Manual do Ocupamão: usando o seu tecido de atividades!

0
287

Se você chegou neste post ou você já tem seu Ocupamão ou você está interessado em conhecer esse tecido de atividades que é uma criação do reab.me. Aqui estão informações importantes para você conhecer e aproveitar melhor seu tecido de atividades! Seja bem-vindo ao nosso Manual.

Manual Ocupamão

Queremos te ajudar a usar seu Ocupamão da melhor forma possível. Leia atentamente as informações e dicas deste post e conheça o tecido de atividades pensado para aqueles que precisam “ocupar suas mãos” de forma simples e intuitiva.

Antes de tudo, lembre-se:

Cada pessoa é única! Não importa o “que ele tem”, ou seja, o diagnóstico. O que importa é quem ela é, o que o fazia e faz feliz e o significado das pessoas e atividades para quem vai usar. Independente do diagnóstico você sempre deve considerar “quem a pessoa é” na hora de cuidar dele. Ao usar o Ocupamão lembre-se disso e à medida que for usando perceba a melhor forma para usar o tecido com a pessoa que você cuida.

  • Como usar o tecido?

Você pode colocar sobre uma mesa, pendurar em uma parede utilizando os “ganchos” que você encontra nas extremidades (na “quina”) do tecido; ou ainda, no que chamamos de “formato fronha”, preenchido com um travesseiro. Explicaremos mais sobre o “formato fronha” abaixo. A ideia de preencher com o travesseiro é para que o idoso consiga usar o Ocupamão no colo e possa ver todos os itens do tecido ao mesmo tempo.

3. Ocupamão preenchido com travesseiro

O ocupamão tem um exclusivo “formato-fronha” que permite que ele seja preenchido com um travesseiro da casa do paciente

2. Ocupamão dobrado

O cuidador pode dobrar o ocupamão e selecionar qual parte do ocupamão deseja usar com o paciente.

1. Ganchos do Ocupamão

O tecido pode ser usado todo desdobrado ou dobrado e só algumas partes serem usadas. Você vai saber mais no item Quais as partes do ocupamão?

Para o uso inicial com idosos com demência ou uma pessoa com deficiência intelectual importante, recomendamos que você deixe o Ocupamão aberto e visível, se possível preenchido com travesseiro (leia o “Formato-fronha”). Essa estratégia pode ajudar a despertar o interesse. Caso a pessoa tenha momentos de agitação, mexendo na própria roupa ou em outros itens, o cuidador pode também oferecer o Ocupamão direcionando para um movimento com propósito.

  • Quais as partes do ocupamão?

O OcupaMão foi pensado em quadrantes, ou seja, os itens são distribuídos em “quadrados”.

Um dos quadrantes possíveis no OcupaMão

Ele contém partes que envolvem estímulos sonoros (guizos que produzem som e chamam a atenção), estímulos visuais e “afetivo” (espaço para colocar foto ou imagens significativas para o idoso), sensações táteis (texturas macias, ásperas…), peças funcionais presentes na rotina (zíper, velcro, botões, fechos, cadarços…).

Se a pessoa que usará o Ocupamão não mantém a atenção, se dispersando com facilidade, tente usar esses quadrantes, ou seja, o tecido dobrado com uma quantidade menor de itens.

Dica: Para chamar atenção, você pode balançar os guizos ou levar a mão da pessoa até a textura macia ou mais áspera presente no tecido. E, sempre que necessário, voltar a repetir esse processo para manter a pessoa interagindo com o tecido.

  • Quando devo usar o “formato-fronha”?

O formato fronha geralmente é indicado quando quem vai usar está sentado em um lugar que não possui superfície de apoio, como por exemplo sentado em um sofá ou poltrona. Quando você preenche o tecido com um travesseiro, ele apresenta mais volume e facilita a exploração de todos os itens.

  • O que é o sistema “abre-fecha?”

O sistema “abre e fecha” foi pensado para manter o Ocupamão fechado, diminuir seu tamanho para guardar e também facilitar para transportar. Assim, pode ser mais facilmente guardado e ser levado nas férias ou para outros lugares, como nas sessões de terapia ou para casa de um familiar.

A ideia é só dobrar em três, colocando as extremidades para o centro do tecido. Depois prender o elástico no botão, deixando o Ocupamão compacto e pronto para guardar ou levar.

  • Durante o uso do Ocupamão sempre é necessário o cuidador estar perto ?

Recomendamos que sim, em especial quando quem vai usar são idosos com quadros de demência ou outra condição que precise maiores cuidados e necessidade de manejo quanto à segurança.

O cuidador/familiar pode facilitar o uso e estimular o envolvimento da pessoa com o Ocupamão. Lembre-se que os sons e texturas podem te ajudar a manter o envolvimento, assim como usar imagens que sejam do interesse na parte que encaixa uma foto 10x15cm. Sobre a segurança das partes pequenas, reforçamos as costuras, mas existem peças pequenas e o cuidador deve ser responsável pela supervisão do idoso para garantir o uso adequado.

  • Existe alguma contra-indicação para usar o Ocupamão?

Não existe nenhuma restrição ou contra-indicação para usar o Ocupamão.

  • Como o lugar que estou ajuda ou atrapalha o uso do OcupaMão?

O ambiente é um fator decisivo para a qualidade da exploração do Ocupamão. Para garantir um melhor aproveitamento do uso, observe os seguintes pontos:

Iluminação: garanta um ambiente bem iluminado, possibilitando uma maior atenção para o tecido.

Evite distrações durante o uso: para pessoas com dificuldades de manter atenção, recomendamos que o Ocupamão seja usado em uma superfície sem outros objetos por perto. Desligue também aparelhos como televisão, rádio e silencie o celular.

Busque um local confortável: sempre proponha o uso em ambientes agradáveis e confortáveis. Esteja também atento à cadeira e a postura sentada adequada.

  • Posso lavar meu ocupamão?

Sim, você pode lavar! A lavagem deve ser feita manualmente e com produtos não abrasivos. Dê preferência a sabão neutro e nunca utilize alvejante, ele pode manchar ou desgastar o tecido, tornando-o mais sensível e frágil. Dentro do seu Ocupamão tem uma etiqueta com essas recomendações.

  • Quem criou o ocupamão? E para quem ele foi criado?

O OcupaMão foi idealizado e desenvolvido por Ana Leite, Terapeuta Ocupacional e Renata Feijó, responsável pelo projeto de costura. O Ocupamão foi idealizado e testado para idosos com demência com sintomas de inquietação e apatia na Clínica Busca Vida. É confeccionado por uma cooperativa de costureiras em Paulista-PE,  Mimo de Mulher.

Se o idoso é atendido por um terapeuta ocupacional, ele pode te orientar de forma personalizada sobre o uso do Ocupamão na rotina de cuidados.

No mais é, obrigada e bom uso.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.