Manual da Depressão: alimentos que podem ajudar no humor

0
3378

No primeiro post desta série (não leu, clica aqui) falamos da primeira grande lição: a necessidade de entender que Depressão é uma doença.  Bem, passada a primeira lição (que PRECISA ser aprendida) vamos começar a explorar outras, como a alimentação.

Manter a qualidade da alimentação é importantíssimo durante o processo de cura da Depressão.

De acordo com o site do Ministério da Saúde (sob consultoria de Felipe Rizzetto, nutricionista do Hospital Federal da Lagoa, RJ),  “A alimentação pode ajudar diretamente na produção da Serotonina, o que ajuda a aumentar o bom humor e combater os sintomas da Depressão. Entretanto, vale ressaltar que ela não substitui o tratamento da doença, com a intervenção medicamentosa e terapia”, explica.

Aprenda alguns alimentos que são recomendados por suas propriedades:

Ovos: Eles são uma boa fonte de vitaminas do complexo B, que colaboram com o bom humor. O recomendado é uma unidade por dia, no máximo. Quem tem colesterol alto deve se preocupar com o consumo excessivo e evitar este alimento frito.

Castanha-do-pará: É rica em selênio, um poderoso agente antioxidante. A castanha pode ajudar na redução do estresse. São recomendadas de duas a três unidades diárias.

Nozes e amêndoas: Também são fontes ricas de selênio e ajudam a minimizar os sintomas. Recomendação é de quatro a cinco unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas. Também dá para fazer uma mistura dos dois sabores.

Mel: É estimulante e ajuda na produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa ao dia são suficientes.

Leite e iogurte desnatado: São fontes ricas de cálcio, mineral que elimina a tensão. O cálcio ajuda a reduzir e controlar o nervosismo e a irritabilidade. É recomendado o consumo de 2 a 3 porções por dia.

Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão: Todas essas frutas são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas todos os dias.

Laranja e maçã: São excelente fontes de ácido fólico, cujo consumo está associado à menor prevalência de sintomas depressivos. Além de ser rica em vitamina C, a laranja promove o melhor funcionamento do sistema nervoso, garante energia, ajuda a combater o estresse e previne a fadiga.

Nessa série de posts estamos tentando conversar de forma simples, rápida e direta com pacientes, familiares e cuidadores. Caso você tenha sugestões ou algo a acrescentar, por favor comente. Compartilhando informações é que ajudaremos muitas pessoas.

imagem: Ana Leite

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.