MORE: avaliação manual e/ou informatizada para demência e outras disfunções da cognição

2
3147

Sabemos que o uso da tecnologia na prática de reabilitação ainda é incipiente aqui no Brasil, mas cada vez mais a vemos no cotidiano das terapias em outros lugares do mundo e nas várias etapas do processo terapêutico.

Foi lançado este ano o MORE (memory orientation screening test) para iPad. Você conhece esse teste? Andei pesquisando e não encontrei nada sobre validação e adaptação cultural para o Brasil, mas ele parece ser bastante interessante.

Basicamente, o MORE é curto, fácil de administrar, altamente confiável e válido para avaliar o funcionamento cognitivo de pacientes mais velhos. O teste é um composto de quatro testes breves de memória e função executiva, os grandes problemas de pacientes com demência ou perda cognitiva.

A administração requer apenas uma folha de pontuação, um lápis, e 12 desenhos de objetos domésticos comuns de cores padronizadas. A pontuação não exige uma calculadora ou qualquer conhecimento estatístico. O tempo de administração clínica média é de 4 minutos e meio para pacientes com demência leve a moderada. Além da forma manual, pode-se administrar o teste em um iPad, o que leva menos de 5 minutos.

A pontuação varia de 0 a 29, e com base na pontuação, um paciente pode ser confiavelmente classificados como tendo demência, transtorno cognitivo leve, ou cognição normal.

O MORE tem uma correlação significativamente maior com a gravidade da demência e com testes de memória padronizados do que o Mini Mental ou o Mini-Cog, de acordo com o site que apresenta o teste.  Nesse site vocês podem ler mais sobre o teste e até pegar referência de revista científica com publicação sobre o mesmo.

Prometo para a terça um post mostrando o MORE no iPad.

😉

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.