Guia de boas práticas na Educação Inclusiva

0
4407

 

O “Guia de Boas Práticas na Educação Inclusiva” foi elaborado pela  ONG Save the Children. Um documento que ao longo de suas 200 páginas traz uma visão que, em algumas partes do mundo, é agora uma realidade. Um guia indispensável para quem quer pensar e fazer educação inclusiva. O download gratuito e pode ser feito clicando aqui!O texto a seguir, foi traduzido (tradução livre – o guia é em espanhol) retirado da apresentação do guia:

O direito à educação é universalmente reconhecido desde a Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948. Além disso, a Convenção sobre os Direitos da Criança reconhece esse direito para todas as crianças. Em 2000, um relatório da UNESCO afirma que a inclusão de todas as crianças devem ser atingidas até 2015, incluindo: crianças de minorias étnicas desfavorecidas; com necessidades especiais; as que pertecem a populações de imigrantes, comunidades remotas, isoladas ou de extrema pobreza. Em 2008, durante a 48a Conferência Internacional de Educação da UNESCO, os Ministros da Educação e chefes de delegação de 153 Estados-membros afirmaram que a educação inclusiva e de qualidade é fundamental para alcançar o desenvolvimento humano, social e econômico.

Quer ler mais e ter acesso a todas as informações? Não deixe de acessar o guia. =)

 

Outros posts que podem interessar: 

– Livro sobre baixa visão e cegueira trata sobre Reabilitação, Educação e Inclusão

– Cartilha da Inclusão Escolar: inclusão baseada em evidências científicas – BAIXE A SUA

– Um guia sobre inclusão de pessoas com Autismo na Escola

cadernos

 

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.