Hipocretina: química cerebral e sua repercussão no sono (e até na Depressão..)

7
7135
Um grupo de neurônios influenciados pela luz ou escuridão foram identificados em camundongos em uma nova pesquisa e pode explicar certas condições e trazer novas perspectivas de tratamento à sonolência e à depressão. 

Jerome Siegel, professor de psiquiatria da UCLA, e colegas descobriram que as células necessárias para uma resposta de excitação induzida pela luz estão localizados no hipotálamo, uma área na base do cérebro responsável, entre outras coisas, pelo controle do sistema nervoso autônomo, temperatura corporal, fome, sede, fadiga – e dormir. Seus resultados são publicados na edição online do Journal of Neuroscience.

A equipe de Siegel descobriu que as células liberam um neurotransmissor chamado hipocretina. No laboratório, os pesquisadores compararam ratos com e sem hipocretina e descobriram que aqueles que não têm foram incapazes de ficar acordado à luz, enquanto que aquelas com hipocretina mostraram intensa ativação destas células à luz, mas não enquanto estavam acordados no escuro.

Pesquisas anteriores já revelavam que a perda de hipocretina é responsável pela narcolepsia e pela sonolência associada à doença de Parkinson.

“Esta descoberta atual explica que no caso da narcolepsia falta a resposta de despertar na presença da luz, ao contrário de outros indivíduos igualmente sonolentos, e que ambos, os narcolépticos e os doentes de Parkinson, têm uma maior tendência a serem deprimidos em comparação aos outros com doenças crônicas”, disse Siegel .

No estudo os pesquisadores examinaram as capacidades comportamentais de ratos que tiveram suas hipocretinas “geneticamente bloqueadas” e comparou-os com camundongos selvagens que ainda tinha seus neurônios de hipocretina.

Os pesquisadores testaram os dois grupos, enquanto eles realizavam uma série de tarefas durante as duas fases de luz e escuridão.

As descobertas sugerem que a administração de hipocretina e impulsionar a função das células de hipocretina irá aumentar a resposta de excitação induzida pela luz“, disse Siegel. “Por outro lado, bloqueando sua função através da administração de bloqueadores dos receptores de hipocretina irá reduzir essa resposta e, assim, induzir o sono.”

Assim, a pesquisa sugere um mecanismo potencial para aumentar a excitação e induzir o sono. Siegel continua: “A administração de hipocretina também podem ter propriedades antidepressivas, e bloqueá-lo pode aumentar tendências à depressão. Então nós sentimos que este trabalho tem implicações para o tratamento de distúrbios do sono, assim como a depressão

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

7 COMENTÁRIOS

  1. Olá, eu fiz o exame e o médico assemelhou deu narcolepsia, mas eu não durmo subtamente. Só que pelo que estou lendo a única diferença no meu caso é que o sono incontrolavel é apenas quando algo não me chama atenção, eu entro em estado de hibernação e se algo me chama atenção na mesma hora eu desperto como se nada tivesse acontecido. Porque?

  2. tenho todos os sintomas da Narcolepsia ,mas nenhum Médico
    quis fazer os exames para confirmaçao ,ja sofro com isso ha mais de dois anos e nada de melhoras,tenho depressao e sindrome de panico,faço tratamento com paroxetina ,imipramina e clonasepan ,ha doze anos !!
    se alguem puder me ajudar agradeço de coraçao !!!!!
    Deus os abençoe !! Obrigado

  3. A narcolepia e o sono incontrolavel mesmo, busque po narcolepsia para intender melhor a doenca.
    è isso mesmo vc entra em coxilos e em pouco tempo vc esta otima, como se fosse crises. vc perde a concentracao e comeca a coxilar.
    o unico exame para dianosticar doenca se chama: TESTE DE LATENCIAS MULTIPLAS.
    è UM EXAME COM ELETRODOS FEITO DURANTE O DIA QUE VAI MEDIR O SEU SONO E OTEMPO QUE VC ENTRA EM SONO.
    EU TENHO NARCOLEPSIA E DEMOREI TRES ANOS PARA DESCOBRIR, PASSEI POR VARIOS MEDICOS E O DIAGNOSTICO SEMPRE ERA DEPRESSAO , ME PASSAVAM REMEDIO(CALMANTES E ANTI DEPRESIVO) QUE SO PIORAVA O MEUS SINTOMAS. DE PREFERENCIA PROCURE UM NEURO COM ESPECIALIDADE EM DOENCA ùDO SONO

    SDS
    RANGELL_EM@HOTMAIL.COM.

  4. Não tome remédios controlados…!!Pois estes proporcionam efeitos ilusórios, tome como exemplo o matemático John Forbes (Uma mente brilhante). Faça exercícios físicos diariamente e mude sua alimentação, busque algo em sua vida que te de prazer e viva em função disto…

  5. Olá, minha filha desenvolveu narcolepsia com a vacina H1N1. Já tem 3 anos, ela engordou muito e acho ela muito nervosa. Agora sabendo das pesquisas atuais fico feliz, será que vão descobrir a cura? Seria um milagre . Nenhuma autoridade no Brasil se manifestou sobre caso da minha filha. Cuidado com a vacina.

  6. Tenho um filho de 6 anos e percebi esses sintomas aos 4 meses de vida. Levei a um neurologista e mostrei uma filmagem dos apagões, aos quais era tipo cochilos aos quais quando eu chama pelo seu nome ele tornava as vezes com choro. E isso sempre acontecia quando ele estava se alimentando ou momento de risadas. O médico disse ser epilepsia e receitou trileptal. O qual ele fez uso por dois anos. Inconformada levei em outro neurologista e esse disse não saber do que se tratava , mas que não era epilepsia e cancelou os remédios após fazer eletro e tomografia. Falei se não era narcolepsia, pois fui fazer pesquisa e reconheci os mesmos sintomas. Hoje ele apresenta sonolência mais não são todos os dias e cataplexia que desde os quatro meses já apresentava. Hoje são bem raras as crises de cataplexia, às vezes uma vez há quatro meses. Até hoje falo é nem a pediatra, nem o neurologista não concordo comigo. Só que estou sempre recebendo queixas da professora que ele está com sono outra que está com preguiça e já mandei ela parar , pois eu como mãe tenho tido paciência e entendido que meu filho não é preguiçoso, pois vejo que tem dias em que ele está bem ativo e quer me ajudar até fazer almoço, ou arrumar a casa.
    Há muitos profissionais despreparados e com má vontade de ajudar.
    Também acredito que o que aconteceu com meu filho foi essa vacina H1N1 que tomei no sétimo mês de gravidez pois o meu filho ficava o dia inteiro quieto até comentei isso com minha obstetra e ela não concordou comigo. Antes da vacina meu filho era muito ativo no meu ventre . E ao nascer não sugava, não chorava e só dormia. Ficou numa UTI por 11 dias aos quais os profissionais só me deixaram mais nervosa pois inventaram muitas síndromes sem diagnóstico. Até dois exames de cariótipo ambos normais. E tudo quanto foi de exames foram feitos todos com normalidades . Trouxe meu filho por força para casa e retiramos a sonda nasoenteral e o alimentavam como um passarinho foram cinco meses. Até que um dia ele despertou e começou a sugar e acordar sozinho. E hoje está com esses episódios de vez em quando ao ficar dando gargalhadas ele perde o tônus muscular e caí. E os dias em que dorme mais é fica sonolento ao se alimentar .
    Meu filho também ao deitar são 10 à 30 segundos e ele já entra em sono profundo.

Deixe uma resposta para FRANCISCO FÉLIX Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.