Estudo mostra como as drogas afetam as funções cerebrais!

0
3404

Não é incomum as pessoas procurarem no Reab.me artigos e informações que relacionem a dependência química e alterações nas funções mentais (cognitivas). Sendo assim, deixamos aqui link para estudo que trata dessa questão =)

O consumo de cocaína, álcool e Cannabis sativa (maconha) contribuem significativamente para o aumento de problemas graves relacionados à saúde pública, elevando os índices de violência, e acarretando uma série de complicações médicas e psiquiátricas.

A Revista Psicologia: Reflexão e Crítica (veja referência completa e link para artigo logo abaixo) publicou estudo intitulado: “Avaliação das Funções Atentivas e Flexibilidade Mental em Dependentes Químicos” que sugere um déficit na flexibilidade cognitiva (função executiva) e um quadro de desatenção em pessoas dignosticadas com dependência química.

Vários estudos demonstram que processos cognitivos básicos estão envolvidos no comportamento de uso de drogas, no desenvolvimento da dependência e no processo de recaída. As alterações neurocognitivas têm implicação direta no tratamento, uma vez que déficits nas funções executivas podem gerar dificuldades em compreender e assimilar conceitos básicos da terapia, como traçar metas e cumprir objetivos que não envolvam uma recompensa imediata.

No estudo os participantes foram avaliados através do Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST) e um Teste de De- sempenho Contínuo (TDC). Os achados são discutidos em termos de possíveis implicações para o tratamento de dependentes químicos.

Caso este estudo te interesse, aqui está o link para o artigo e sua referência.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.