Ligados por ação virtual, ativistas da inclusão e acessibilidade de todo o País comemoram o Dia do Amigo

0
2086

Ação promovida pela rede Diversidade na Rua busca aproximar agentes com foco em inclusão e acessibilidade

Com o objetivo de aproximar pessoas que tenham interesse nos temas da inclusão e da acessibilidade para buscar novas ações e atitudes de convivência, o projeto Diversidade na Rua, mantido pela empresa gaúcha Mercur, realiza a segunda edição do Amigo Secreto Online. A atividade marca o Dia do Amigo, comemorado em 20 de julho, com uma brincadeira um pouco diferente da tradicional. Primeiro, porque acontece online e entre agentes de diferentes lugares do País e, segundo, porque os sete participantes estão inspirados pelo tema “AMIZADE – valorizar o outro pelas suas complementariedades” e cada um irá construir, à sua maneira, o presente para o seu amigo.

A revelação será no dia 20 de julho, mas enquanto isso é possível acompanhar pela página do Diversidade na Rua (diversidadenarua.cc) e nas redes sociais da Mercur, vídeos em que os participantes dão dicas sobre quem tiraram e para quem estão construindo seu presente especial.

Segundo Camila Lima, colaboradora da Mercur que atua no projeto Diversidade na Rua, fazer o presente a partir da pesquisa sobre o seu amigo, representa cuidado e atenção ao próximo. “Um amigo secreto que convida você a pesquisar, entender os gostos e desgostos do seu amigo e com isso construir um presente, pressupõe se colocar no lugar do outro, atitude que precisa ser mais praticada nos dias de hoje”.

CONEXÃO NACIONAL

Ana Leite do Reab.me faz parte dessa conexão! E além dela, estão pessoas de diferentes locais do Brasil ligadas ao tema pelos mais diferentes motivos. Uma delas é Mariana Rosa, de 39 anos, que é jornalista e mora em Belo Horizonte (MG). Ela tem uma filha, a Alice, que tem disfunção neuromotora (paralisia cerebral) e síndrome de West. Outro participante desta história é Laura Marcon de Azevedo, de 24 anos, que mora em Porto Alegre. Ela é jornalista e trabalha com a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, pela Egalitê Recursos Humanos Especiais, desde 2012. Um pouquinho mais distante, no Paraná, está Talita Cazassus Dall’Agnol, de 28 anos, que está conectada ao Diversidade na Rua pela convivência e amor por seu irmão que possui Síndrome de Down.

O que une estas pessoas é a crença maior de que a inclusão é uma poderosa ferramenta de transformação social e que a amizade é capaz fortalecer uma comunidade cada vez maior para atuar nessa busca. Não deixe de acompanhar os próximos capítulos desta brincadeira: www.diversidadenarua.cc

O DIVERSIDADE NA RUA

Contribuir para derrubar as barreiras que impedem as pessoas de olharem para as diferenças e colocar as suas ideias na rua

Em sua concepção, o projeto da Mercur chamado Diversidade na Rua surgiu pela necessidade de compreensão mais abrangente sobre o ambiente da Educação porque a empresa repensou o seu papel neste campo. A partir disso iniciou um relacionamento com diferentes instituições conectadas ao assunto e escolas de Santa Cruz do Sul, onde está localizada. Com o passar do tempo, o projeto cresceu e hoje conta com parceiros e pessoas de todo o País que desejam um mundo mais inteligente e afetivo para acolher as pessoas através da acessibilidade e inclusão.

Desde que começou a repensar seu papel enquanto indústria, a Mercur passou a buscar formas de entender as reais necessidades das pessoas e disponibilizar seu conhecimento e estrutura para oferecer acesso a serviços que tenham significado para todos. E hoje, a partir do Diversidade na Rua, faz isto através da criação de ações, produtos, serviços e sistemas, de maneira colaborativa por estar comprometida com novas lógicas de produção que valorizam a colaboração global e a aplicação local das soluções.

Por meio do site www.diversidadenarua.cc aproxima pessoas que queiram colocar em foco a inclusão e a acessibilidade, para buscar novas ações e atitudes de convivência, facilitar os encontros, diálogos e criações. Toda pessoa que tiver interesse no tema pode participar e colaborar, basta fazer um breve cadastro na página inicial do site.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Mais e quase tudo sobre minha história: Ana Leite, formada em Terapia Ocupacional na Universidade Federal de Pernambuco (Brasil). Minha experiência clínica como terapeuta é com a pessoa adulta e idosa com disfunção cognitiva que apresenta dificuldades na realização de suas atividades cotidianas. O processo de tratamento dos meus pacientes sempre envolveu intervenções que visavam a maior participação possível em atividades cotidianas significativas. As ferramentas utilizadas nesse processo incluíam orientações sobre adaptação do ambiente e da tarefa a ser realizada, organização de rotina e estimulação/reabilitação cognitiva. Tenho especialização em Tecnologia Assistiva, onde me instrumentalizei sobre o uso equipamentos e dispositivos que podem aumentar/permitir a funcionalidade. Fiz mestrado em Design, na linha de pesquisa de Ergonomia. Participei do desenvolvimento e validação de uma metodologia de avaliação do ambiente construído (MEAC). Na minha pesquisa estudei as variáveis arquitetônicas do ambiente moradia das pessoas idosas que residiam em ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos). Nesse processo pude acrescentar ao conhecimentos da Terapia Ocupacional esse olhar mais aprofundado sobre o ambiente de moradia. Assim, compreendendo melhor qual o impacto que o ambiente físico/construído possui no funcionamento diário das pessoas idosas. Sou criadora da primeira marca digital, em língua portuguesa, dedicada a produção/divulgação de conteúdo especializado no contexto de reabilitação, reab.me. Produzo conteúdos textuais e audiovisuais através da curadoria de revistas científicas e outras referências técnicas; edito conteúdos de colaboradores, profissionais de reabilitação, de diversas áreas, que escrevem para o reab. Além de assuntos técnicos, escrevo sobre questões relacionadas à saúde mental dos terapeutas, tendo em vista a crescente necessidade de falar de autocuidado e bem estar para os profissionais de saúde. Tema que tem surgido de forma crescente e preocupante nos bastidores de prática clínica e até em pesquisas. O reab.me edita, produz e distribui em loja digital própria (que vocês encontram aqui no site!), produtos para serem usados por profissionais, cuidadores formais e familiares no processo do cuidar. Os produtos desenvolvidos contam com outros profissionais que opinando, através dos seus conhecimentos específicos, e testando contribuem na co-criação desses produtos. Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.