Dor de cabeça e verão???

0
2353

Entender como funciona nosso corpo e o que nos faz atingir o tão famoso “bem-estar” ajuda a nossa cognição, ou seja, nossa memória e todas as outras habilidades que fazem com que funcionemos da melhor forma possível no dia-a-dia. Sendo assim, acho que essa matéria vale a pena, nos ensina e nos faz ensinar como evitar ou entender as causas das dores de cabeça, que tiram nosso bem-estar e nossa oportunidade de interagir com o ambiente da melhor forma possível. Aproveitem…

A grande maioria das pessoas que sofrem de dores de cabeça e enxaquecas desenvolvem mais facilmente essas condições no verão, especialmente nos dias mais quentes. “No verão o calor e a luz mais intensa são as principais causas de dores de cabeça. No entanto, mudanças de hábitos, “pular” refeições, muito sol, poucas horas de sono, mudanças de temperatura causada pelo ar condicionado ou pela ingestão de alimentos frios, por exemplo, sorvete, podem ser outras causas de cefaléias, disse Samuel Diaz Insa, Coordenador do Grupo de Estudos de Cefaléia da Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN).

O calor e as altas temperaturas aumentam o risco de dores de cabeça devido à dilatação das artérias. Além disso, dores de cabeça podem ocorrer a partir de insolação ou exaustão devido à atividade excessiva e pode ser acompanhada por náuseas, cólicas, hipotensão, visão turva, fadiga, sudorese, ou até mesmo perda de consciência no caso da ocorrência de insolação.

A intensidade de luz aumentada no verão é outro gatilho das dores de cabeça, mas talvez as causas mais específicas são estímulos frios que produzem mudanças bruscas na temperatura do corpo, seja pela ingestão de uma bebida muito fria ou gelo, ou aquelas produzidas por ar condicionado. Mudanças no ritmo de vida e atividade que ocorrem nos feriados, bem como o jet lag, tanto na alimentação como em um sonho, não favorecem.

Além de proteção solar, Diaz Insa recomenda usar as férias para “relaxar sem interromper ritmos biológicos em excesso, que durante estes meses, muitas vezes ocorre na dieta e no sono.”

Fonte: muy interesante

Foto: DebbieC

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.