Filhote robô pode diminuir uso de medicações e ajudar com comportamentos desafiadores

0
405

Você prescreveria um filhote robô como parte de um tratamento ou compraria um animal robótico para seu familiar?

A robótica aplicada ao tratamento de condições de saúde é uma realidade que vem sendo pesquisada, incentivada e tem mostrado resultados. Esse cãozinho simpático é o Tombot, uma “solução” em desenvolvimento para auxiliar tratamentos de depressão, ansiedade, solidão, agressão, alucinações ou demência.

As questões comportamentais, tão desafiadoras e presentes em algumas condições, como na demência, pode ter nos animais robóticos uma ferramenta para redirecionar comportamentos e ajudar famílias e instituições no cuidado ao idoso.

Desenvolvedores dessas soluções, como é o caso da foca Paro que já mostramos por aqui, apostam não “apenas” nos momentos de bem-estar, suporte emocional e engajamento social, mas também na redução do uso de psicotrópicos.

Para criar um robô realista, a equipe da @tombotrobotics pediu ajuda à comunidade animatrônica de Hollywood para desenvolvimento do protótipo. Por mais de meio século, o nome de Jim Henson tem sido sinônimo de criação de personagens expressivos e duradouros. Usando tecnologias inovadoras, tecidos e técnicas animatrônicas, o Creature Shop de Jim Henson deu vida ao Tombot com expressões, comportamentos e qualidade realistas.

Quem apostou no projeto através da plataforma kickstarter – que liga patrocinadores e desenvolvedores – deve receber seu filhote Tombot em Agosto de 2020, ou seja, quem desejar um vai ter que ficar de olho a partir do ano que vem.

E aí, você apostaria em um desses?

 

Ah! Você já conhece nosso canal no Youtube? Lá tem algumas dicas e informações que podem te ajudar a entender sobre o universo da Reab, vai lá!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.