A disseminação contínua da Doença de Coronavírus (COVID-19) em todo o mundo despertou preocupação na profissão de Terapia Ocupacional em relação à prática, opções para a prestação de serviços de terapia de qualidade, enquanto fazemos nossa parte para diminuir a disseminação e “achatar a curva”.

Essa preocupação mundial tem causado reações de todas as especialidades da saúde, inclusive a Associação Americana de Terapia Ocupacional (AOTA) está monitorando de perto essa situação fluida e compilou em sua página recursos para responder às perguntas frequentes dos profissionais americanos. Sabemos que cada realidade é única, mas dada a importância da AOTA como referência para práticas, é importante saber e divulgar.

A principal prioridade da AOTA, enquanto “navegamos” juntos nessa pandemia, é a saúde e a segurança de profissionais de terapia ocupacional, estudantes e clientes que eles atendem. Atualizaremos o reab à medida página que mais informações estiverem disponíveis. É necessário continuar a capacitar alunos, educadores e clínicos para navegar nessas circunstâncias sem precedentes.

Dentre os recursos para profissionais de Terapia Ocupacional a AOTA refere o uso da telessaúde na era do COVID-19: Flexibilidades adicionais para telessaúde foram incorporadas aos programas federais e ao seguro privado nos EUA. No entanto, essas flexibilidades nem sempre expandem a definição de quem pode fornecer serviços de telessaúde.

Na literatura especializada no uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) é possível encontrar outras denominações para a telereabilitação. A recomendação em documento oficial da AOTA (2018) considera o termo “telessaúde” mais adequado para definir os serviços prestados pelos terapeutas ocupacionais através das TIC.

Procure informações sobre se você pode usar a telessaúde em seu estado!

Ao conectar com seus colegas de profissão e familiares sempre busque fontes seguras, procure acolher os medos e esclarecer as dúvidas. Somos agentes de cuidado e autocuidado, não esqueça!

Para obter mais informações à medida que essa situação se desenvolve, visite sites confiáveis, só repasse informações de fonte seguras.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.