“Mônica é daltônica?” O vestido dela é verde ou vermelho?

0
3051

Você sabia que em 1970 Maurício de Souza inaugurou a primeira revista da série “Turma da Mônica” (a princípio com o nome “Mônica e sua turma”) com o tema Daltonismo?

Agora em agosto chegou às livrarias o primeiro livro do novo projeto da Companhia das Letrinhas: a publicação de histórias clássicas da turma da mônica e já podemos ver o resultado com o livro “Mônica é daltônica?“.

E sim, os quadrinhos clássicos ganharam uma nova cara sendo transformados em livros e ilustrados por grandes nomes da literatura infantil. A edição número 1 ficou sob responsabilidade de Odilon Moraes, que em entrevista ao blog da Companhia das Letras mostrou com exclusividade o protótipo da reinterpretação e o desafio de utilizar seu traço mais realista para dar vida a essa turminha.

O que nos chamou a atenção e nos fez querer compartilhar essa novidade com vocês foi a escolha do tema por Maurício de Souza para criar a revista número um da turma. Em entrevista ao mesmo blog, o criador da turma afirma considerar um tema “meio esquisito para a criançada“e diz não lembrar exatamente como entrou em contato com o tema, apenas ouviu falar, achou curioso e resolveu explorar em sua história em quadrinhos. No vídeo ele faz um interessante questionamento: “duvido que alguém saiba de cara o que significa (o Daltonismo), caso você pergunte o que é“.

E estamos aqui com essa dúvida: se a gente sair perguntando “de cara” para as pessoas na rua elas vão saber responder o que é o daltonismo? você saberia?

Então vamos lá ! O Daltonismo, também conhecido como discromatopsia ou discromopsia, é uma alteração visual que interfere na capacidade de percepção das cores. O distúrbio ganhou o nome pelo qual é mais conhecido porque foi perfeitamente descrito pela primeira vez pelo químico John Dalton que viveu no século XVIII e era portador do distúrbio.

A sua principal característica é a dificuldade de distinguir o verde do vermelho e com uma menor frequência o azul do amarelo. A origem do Daltonismo é em grande parte genética, mas, é possível ser adquirido através de traumatismos no aparelho visual ou sistema neurológico .

Estamos curiosos para saber o impacto da exposição do tema para a criançada e felizes por um dos grandes ilustradores brasileiros (do qual somos fãs) ter escolhido para a sua primeira edição um tema que estimula o interesse e o conhecimento para a diversidade, isso na década de 70, quando a diversidade ainda não havia ganho o espaço que tem hoje nas mídias.  Afinal, estamos falando de um veículo de informação super eficaz e que faz parte do cotidiano das crianças brasileiras.

Será que quando a Mônica se vê no espelho enxerga um lindo vestidinho verde? Porque muita gente garante que ele é vermelho!

Quem adquirir o exemplar pode ir nos contando o que achou! Esperamos ver esse resultado em breve e comentar aqui com vocês.

Fonte: Blog da Cia e Oftalmologia Pediátrica

 

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.