMA

  57. Cuido da minha avó que está com 87 anos de idade. Minha mãe e meu tio não querem ela de forma alguma, pois realmente ela é insuportável, porém eu sou cuca fresca, eu não me esquento nada com ela. Tem dias que ela me bate, me xinga, resmunga, faz careta, ameaça contar pros vizinhos que eu bato nela??? Como assim???. O problema maior é quando as pessoas falam que vc tem que relevar que é da doença, porém quem fala isso não sabe de nada o que é conviver junto. Já vi familiares perderem a paciência com ela e continuam falando pra relevar. Se eles mesmo que não moram junto perdem a paciência, imagine eu que convivo com ela? Se reclama que eu cuido mal, pq não leva ela então embora pra sua casa? Pimenta no cu dos outros é refresco sabe? Olha, no final das contas, descobri que ninguém quer cuidar de idoso, por isso que existem asilos cheios deles. Meu pai é insuportável e minha mãe já não, estou vendo que eu vou cuidar dos meus pais no lugar dos meus irmãos.

  58. Meu pai foi diagnoticado com parkinson desde 2008 e no ano passado após alguns episódios de violência, agressão com alzheimer. Ficou viúvo em 2008 , morou com a filha mais velha por um tempo porém não passava um só dia que não pedia para voltar para casa dele e passou a não dormir mais a noite, xingar muito e resmungar o tempo todo reclamando da vida. Passou a não dormir mais a noite causando um transtorno tremendo na famiia. Resolvemos então que ele iria ficar um tempo na casa do outro filho na cidade…. por um tempo ficou apático, triste, depressivo e logo após passou a não dormir mais a noite tb , criar situações , imaginar cenas, inventar estórias,viver no passado…. apego infinito ao dinheiro e chamar gente ue já morreu. Ficou deilitado, não chamava ajuda para ir no banheiro e caiu por diversas vezes se machucando…. a familia se reuniu e resolvu colocá-lo numa casa de repouso após a resistência de algus filhos ….porém coo todos trabalham foi convencionado que seria melhor ….Para ele foi a pior coisa que fizemos pois alucinou tanto e ficou agressivo – regredu tanto e o dono do lar mandou ele pra casa relatando que não tinha condiçoes de atendê-lo… então criamos uma estrutura em casa -ara cuidar dele e contratamos cuidadores ….só poso dizer que não é fácil para ninguém conviver com essa doença…teriamos que ter mais assistência pq os profissionais da área tamém não conseguem muitas vezes acertar a medicação e o quadro vai só se agravando ! Abraços, muita força e luz para quem precisa conviver com essa doença!

  59. Boa noite, é possivel q uma mulher de 23 anos possa desenvolver a doença? A pessoa q anda pra la e pra ca, escreve muitos projetos milionarios, e as vezes chama alguem o tempo todo como se essa pessoa estivesse em casa, e ainda q esquece a onde coloca as coisas? Essa ps esteja desenvolvendo a doença…

  60. Minha sogra esta com 88 anos .Alguns anos ela apresenta o que nos da familia achamos poder ser Alzhaime. Ela alega que avizinha rouba as coisas dela e anoite esconde tudo que imajina que avizinha vai roubar em baicho da cama.não se banha esta sempre com a mesma roupa não sae de casa e alega que querem mata-la.Não aceita ir ao medico em fim não esta sendo tratada.Junto mora uma filha de 44 anos só fas o que amae manda vive nas mesma condiçoes pois amãe não deicha sair nem para ir a igreja pode afilha tambem estar com mau de Alzhaime.

  61. Minha sogra esta com 88 anos .Alguns anos ela apresenta o que nos da familia achamos poder ser Alzhaime. Ela alega que avizinha rouba as coisas dea e anoite esconde tudo que imajina que avizinha vai roubar em baicho da cama.não se banha esta sempre com a mesma roupa não sae de casa e alega que querem mata-la.Não aceita ir ao medico em fim não esta sendo tratada.Junto mora uma filha de 44 anos só fas o que amae manda vive nas mesma condiçoes pois amãe não deicha sair nem para ir a igreja pode afilha tambem estar com mau de Alzhaime.

  62. E a primeira vez que entro neste site li todos os comentários.estou chorando muito e tem hora que penso que não vou dar conta ,a minha mãe esta com 85 anos e tem todos os sintomas de Alzheimer já levei ela em dois neuro e uma geriatra mas eles nada resolveram pediram dois exames caríssimos somente para ver o grau que ela esta, não quero saber somente queria um diagnostico confirmando a doença remédios para amenizar agora marquei outro para o dia 12 novembro vamos ver se ele pode me ajudar porque senão quem vai adoecer sou eu.por favor me ajude

  63. Minha vó diz ter bichinhos picando o corpo dela,mas nós não vemos nada e ela diz matar esses bichinhos com os polegares,sera que pode ser um inicio de alzaimer estamos preocupados,ja passamos por dematologista mas nada diagonesticado?

  64. Boa Tarde! minha mãe tem 70 anos e de alguma forma estou preocupada, pos isso procurei na internet sintomas de alzehimer.
    Ela está se enquadrando no ítem 8. tem desorientação em relação aos lugares. Ex. não reconhece por alguns intantes o lugar onde mora, muda de direção em vez de ir para o lado certo, vai bem ao contrário, isso ela apresentou por duas vezes.. passou pela farmácia onde sempre compra, a rua onde sempre anda e dizia que nunca esteve neste lugar até chegar bem mais perto de casa
    aí sim ela reconheceu. outra coisa que percebo que ela desliga, a gente está falando e ela não responde, está sentada imóvel aí se chamar a atenção dela ela meio que volta e responde, sendo que houviu tudo o que foi falado só não tem reação. Ela mesmo diz que houve as pessoas falar e ela tipo não reage, é como se alguns segundos ela saísse do ar. Minha tia convive bastante com ela elas tem um grupo de amigs e jogam bingo em casa, aí tipo ela escuta que chamaram o número, mas não reage, aí a tia dá um cutucão nela e ela segue adiante ( ms tipo ela sabe o número que chamaram, mas não reage para marcar e ti ficado lado as vezes e chama ela..assim que volta em si ela já marca)

  65. minha mãe foi diagnosticada com essa doença, pois pra mim é tudo novo ,bom , porque o doente muda a fisionomia , minha mãe tem dias que muda totalmente, fala que esta triste , age como criança, fala quer morrer.

  66. meu pai foi diagnosticado em outubro de dois mil e dez e minha em março de dois mil e doze desde que começou a usar a medicação correta ficou bem agora a doença já avança e aparecem outros sintomas minha mãe é relativamente lucida e não aceita medicação aliás nem sabe do diagnóstico meu pai é meio apático já ela é muito agitada e agressiva

  67. É bem triste, angustiante, cansativo,pesado e pouca ajuda se encontra para essa tarefa que é cuidar de idoso demente, o neurologista receita os remédios mas pouca explicação dá sobre a doença e como lidar com ela. Li todos os artigos e percebo há várias maneiras da doença se manifestar, não existe um padrão, por isso é tão difícil orientar sobre como lidar com os portadores, Meu pai reagiu muito bem ao exelon 4,6, a primeira semana foi como um milagre, dois anos e meio até que viesse a apresentar outros sintomas. Hoje ele vive meio apático, inventa histórias e dorme pouco. Não vejo muita coisa a fazer a não ser ministrar os remédios, alimentar, hidratar e orientar quanto a higiene.

  68. Maria

    Minha sogra sempre foi rudi, autoritária e possesiva.hoje moro com ela sempre sou o bode expiatório de tudo q. acontece, agora troca as coisa de lugar ninguém acha ela briga e me chama de ladra e mentirosa não confia em mim e está sempre comedo que eu logre ela .para mim é muito dificil pois tenho uma criança especial que é totalmente dependente . Minha cunhada é uma pessoa de boas condições financeira, da todo o tratamento , mas todo o resto fica comigo. me sinto duente também atualmente me trato com psiquiatra pois preciso de um suporte para suportar dar contada situação!!!

  69. Estou aqui lendo estas informações e tentando descobrir se minha mãe também tem alzheimer….ela anda muito esquecida, em quase tudo, repete algumas vezes as mesmas histórias, ás vezes sinto ela como uma criança carente pedindo colo e atenção….tenho dois irmãos que moram com ela que dão trabalho imenso..um dependente químico o outro usuário de drogas e pra ajudar meu pai teve que amputar uma das pernas por conta da diabete…eu faço oque eu posso e oque não posso pra ajudar eles, mas to ficando meia que estressada também…ás vezes tenho dúvidas se minha mãe está com início de alzheimer ou se uma forma de chamar a atenção!

  70. ESTOU MUITO PREOCUPADA COM A MINHA MÃE, EU ERA MUITO APEGADA A ELA NA INFANCIA E ADOLECENCIA, MAS ELA SEMPRE FOI MUITO FRIA COMIGO. ELA PENSAVA MUITO EM NEGÓCIOS, CONSTRUIR CASAS ALUGAR, ENFIM, ESSE TIPO DE COISAS. hÁ UNS 3 MESES ELA CAIU E COMEÇOU COM UMA DOR NAS COSTAS QUE ATRIBUIU À COLUNA, MAS TOMOU MUITOS MEDICAMENTOS E NADA DE MELHORA. DEPOIS DESCOBRIU QUE ESTAVA COM PROBLEMAS URINÁRIOS (INFECÇÃO, FATO QUE VEM SE REPETINDO CONTINUAMENTE), DEPOIS DOS MEUS 24 ANOS DE IDADE EU RESOLVI DEIXAR ELA COM AS MALUQUICES DELA DE COMPRAR VENDER E NÃO OUVIR CONSELHOS, E SEMPRE QUE EU OS DAVA ELA ME AGREDIA COM PALAVRAS, MUITO FRIA, ME FORMEI EM ADVOCACIA E ELA SEMPRE ME DISSE QUE EU ERA UMA ADVOGADA QUE NÃO VALIA NADA, NÃO SEI PORQUE ELA SEMPRE QUIS ME ATINGIR. DEPOIS DESSE TOMBO FIQUEI PREOCUPADA ELA MORA EM IBIÚNA E EU SEMPRE BRIGUEI PARA ELA VOLTAR PARA PERTO DE MIM PRA QUE EU PUDESSE SOCORRÊ-LA EM EVENTUAL NECESSIDADE, MAS ELA ME XINGAVA MESMO. HÁ DUA OU TRÊS SEMANAS CONVERSEI COM ELA E ELA ESTAVA SE QUIXANDO DAS DORES NAS COSTAS ME BEM LÚCIDA, CONVERSOU DIREITINHO E TAL. ESSA SEMANA CONVIDEI ELA PARA A APRESENTAÇÃO DE BALLET DA MINHA FILHA, DISSE QUE IRIA BUSCÁ-LA E TAL, ELA DISSE QUE NÃO VIRIA PQ NÃO ESTAVA BEM FISICAMENTE, PREFERIA ESTAR EM CASA, PORQUE SE RESOLVESSE DEITAR A CAMA ESTARIA PERTO. ONTEM MEU PADRASTO LIGOU DIZENDO QUE ELA COMEÇOU A PASSAR OS DIAS NA CAMA, TER ALUCINAÇÕES E NÃO LEMBRAR DE NADA, FUI CORRENDO BUSCÁ-LA, HOJE LEVEI AO MÉDICO, FIZEMOS EXAMES PORQUE A MÉDICA DESCONFIA QUE A DIABÉTES DELA PODERIA SER UM MOTIVO UMA VEZ QUE ESTAVA 400, E TAMBÉM UM ANTIBIÓTICO PARA INFECÇÃO URINÁRIA PODERIA ESTAR CAUSANDO ESSA CONFUSÃO. SEI QUE ELA ESTÁ COM VÁRIOS SINTOMAS QUE LI EM VÁRIOS SITES, UNS BATEM OUTROS NÃO SEI, PARECE QUE NÃO, MAS ELA TEM POUCOS MOMENTOS LUCIDA, NÃO BRIGA MAIS COMIGO QUANDO FALO QUE ELA TEM QUE VOLTAR PARA SÃO PAULO, CONCORDA COM TUDO, MAS NÃO LEMBRA QUASE NADA, E TEM ALUCINAÇÕES TIPO – FALA QUE VIU UMA COBRA, UM LAGARTO, PERGUNTA SE PEGOU FOGO NO QUARTO, SE EU PINTEI A CASA, SE A MINHA GATA QUE TENHO HÁ 10 ANOS É NOVA NA CASA, ETC. ESTÁ COM DIFICULDADES MOTORAS PARA COMER, EU ESTOU DANDO BANHO, PENTEANDO E ARRUMANDO PARA SAIR PARA OS MÉDICOS. APRESENTA INCONTINÊNCIA URINÁRIA. SEI QUE ESTOU CONFUSA, COM MEDO, POIS VI QUE NÃO HÁ CURA, QUE O TEMPO DE VIDA É DE 6, 8 À 10 ANOS DEPOIS DO DIAGNÓSTICO E QUE AS COISAS TENDEM A PIORAR. ESTOU MUITO TRISTE, MAS LI OS DEPOIMENTOS E VI QE SE REALMENTE FOR DIAGNOSTICADA A DOENÇA HÁ MENDICAMENTOS PARA TRAZÊ-LA À À LUCIDEZ. ELA NÃO ESTÁ AGITADA NEM AGRESSIVA, INCLUSIVE EU BRINCO COM ELA E DIGO PRA ELA VIR MORAR AQUI, OU PERTO DAQUI E ELA CONCORDA, E DAI EU PERGUNTO – VOCÊ NÃO VAI ME XINGAR, NÃO? E ELA DIZ QUE VEM, QUE TUDO BEM, INCLUSIVE ESTÁ BEM ZEN E ATÉ A PRESSÃO ARTERIAL QUE ERA MUITO ALTA ABAIXOU. ESPERO QUE O DIAGNÓSTICO NÃO SEJA ESTE, MAS SE FOR QUERO APROVEITAR CADA SEGUNDO DE LUCIDEZ DELA E LHE DAR MUITO CARINHO, MAS SE FOR CASO DE INTOLERÂNCIA AO ANTIBIÓTICO, COMO A MÉDICA DISSE QUE PODE SER, OU AUMENTO MUITO EXAGERADO DA DIABETES MELHOR PORQUE PELO MENOS SEI QUE HAVERÁ CURA. PARA MIM É TUDO NOVO TAMBÉM, ESTOU BEM PERDIDA. OBRIGADA PELA MATÉRIA E PELOS DEPOIMENTOS QUE ME AJUDARAM A VER QUE HÁ MEDICAMENTOS QUE DEIXAM A PESSOA MELHOR. BOA NOITE!

  71. Ler esta matéria e os vários depoimentos me dividem. Por um lado vejo que as suspeitas do médico em relação à minha mãezinha estão prestes a se confirmarem, por outro, sinto um sopro de alento porque existem medicações que podem retardar a doença e trazer um pouquinho mais de conforto a ela e aos familiares que cuidam dela diariamente. Mas de uma coisa eu tenho certeza, precisamos amar cada segundo e aproveitar cada instante que pudermos estar juntinhos deles, afinal, nos deram a vida, nos permitiram vir a esse mundo e muitas noites em claro atravessaram para nos acolher na nossa fragilidade. Agora é nossa vez de darmos colo e mostrarmos o quanto nos ensinaram bem e quão amorosos nos tornamos pelas suas mãos.

  72. ESTOU ASSUSTADA COM O COMPORTAMENTO DE MINHA MÃE , QUE ESTÁ COM 81 ANOS, HA POUCOS MESES ATRAS ESTAVA ÓTIMA, PRECISOU SER INTERNADA COM PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS , NO RETORNO OBSERVEI MUDANÇAS ABSURDAS, NÃO SEI SE POR HAVER MUDADO OS REMÉDIOS . AS CONSEQUÊNCIAS FORAM GRITANTES, ESTÁ REPETITIVA, MEDO DE MORCEGOS, ESCORPIÕES, DORME DE DIA E NÃO GOSTA DE DORMIR À NOITE, ESPERANDO OS BICHOS EM BAIXO DA CAMA DELA, O QUE TENHO QUE LAVAR , PARA QUE ELA VEJA, ENFIM, ANDO CANSADA E VOU DORMIR PELA MADRUGADA, ENQUANTO QUE NO OUTRO DIA ELA DORME BEM TRANQUILA . ACHO QUE JÁ DEU INÍCIO À ESSA DOENÇA TERRÍVEL, QUE FAÇO ?

  73. meu pai foi um homem muito bem de vida morava com meu irmao e este lhe dava muito trabalho com bebida, mulheres e farras nunca teve responsabilidade em nada,foi perdendo tudo até ficarem sem nada meu irmao vendeu tudo em casa so pra comprar cachaça e cigarro pros dois,eles nao comiam,moravam de aluguel e pelo que eu soube até bater nele meu irmao batia até pararem na rua eu os trouxepra minha casa ,meu pai fala muito sobre o passado mas se comunica bem se tornou medroso tem respostas boas na hora de uma conversa,se lembra de coisas boas e as ruins ele bloqueia repete muitas as historias ,dorme bem,come bem,tem 63 anos ele pode estar com alzheimer

  74. Bem, podde parecer duro o que vou dizer, mas pra quem tem familiares com esta doença aconselho procurarem auxilio em clinicas, particulares ou publicas, porque não tem jeito voce não consegue atender e acaba até prejudicando além do seu trabalho, vida conjugal, lazer e vida social , o proprio doente acaba não tendo um tratamento adequado. Meu conselho é, interna! sei que pode ser dificil, mas é o melhor oara todos! já passei por isso! boa sorte!

  75. Bem boa a todos…minha mae recebe os cuidados e tratamento medicaçâo EXELON a 1 ano nâo consigo ver resultados…recentemente tem ocorrido algo tipo visoês tipo nao no momento mas tempo depois…(recente um parente nos
    visitou sozinho me depois que partiu…ela perguntou…por que
    o visitante nao tirou as crianças do veiculo…isso mais ou menos se repetiu em outras ocasioes…)alguem de vcs lendo esse comentario pode me esclarecer…isso ta normal digo
    claro dentro do assunto…nas 25 acima nao encontrei essa
    resposta…agradeço quem puder…

  76. Tenho 22 anos. Quando nasci, meu pai já tinha 54, ou seja, ele hoje já é um idoso de 76 anos (completados no último dia 28).
    Meu pai, durante sua vida, fumou, bebeu, se alimentou mal, ñ teve oportunidade de estudar (fatores que, como sabemos, levam a uma maior propensão ao alzheimer). Ele foi diagnosticado com a doença há dois anos. Hoje, ainda anda, fala, se alimenta sozinho, tem apenas lapsos de memória recente e repete as falas. Também deixou de realizar tarefas complexas, como pagar contas. O restante ainda ñ foi mto afetado.
    No início, o médico receitou Exelon (rivastigmina). Porém, pesquisando melhor, descobri que os medicamentos pra Alzheimer apenas amenizam os sintomas (ñ tratando a causa da doença).
    Encontrei na FITOTERAPIA uma esperança para ele. Sempre buscando soluções alternativas para essa condição, descobri que DIVERSOS FITOTERÁPICOS TÊM SE MOSTRADO EFICAZES NO TRATAMENTO DO ALZHEIMER, DE ACORDO COM PESQUISAS CIENTÍFICAS SÉRIAS. Dentre eles, a CANELA e a CÚRCUMA (potentes antiinflamatórios que atuariam dissolvendo o emaranhado de proteínas beta-amilóides que se formam no cérebro de dementes), a CHLORELLA (um tipo de alga que age fazendo “terapia de quelação”, ou seja, eliminando os metais tóxicos do organismo, que, segundo pesquisas, também podem ser uma das causas do alzheimer), o AZEITE EXTRA VIRGEM (que dissolveria no cérebro de pacientes com demência as proteínas “tau”, também vistas como possíveis causas da doença), o ÔMEGA 3 (que, comprovadamente, protege o sistema nervoso, evitando e retardando o avanço do alzheimer), O SUCO DE MAÇÃ (cujas substâncias também seriam capazes de diminuir o número de placas de proteínas maléficas do cérebro dos idosos), A CASTANHA DO PARÁ (cujo selênio, um potente antioxidante, além de proteger as células nervosas e evitar o avanço da doença, também está sendo estudado como passível de revertê-la), e o ÓLEO DE CÔCO (que, segundo um famoso médico ortomolecular, dr. Rondó, teria a capacidade de servir como um combustível para o cérebro de idosos e reverter completamente a doença).
    ACREDITO MUITO NA FITOTERAPIA. Como já dizia Hipócrates, “que teu alimento seja teu remédio”. Eu não tenho dúvidas de que há algum efeito positivo em todos estes suplementos naturais que estou implementando, pois a doença do meu pai está estabilizada há algum tempo. Por isso, fica o meu conselho: os fitoterápicos, se bem ñ fizerem, mal também ñ vão fazer, desde que não haja exagero. Converse com o médico de seu ente com alzheimer e não deixe de ter fé. Um abraço.

  77. Também tenho medo que minha possa estar com Alzheimer,
    perdi meu sogro a alguns anos ,foi tranquilo em relação a outros casos que já vi ,ele não chegou a ficar debilitado fisicamente ,tivemos que redobrar a vigilância .Também descobrimos que existem grupos de apoio para os familiares,é o que eu aconselho á quem tem familiar com este problema ,pois o cuidador muitas vezes adoece por excesso de preocupação ,este é um trabalho que tem que ser dividido com todos os familiares,e todos devem participar do grupo de apoio.

  78. a quatro anos descobriram essa doenca no meu pai mas ja era muito tarde para tratar,os remedios ja nao fazem mais efeito,a cada dia que passa ele piora mais, me da um aperto no peito em saber que a cada dia que passa e um dia a menos que ele vai ficar conosco.Vai ai um conselho quanto mais cedo descobrir a doenca mais eficas o tratamento.

  79. É difícil tratarmos algo tão condenado pela ciência como uma doença degenerativa, sem cura, mas eu não abro mão de pensar que os florais sempre fazem diferença.
    O tratamento do Alzheimer é idêntico a de outros tratamentos, é preciso fazer um pequeno histórico da vida do paciente e ver o que ele deixou para trás, precisamos olhar os traumas e a forma de vida que aquela pessoa levou. Cada um carrega dentro de si leitura diferente do que o mundo lhe traz.
    O que é traumatizante para um, pode ser imperceptível para o outro.
    Gosto de fazer o tratamento em etapas e gosto de começar dando colo, envolvendo o paciente em uma energia acolhedora, materna. Podemos incluir um floral para choque, trauma ou começar esta etapa um pouquinho depois, num momento onde estamos com mais dados sobre a vida da pessoa.
    Só a título de desenvolvermos um pensamento relacionando os sintomas com alguns florais apresentamos alguns aspectos que podem ser considerados, lembrando que cada caso deve ser tratado de forma mais individual e exclusiva possível, evitando as generalizações.

    Florais para trauma, para limpar experiências fortes que o paciente carrega na sua a história de vida.

    Florais para medos e pânico, quando é apresentado no quadro e dependendo do grau o floral escolhido se será diferente para um ou outro pois ocpânico é um medo mais extremado, fora de controle.

    Florais para auto-controle pois faz parte do quadro da doença a perda de controle dos movimentos, da fala e outros.

    Florais de mudança são recomendáveis pois a doença aparece num momento de transição de idade.

    Florais para memória pois ela é profundamente atingida.

    Florais de acolhimento, neste caso porque parece existir um sentimento de abandono, há uma solidão que ronda e eh presente em torno das pessoas.

    Os Florais de limpeza e proteção serão também bem vindos no tratamento.

    Considero importante que o Terapeuta Floral não tente resolver tudo de uma só vez pois o paciente vem com uma carga emocional de uma vida inteira, preferindo o tratamento em etapas que permite enxergar um pouco melhor os efeitos e a evolução das melhorias experimentadas pelo paciente.

    Para mim é difícil não entrar na vida familiar pois fatalmente quando vemos alguém próximo entrar na doença pensamos em nós,temos medo, ao mesmo tempo precisamos ter forças para acompanhar aquela história, quando a pessoa próxima não quer tomar, podemos usar uma fórmula de ambiente com florais adequados àquela situação.

    Para finalizar precisamos lembrar que a escolha dos florais, as respostas e o tempo que elas virão, vai depender de cada um, todo tratamento é assim, mesmo o tratamenti halopático. Cada corpo, cada pessoa, reage de uma determinada forma. O importante é sabermos que só o fato do paciente dizer SIM para TERAPIA FLORAL já é prova mais que suficiente que ele vê nela uma alternativa de melhoria e cura.

  80. a 8 meses descobri que meu marido tem a doença e muito triste pois ele mudou ficou agressivo ,tira a roupa perto das minhas amigas chama pra fazer amor com elas , as vezes eu prefiro ficar só com ele , não tenho ajuda , os filhos nem procura saber dele , carrego essa cruz só , mas Deus mim da forças ,

  81. Acho que minha também esta com essa doença , ensei que fosse bipolar mas pelo que li é Alzheimer , tenhp uma consulta agora dia 28 com o seu neuro e aí acho que irei constatar,
    Enfim preciso de ajuda , ela esta acabando comigo , pois não estou trabalhando p cuidar dela e também está crindo uma situação bem difícil no meu casamento .
    Não aguento mais , tem alguma comunidade para eu poder saber o q fazer /

  82. Meu pai hoje não consegue mais engolir nada e nem coloca pra pra fora o que tentamos fazer ele engolir, fica com tudo na boca, tenho que enfiar a mão na boca à força e fazer com ele bote fora, ta muito difícil. o que devo fazer? Ele ainda não bebeu nem comeu nada hoje 19/03/2013. Ta só deitado e nem se movimenta mais, não responde a ninguém e nem a nada.

  83. Coda. meu esposo esquece muito, nao se lembra se ja escovou os dentes , os nomes das pessoas,conta uma coisa do passado varias vezes,muda de humor com muita freqüência,so quer ficar isolado no sítio, nao tem animo de fazer as coisas que ele fazia com prazer. Um. Geriatra diagniosticou como alzaimer, outros médicos uma depressão. Ele ja faz uso de Exelom,nao sei mais o que fazer.Depois de muitos anos voltei a trabalhar,pois quem estava ficando doente era eu.Ele esquece tudo, sexo pra ele, nao tem mais disposição,so tem 71 anos. Será que realmente e alzaimer?

  84. Estou passando por isso e confesso estou desesperada porque não sei o que fazer.estou levando minha mãe ao medico mas SUS sabemos como é. ela esta muito nervosa chinga muito principalmente a mim que estou tentendo ajudar.Não entende que é pelo bem dela.Que Deus me ajude.

  85. Boa tarde,bem,minha mãe esta sendo acompanhada a mais de 13 anos…….ela era ministra da palavra n igreja católica,mas com a idade dispensaram ela ai começou a tristeza ela era o braço direito da igreja,ai meu sobrinho saiu de casa abandonou a família ai piorou cada dia mais ,n andava em linha reta..ai piorou.qdo eu passava a tarde depois do trabalho p ver como ela estava,vinha abrir o portão cambaleando.AI COMEÇOU O TRATAMENTO FOI DIAGNOSTICADO ALZHEIMER.N queira estar na minha pele,cuido de uma tia e da mãe…….sai do emprego p cuidar delas…gente sinto q estou ficando debilitada,mentalmente,a gente n aguenta,ela acorda na madrugada dizendo q tem,um homem batendo na janela dela,manda eu falar baixinho qdo vou colocar camisola nela……..p o homem n escutar…..qdo vou dar banho nela oh tristeza n gosta de agua,teve uma vertigem,em um dos banhos………lavo ,passo,cozinho,levo ao médico,levo ao posto de saúde,faço as compras ,dou banho,dou remedio etc etc…………ainda,me xinga……ja me mandou embora,isso acaba com qualquer casamento se o marido n colaborar…minha tia dorme dia todo……vaga a noite,higiene nota ZEROOOOOOOOO,pega copo sujo p tomar remedio ou suco.toma banho igual um gato,entra suja sai suja.e diz q ta limpa.se troca com o corpo molhado,a blusa fica toda molhada.n aceita q eu de banho,Aonde senta p comer,parece um chiqueiro gente a familia se afasta toda,só saber q ta doente n querem,mais saber…..dificuldades demaisiadamente,governo podia olhar pelos cuidadores,pois a pobreza ta demais.Tenho q trancar as portas esconder as chaves pois minha mãe quer ir p o céu,pega a bolsa coloca tudo q cabe dentro e quer ir embora……..ja fui atraz dela .um dia ela n anda muito bem,mas esse dia …………andou.Parece coisa espiritual.

  86. oa noite!Minha mãe tem Alzheimer!
    Ela trata no Sus e usa o mais novo medicamento contra a doença que é o cloridrato de memantina que pelas pesquisas ele estaciona a doença e realmente esta acontecendo com minha mãe.Graças a Deus tem dado certo e o neuro nos exames percebe que estacionou mesmo o Alzheimer
    Acho que ajuda .no dia a dia é o doente sentir segurança no cuidador .Olha tem que ter muita paciência, amor e entrega porque é difícil mesmo.
    Bom mesmo é confiar em Deus e entregar nas mãos dele.
    Nossos pais precisam de nós e se Deus permitiu a doença ele com certeza da forças para os filhos passar por isso .
    Que Deus de forças do céus para todos e que abençoe os cuidadores e enfermos aqui dos depoimentos.

  87. tenho essa doença en casa minha molher de 77 ista a ser tratada mas cadaves esta pior a neuroojista ista medicala mas os medicamentos ja nao fasen o ifeito desijavel ja nao se i o que faser a cabesa dela so quer istar na casa de banho usa as fraldas mas nao adianta gostavade ter uma explicaçao,

  88. sou cuidadora e lendo os comentarios sabendo o que a familia e os pacientes passan eu sempre recomendo Devida a situação se não puder pagar peça ajida pois nessa doença aprendir que não dar pra ser sozinho é a unicar certeza .devida e priorise momentos pois muito pouco se sabe dessa doença.Porem se devidir vai ser pesado mas vai dar uns momento pra respira. a palavra é essa DIVIDA

  89. minha mae esta no terceiro ano da doenca,na minha familia somos 7 irmaos,depois de 1 ano cuidando da minha mae dei um intimato para meus irmaos,pq senao a gente sozinha acaba ficando doente tb,hj cada filho fica 24hs cuidando dela e vou falar que nao e facil,pq ela tem dia que nao dorme e durante o dia ela anda o tempo td.Ela sente tds.estes sintomas ai citados.Agora quando ela fica nervosa o melhor caminho e tratar com carinho pra que ela possa acalmar pq o humor muda td hora.Entao tds os dias agradeco a Deus pq ela esta andando e ainda comendo sozinha.Obs. os remedios nao estao mais respondendo ao tratatameno.Minha mae ja emagreceu 20 kilos.

  90. Sou a Carla, já uns meses para cá que tenho notado algumas coisas na minha mãe. Mudanças. Perdas de memória, pergunta e conta-me várias vezes as mesmas coisas, come menos, e sente-se mais cansada. Já lhe tenho dito que era importante ela falar ao nosso médico de família, mas ela acha que o que tem é normal da depressão que acarreta há anos…

  91. oii tenho 12 anos eu e minha mae estamos preocupada com meu pai ele trabalha o dia todo na folha de sp e ele ta construindo uma casa a muito tempo ja esta no 3°andar e ele geralmente esquece das coisas tipo se ele me deu o dinheiro se ele ja pediu algo mais são poucas coisas queria saber se isso é algum sintoma de Alzheimer??? tem algum tratamento pra que não piore por favor me ajudem (ele tem 45 anos)

  92. minha mãe tem alzheimer ela toma exelom ele e muito caro ,agora surgil ele em adesivo vamos tentar em juizo , mas o governo da de graça o comprimido e o xarope , mas minha mãe ja não consegue engolir por isso estamos fazendo o possivel para ter ess garantia do adesivo

  93. Cuidado, meu pai foi diagnosticado como portador de alzheimer, hoje tenho minhas dúvidas sobre o tratamento que ele teve. Ele teve todos estes sintomas mencionados e veio a falecer muito debilitado, não andava , alimentando por sonda e respirando por uma incisão no garganta. nunca entendi e sempre questionava os médicos porque davam a ele um medicamento para estumular e outro antidepressivo, isto fazia com que meu pai ficasse totalmente dopado, acredito que a piora dele foi devido ao fato de por estar neste estado teve diversos engasgos e dificuldades de respirar, andar, falar, fazer qualquer ativida. Então todos as pessoas que o viam achava que aquele era sintomas da doença, mas eu discordo e alerto a todos, tomem cuido com os remedios que dão aos seus pais, principalmente calmantes, atidepressivos, estimulantes. Acredito que muitos sintomas descritos aqui são muito comuns em pessoas com mais idade, como: preocupar-se com suas finanças, ter alguns esquecimentos, dificuldades de andar, de se comunicar pois as gerações tem assuntos diferentes e as vezes eles deixam de conversar porque não estão interadas do assunto. Muitos médicos devem estar falando que estou completamente enganado, mas lhes digo porque estou dizendo isto. Logo após a morte do meu pai, minha mão tambem coeço a ter os mesmos sintomas, então os médicos falaram que ela teria que tomar os mesmos medicamentos para prevenir, após muita briga e conversa com meus familiares, mostrei pra eles que e´normal uma pessoa que perdeu o marido com quem viveu muitos anos ficasse triste , deprimida desanimada, tentando se isolar, mas alguns me pediram pra ir na médica que a acompanhava, a pedido deles fui até médica, e ela muito arrogante me disse que eu não era médico e que não sabia o que eu estava dizendo, que tinha sido feitos testes e exames complexos para chegar aquele diagnostico. O que ela não sabe é que eu conheço minha mãe muito mais do que ela, e sabia porque minha mae estava naquele estado. foi então que decidi trocar de médico e pedir para tirar alguns remédios do antidepressivos, estimulantes, deixado apenas os remédios controlados de diabete, pressão, colesterol. O melhor de tudo sabe o que é? isto ocorreu a 06 anos, quando ela deu minha mãe iria piorar e que ficaria como meu pai. Hoje minha mãe esta com alguns sintomas da doença é verdade, mas nunca mais ficou babando, dormindo sentada, desanimada, e sim esta muito bem disposta apesar da idade 82 anos, fala normalmente, anda normalmente, sabe tudo o que se passa, contrariando todos os médicos que diagnosticaram que ela não teria muito tempo. quem dera eu ter me tocado antes quando me pai estavalá vegetando devido tantos remédios que tomava, poderia ter impedido tanto sofrimento que ele e nós passamos. Alem de tudo o que lhes disse o primordial é dar muito AMOR, atenção, compania, compreensão, pois nossos pais dedicou toda a sua vida inteira para cuidar de nós e somos nós é quem tem que saber o que esta sendo bom pra eles. e agora é sua vez de cuidar muito bem deles. Boa sorte e suade a todos.

    • Olá Alexandra, geralmente se observa em idosos. Mas em caso de dúvidas se o “esquecimento” é um sinal de doença ou não, procure um médico que ele vai te examinar e conversar com você com detalhes sobre isso. =)

  94. Olá minha vó esta com 86 anos, mora com minha mãe nos fundo da minha casa, lá não lhe falta nada é bem alimentada sempre limpinha e tem todo nosso carinho principalmente dos meus filhos que ela os adora e eles também gostam muito dela.
    Oque acontece é que de uns 9 meses ela esta ficando diferente, teimosa, xinga a tv quando estamos vendo novela, começou a se alimentar de forma irregular com verocidade pegando os alimentos com as mãos inclusive já teve duas engasgaduras o qual se não estivessemos presente teria acontecido o pior, e esta contraindo dívidas teima em sair sozinha e compra coisas de que não necessita foi ao dentista e quer implantar dentes além de ser caro o dentista esta enrolando ela mais ela não aceita nossa opinião além de tudo isso tem problema de audição severo usa aparelho auditivo mais como o caso dela já é grave não esta ajudando muito sai de casa sem a gente ver cai nos lugares enfim não sei como agir peço conselho obrigado

  95. minha mae tem 58 anos, ela tem apresentados sitomas repetitivos como, contar a mesma coisa muitas vezes, ou se inserir em historias que ela ouviu contarmos para ela, cuida da aparencia , se alimenta e trabalha fora. eu e minha irmã estamos achando que isso pode ser alguma manifestação de demência. gostariamos de saber se estamos preocupadas sem necessidade ou devemos procurar um profissional especifico. obrigada.

  96. Minha mãe foi diagnosticada com alzheimer e está piorando o quadro. O pior é que ela também tem dependência de alcóol (embora não admita). O que fazer?

    • OI Adriana, o importante é ela ser acompanhada por uma boa equipe de profissionais (médico e profissionais de Reabilitação). Você vai receber uma orientação direcionada às suas necessidades específicas. Embora a doença seja a mesma para todos, o contexto de cada um é diferente e precisa ser olhado com cuidado. =)

  97. Minha sogra tem alzeimer…perdeu recentemente o marido o qual era muito atencioso com ela.Percebi certa confusão após a perda….contaram para ela…ela foi ao velorio…disse que não era ele que estava la deitado…e depois disto achei ela mais confusa….Sera que esta perda irá agravar mais o seu estado de saude?

    • Oi Janaína, sua vó precisa de um acompanhamento mais de perto. Converse muito (o que acredito que já vem senso feito) com os profissionais que já a atendendem. =)

  98. Bom dia minha mae tem 94 anos e esta com todos os sintomas ai descrito e o que me deixa mais nervosa e que ela esta tomando medicacao para dormir mais acorda a noite toda de 10 em 10 minutos estou tao cansada ja que ela e teimosa e nao reconhece que esta a noite estou muito cansada e o medico nao quer mudar o remedio o que fazer me ajudem pois choro por que ela era super ativa bjs.

    • Catarina, tente a conversa com seu médico sobre o assunto e veja quais as razões dele. Caso haja incompatibilidade e você esteja em busca de uma outra opinião, não deixe de procurar outra opinião.

  99. boa noite a minha mae esta varios destes sintomas o que devo fazer que remedio posso dar e que especialidade do medico que posso levar por favor me responda preciso da ajuda de vcs

    • Oi Genilson, sua mãe precisa procurar um geriatra. Vai ser o melhor médico para investigar os sintomas dela. Não deixe de leve-la ao médico porque só esse profissional pode medicar sua mãe. Abraço!

  100. Boa noite, Ana.
    Apesar de acharmos que mamãe já vem desenvolvendo a doença de alzheimer há uns três anos, só agora se caracterizou o suficiente para ela receber o diagnóstico de que está no estágio 1 da síndrome. Ela está acompanhada por um neuropsiquiatra e temos encontrado informações úteis sobre quase todos os aspectos para quem cuida do portador e até para o próprio cuidador. Acontece que somos 8 irmãos, e estamos começando a nos desentender quanto às direções a dar, as providências a tomar, os cuidados a exercer. Sou a mais velha. Venho sentindo que o diagnóstico recente e as mudanças cognitivas e de comportamento de mamãe estão mexendo com todos. E que está difícil para a maioria manter o foco em que é preciso balancear, nesta fase, entre os cuidados com segurança, financeiros, etc. e o respeito à autonomia e poder de decisão que ela ainda tem. Que precisamos cuidar de nossa tranquilidade, nossa qualidade de vida, mas não podemos ainda impor a mamãe os cuidados que entendemos que nos dariam uma certa tranquilidade. Gostaria de saber se podes me indicar literatura, impressa ou na net, vídeos, filmes, que foquem nessa questão de como lidar com os conflitos entre irmãos no processo de cuidar de uma mãe com alzheimer.

    Obrigada
    Abraço

    • Olá Gerusa,

      Em primeiro lugar agradecemos por compartilhar conosco e com os leitores do site sobre a vivencia da sua família diante do Alzheimer.

      O Alzheimer é um dos temas mais abordados no nosso site, frequentemente postamos ideias de atividades, livros e atualizações sobre a doença, a vivencia familiar e seus aspectos.

      Por ser um tema muito abordado, não saberíamos indicar apenas alguns, então sugerimos que você vá na nossa página inicial e coloque no campo “busca” a palavra “Alzheimer” dessa forma você entrará em contato com todas as publicações e poderá escolher o que se adequa a situação de vocês.

      Grande abraço.

  101. Olá, tenho “crise de Ausência há 15 anos, era caixa de banco quando começou, minha família não se interessa em ler bula de remédio e nem me acompanhar ao neurologista para perguntas e dizem que me escondo atráz dos remédios e da doença… Me irritei numa situação e sai de casa, peguei um taxi e estou morando com uma senhora e sua neta, eles não sabem onde moro… me escondo deles e ontem fui a uma psicóloga relatar minha situação passei mal e fui parar na emergência, o que faço?

    • Olá Lucileni,

      Nossa sugestão é que você continue com o acompanhamento dos profissionais que você citou. Nem sempre as pessoas da nossa família e amigos compreendem a situação, mas os profissionais são habilitados e possuem conhecimentos específicos para auxiliar o seu caso.

      Também indicamos a busca de grupos de apoio em sua cidade, algumas cidades possuem o serviço de terapia em grupo, a sua psicóloga talvez possa indicar algum.

      Obrigada por compartilhar conosco a sua situação, muitas pessoas passam por vivências semelhantes e sentem conforto por saber que outros também passam por isto.

      Boa sorte e um grande abraço.

  102. Atravez desses relatos, passo a entender o que minha Mae esta sofrendo, é Alzheimer. Ela, alem de esta deprimida, enclausurada na propria casa, andou vendo aranha em todos os lugares da casa, depois de uns remedios tomados melhorou, mas agora, voltou num estagio afirmativo pior, anda agora vendo, segundo ela, demonios: debaixo da cama, dentro da parede, atras da geladeira, no corredor, por cima do muro do vizinho e debaixo do proprio cobertor. É muito complicado lidar com essas irrealidades e ter que concorda com ela. abraços…

  103. Tenho alguns sintomas desta doença e não sei o que fazer.
    Perda de memória, confusão e desorientação.
    Ansiedade, agitação, Alteração da personalidade,
    Dor cabeça diferente cabeça pusando, fico aerio, não consigo
    terminar o que Tou fazendo, preocupação, não consigo resolver
    3 ou 4 coisas mesmo tempo.

    • Gilberto, sempre é válido procurar um médico porque muitas são as condições que podem ter sintomas como os que vc relata! Não deixe de procurar um médico. Oba por compartilhar conosco!

  104. Amigos minha Avó foi diagnosticada com essa doença ja faz 1 mes mas nao apresenta esses sintomas e o mais triste é q eu choro com isso, e tento ver se ela esqueçe de algo se fica estranha mas nada ela é a mesma , sera que o doutor errou !

  105. Olá, tudo bem?
    Ótimo post… Deixa eu relatar algo…
    Minha avó tem 96 anos, ano passado ela começou mais ou menos em julho a falar coisas sem sentido, por exemplo… Ela assiste muita missa, é muito religiosa, porém, daquele tempo em diante, ela diz que o padre quer matar ela, que ele manda ela ir a lugares a pé, pelada… Coisas sem sentido… As vezes ela tira a roupa… Se tranca no banheiro… Obviamente pela idade ela tem problemas físicos, ouve mal e tal… Mas o que acho estranho é que a memória dela não foi muoto danificada, ela lembra dos familiares e etc… Será que isso é Alzheimer? Alguns médicos que já consultamos dizem que não… Fico muito em dúvida

  106. Tenho uma tia, a última da família e tem esta doença horrível e meus irmãos queriam coloca-la no asilo, mas não deixei e desde então cuido dela, é triste ver uma pessoa que ajudou a cuidar dos sobrinhos com tanto amor e dedicação passar por isso, antes vivia chorando mas hoje ela tem o carinho que merece em meu lar,, minha vida mudou muito mas Deus vai me dar a recompensa.

DEIXE UMA RESPOSTA