Independência e habilidades cognitivas em mulheres com Fibromialgia

0
2933

A Síndrome da Fibromialgia é definida como um distúrbio associado a dor difundida com  reduzidos limiares de dor e outros sintomas incluindo desordens de sono, fadiga, rigidez, alterações de humor, distúrbios cognitivos, síndrome do intestino irritável, dores de cabeça ou parestesia.

A Fibromialgia é uma condição que é acompanhada por uma perda substancial de autonomia, e para o qual a terapia ocupacional desempenha um papel vital. Até a data, é uma desordem de etiologia neurosensorial desconhecida, reconhecida como uma doença comum ao redor do mundo. A maioria das pessoas afetadas são mulheres entre 20 – 50 anos.

Um estudo publicado no Australian Occupational Therapy Journal objetivou avaliar as diferenças em habilidades cognitivas entre mulheres com fibromialgia e mulheres saudáveis, e as correlações entre independência funcional e limitações cognitivas. O estudo evidenciou que mulheres com Fibromialgia exibiram uma capacidade cognitiva diminuída em comparação com controles saudáveis, o que afetou negativamente o desempenho nas atividades diária, como vestir o membro superior, alimentação e higiene pessoal.

Para quem quiser ler o artigo completo, clica no link abaixo:

Megan Shields, Jenny Quilty, Shafik Dharamsi and Donna Drynan. Cognitive performance in women with fibromyalgia: A case–control study. Australian Occupational Therapy Journal (2016) 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.