Alelo que aumenta o risco da doença de Alzheimer

1
2810

Existe um alelo do gene que aumenta o risco da doença de Alzheimer e começa a danificar o cérebro 50 anos antes que os sintomas da doença aparecem, é o que sugere um novo estudo.

Em 2009, os cientistas concluíram que o gene clusterina (CLU) aumenta as chances da doença de Alzheimer em 16%, mas não era claro como. Este novo estudo concluiu que o alelo C do gene CLU prejudica o desenvolvimento da mielina, a cobertura de proteção em torno dos axônios dos neurônios no cérebro.

Cerca de 88% dos brancos têm o alelo-CLU C, de acordo com a University of California, Los Angeles (UCLA).

Para este estudo, eles usaram um novo tipo de ressonância magnética para mapear as conexões nos cérebros de quase 400 adultos saudáveis ​​com idade entre 20 a 30. Os exames revelaram que os participantes com o CLU C  tinham a integridade da substância branca inferior que aqueles com uma variante diferente chamado de CLU T.

Os resultados são interessantes em vários níveis, de acordo com autor principal do estudo, Paul Thompson, professor deneurologia.

“Por exemplo, mal de Alzheimer tem sido tradicionalmente considerado uma doença marcada pela perda de células neuronais e atrofia generalizada matéria cinza”, ele disse em um comunicado à imprensa. “Mas a degeneração da mielina em vias de fibra branca esta cada vez mais sendo considerada um componente-chave e um outro caminho possível para a doença.”

A compreensão dos efeitos do alelo-CLU C pode levar a maneiras de intervir e proteger o cérebro nas décadas anteriores ao desenvolvimento da doença de Alzheimer, sugeriu Thompson.

O estudo aparece na edição atual online do Journal of Neuroscience.

Fonte: MedlinePlus.

Foto: Esthr

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.