São muitas as condições de saúde que exigem do terapeuta ou de familiares trabalharem emoções, ou mais especificamente, o reconhecimento delas. Algumas condições como Autismo ou formas de demência nos trazem esse desafio.

Ao achar na net essa ideia, trouxemos para cá como sugestão de recurso.

Para montar você precisa de:

– fotografias de diversas emoções. Como o recurso é fotografia, você pode usar uma pessoa que o cliente conheça (quem sabe ele mesmo??).

– Papelão para montar a base.

– EVA para colar as fotos (também pode ser qualquer outro material que seja uma superfície mais grossa, o que vai facilitar que o cliente passe as fotos).

– Argolas e furador.

Monte o material:

 

Na última figura, vocês veem que o nome da emoção pode estar escrito embaixo da imagem. Nós sugerimos, a depender do que for trabalhado, que o terapeuta ou familiar faça cartões com os nomes das imagens. Assim, uma outra forma de uso seria associar imagens e o nome das emoções.

Uma variação que também pode usar a estrutura dessa atividade é usar rostos familiares para o cliente e pedir que os identifique. Se formos usar a ideia dos cartões nesse formato, o cartão pode conter o nome da pessoa ou seu grau de parentesco, quem sabe até todas essas informações e até as características físicas, ou seja, ao olhar a foto a pessoa deve pegar o cartão com o nome da pessoa, seu grau de parentesco e suas características físicas (cabelo preto, óculos, branca…).

Fonte e imagens: ikatbag.com

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

6 COMENTÁRIOS

  1. Vocês são ótimas! E pra não dizer que não falei Recifenês, massa!
    Deixo uma dica para fazer isto também reaproveitando calendários de mesa vencidos.
    É só colar a fotos por cima de cada folha do mês que pode ser revestida inclusive com papeis de texturas diferentes reaproveitadas de embalagens. A Páscoa vem aí.
    Gente, é muito lixo que produzimos!
    Ao trabalho! Bjs

  2. Gente, sempre venho ao site pra pegar ideias para meu grupo de idosas, porém ultimamente tenho encontrado dificuldades quanto as figuras que não estão mais disponíveis, não acho que seja problemas no meu computador, porque já acessei em outros pra ver se conseguia ver as imagens e mesmo assim elas não aparecem, assim dificulta pra eu entender a atividade. As ideias de vocês são ótimas!!

    • Oi Mariana,
      corrigimos o post.
      Há vários com problemas…é importante esse feedback de vocês para que possamos esses artigos e corrigí-los.
      Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.